Como joga taticamente o Treze, próximo adversário do Santa Cruz na Série C

Comandado por Márcio Fernandes, o Treze é um dos candidatos ao acesso à Série B – assim como o Santa Cruz. O time é o adversário coral neste sábado (17) no Amigão, em Campina Grande, pela 11ª rodada da Série C do Campeonato Brasileiro.

Neste análise, o Pernambutático disseca como joga o Galo da Borborema, destacando pontos positivos e negativos, mostrando os caminhos que o Santa pode aproveitar para chegar a mais uma vitória sob o comando de Marcelo Martelotte.

A formação base do Treze é um 4-2-2-2, com muita amplitude nas pontas, sempre por fora, principalmente com as subidas de Douglas Lima, mas pouca criação no meio de campo. A dupla ofensiva, que por vezes vira trio, é o ponto forte da  equipe do técnico Márcio Fernandes.

Disposição tática do Treze (Feito no Tactical Pad)

PONTOS FRACOS

Nesta formação tática, o Treze costuma dar espaços pelas laterais, principalmente nas costas do lateral-direito Léo Pereira. Foi o que aconteceu no último compromisso do Galo na Série C, quando venceu o Imperatriz em jogo atrasado.

Treze dando espaços pela lateral (Imagens: MyCujoo)

Atuando às vezes no 4-2-3-1, o centroavante Gilvan costuma voltar para buscar a bola. Assim, o time de posta numa espécie de 4-3-1-2, tentando encontrar espaços na defesa adversário desde lá de trás. Além disso, o Treze com a presença frequente do lateral-direito Léo Pereira no campo de ataque.

Treze postado no 4-2-3-1 (Imagens: My Cujoo)

 Na defesa, o Galo costuma se postar corretamente, porém, não vem utilizando com frequência o apoio dos laterais, já que Gilmar, único lateral-esquerdo de origem, está sem ritmo de jogo por voltar de lesão e não vem jogando. Deve retornar diante dos corais.

Marcação do Treze (Imagens: MyCujoo)

Sem precisar se incomodar muito com os laterais, o Santa Cruz pode justamente responder na mesma moeda: utilizando as subidas, principalmente de Toty pela direita. No último jogo, diante do Paysandu, o camisa 2 coral fez boa jogada pelo setor e cruzou na cabeça de Pipico, que marcou o primeiro gol na vitória por 2 x 1 em cima do Papão.

Gol de Pipico em cima do Paysandu (Imagens: DAZN)

OLHO NELE

O grande destaque do Treze é Douglas Lima, um dos artilheiros do time na Série C com dois gols marcados. O último contra o Imperatriz-MA, com um chutaço de longe.

A torcida coral não guarda boas lembranças de Douglas. No Arruda, em agosto, o atleta marcou um gol olímpico. Na ocasião, o Santa venceu por 3 x 2.

Ficha do Jogo

Santa Cruz: Jordan; Toty, Danny Morais, Célio Santos e Peri; Bileu, André e Didira; Leonan, Pipico e Jáderson. Técnico: Marcelo Martelotte.

Treze: Andrey; Gustavo, Ítalo, Nilson Júnior e Gilmar; Robson, Vinícius Barba, Bruno Mota e Douglas Packer; Douglas Lima e Gilvan. Técnico: Marcio Fernandes.

Árbitro: José Henrique de Azevedo Júnior (MA)
Auxiliares: Djavan Costa da Silva e Raphael Max Borges Pereira (ambos do MA)

Por: Felipe Holanda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: