Como joga taticamente o Atlético-MG, próximo adversário do Sport

Por: Felipe Holanda

O Sport tem neste sábado (24) uma parada duríssima na Série A do Brasileiro, diante do Atlético-MG, no Mineirão, pela 18ª rodada. Separamos para a torcida rubro-negra tudo sobre o próximo adversário: provável escalação, jogadores para ficar de olho e muito mais.

Treinado por Jorge Sampaoli, o Galo é um dos times mais fortes da competição. Contra o Leão, deve ir a campo no 4-1-4-1, tendo os pontas como principal preocupação para os comandados de Jair Ventura; em especial, Keno, ex-Santa Cruz.

Provável escalação dos mineiros (Feito no Tactical Pad)

A única dúvida é a utilização de Réver, capitão, que volta de lesão. Se ele não jogar, quem entra é Igor Rabello, ex-Náutico. Outro que pode aparecer nos titulares é o argentino Matías Zaracho, regularizado. Com Zaracho, Nathan sairia do time.

COMO ATACA

No ataque, os atleticanos são um dos mais incisivos no Brasileirão. O Galo forma uma espécie de pirâmide ofensivamente como nos primórdios do futebol. Assim, investe no 2-3-5, com muitas infiltrações.  

Atleticanos com cinco homens no ataque logo aos 10 minutos (Imagem: GE)

Na equipe de Sampaoli, alguns papéis se invertem. Em algumas situações, por exemplo, os pontas atuam por fora dando amplitude, com os laterais por dentro para receber o passe e entrar na grande área adversária.

Investia pela direita do time de Sampaoli (Imagem: GE)

Com a posse no terço final do campo, o Atlético-MG costuma espalhar os jogadores perto do grande área. O objetivo desta estratégia e confundir e dificultar a marcação rival para finalizar em gol. A equipe, inclusive, é líder de arremates por jogo na Série A: 278, com média de 17,38 a cada 90 minutos.

Postura ofensiva dos alvinegros (Imagem: GE)

Iniciando a transição ofensiva, os mineiros já cometeram alguns equívocos na saída de bola, como aconteceu no gol do Bahia, na rodada passada. Na ocasião, a equipe se posicionou no 3-1-5-1.

Vacilo defensivo do Galo gera gol dos baianos (Imagem: GE)

Outro que chega bem no ataque é Nathan. Ele “pisa” bastante na área e geralmente surge como elemento surpresa entre as linhas. O Galo é o líder em gols marcados dentro da área pelo Brasileirão, com 17 em 16 jogos – média de 1,06 por partida.

Meia chegando na área (Imagem: GE)

COMO DEFENDE

Os comandados de Sampaoli têm tendências de marcação por zona, formando um 4-1-2-3. O déficit da defesa é a dificuldade em lidar com lançamentos em profundidade, geralmente às costas da linha defensiva. Isso ocorre pois a linha geralmente joga adiantada e os zagueiros, por serem lentos, não reagem a tempo contra atacantes rápidos.

Falha defensiva do Galo (Imagem: GE)

No Sport, uma arma importante deve ser os lançamentos dos meias para os homens de ataque nas costas da dupla de zaga mineira. Extremos e atacantes velozes costumam causar sérios danos à marcação do Atlético.

O Galo já mostrou pontos fracos quando é pego no contra-ataque. Em algumas ocasiões, já se se defendeu no 3×3 dentro da grande área. Se o Sport souber aproveitar, pode levar vantagem e criar chances de perigo para chegar à meta de Éverson.

Descuido da defesa dos atleticanos (Imagem: GE)

PRA FICAR DE OLHO

Keno (PE) – O ex-jogador do Santa é o grande destaque do time de Sampaoli. Atuando aberto pela esquerda, costuma infernizar as defesas adversárias com muita intensidade. Keno é disparado o artilheiro do Galo do Brasileirão, com oito gols, além de duas assistências. A zaga do Leão que se ligue.

Bruno Cantini/Agência Galo/Atlético

Guilherme Arana (LE) – Arana é um lateral-esquerdo que apoia constantemente e deve preocupar bastante Patric. Ocupa bem o espaço e se apresenta, se apresenta no campo de ataque e é incisivo. É o líder do time ao lado de Keno com dois passes para gol. Além disso, marcou dois gols.

Jair (VOL) – Já se destacou pelo Fluminense ano passado, agora é peça-chave para o funcionamento do time de Sampaoli. Volante moderno, consegue qualificar a transição ofensiva com passes verticais e também é importante subindo para pressionar. Bronca para Marcão e Ricardinho.

Quem não joga: Sem desfalques e com o retorno de Réver, Sampaoli tem força máxima contra o Sport.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: