Como joga taticamente o Athletico, próximo adversário do Sport

Por: Anderson Santana e Felipe Holanda

Vice-lanterna, pior ataque, treinador suspenso. Esses são alguns dos problemas que o Athletico terá de superar diante do Sport, neste domingo (1), pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro. Separamos para a torcida leonina todos os detalhes táticos do próximo adversário.

Com Paulo Autuori cumprindo suspensão, o time paranaense deve ter o auxiliar Bernardo Franco à beira do gramado da Ilha do Retiro. Bernardo foi o comandante na derrota para o Grêmio, por 2 x 1, no último final de semana.

Mas os problemas do Furacão não param por aí. Diante do Leão, não contará com sua dupla de zaga titular. Thiago Heleno, capitão, testou positivo para a Covid-19 e está fora, enquanto Pedro Henrique segue vetado pelo departamento médico.

Desta forma, Felipe Aguilar e Zé Ivaldo são os mais cotados para defesa, no 4-2-3-1, com Nikão e Reinaldo abertos, tendo Renato Kayzer na referência e Léo Cittadini ou Jorginho no centro.

Provável escalação inicial do CAP (Feito no Tactical Pad)

COMO ATACA

O Athletico gira bem a bola, tenta achar os espaços, mas é pouco produtivo verticalmente. Não por acaso, é o dono do pior ataque deste Brasileirão, com 13 gols. Costuma atacar em bloco. Porém, acumula resultados frustrantes, com apenas quatro vitórias em 17 jogos e pouco mais de 30% de aproveitamento.

Ataque paranaense (Imagem: GE)

Um erro notável em nossa análise foi a insistência em bolas longas do Time da Baixada. Muitas vezes os zagueiros tentam a ligação direta, o que na maioria das vezes resulta em perda de posse.

Exemplo claro de ligação direta (Imagem: GE)

Por outro lado, o Furacão utiliza bem as triangulações pelos lados do campo, com os homens de meio e os laterais aparecendo para o jogo, variando de fora para dentro.

Investida pela direita do CAP (Imagem: Esporte Interativo/TNT)

COMO DEFENDE

Na defesa, são 19 gols sofridos, com média de mais um por jogo. Na Praça da Bandeira, o Athletico deve se postar com uma primeira linha de cinco, tentando bloquear as subidas do Sport pelos lados, principalmente com Patric na direita.

Equipe paranaense 4-5-1 (Imagem: GE)

Mesmo assim, o Furacão passa por várias vezes o dissabor de dar espaços para as infiltrações dos extremos, quando um dos laterais não acompanha à recomposição.

CAP deixa brecha na direita (Imagem: Esporte Interativo/TNT)

PRA FICAR DE OLHO

Renato Kayzer (ATA): Principal finalizador do time, joga centralizado dentro da área adversária e tem cinco tentos em 12 jogos pelo brasileirão; dois pelo Furação e outros três pelo Atlético-GO. Costuma ser preciso na bola área, marcando todos seus gols de cabeça. A zaga do Leão precisa ficar ligada.

Santos (GOL): Titular absoluto e com passagens costumeiras pela seleção brasileira. Está no clube desde 2008, acumulando cinco títulos nos últimos dois anos. Suas principais características são a segurança debaixo das traves e sua qualidade em defesas de pênalti, além de ser importante com a bola nos pés.

Quem não joga: Thiago Heleno (Covid), Pedro Henrique (Lesão) e Abner Vinícius (Suspenso)

Créditos da foto principal: Fabio Wosniak/Site Oficial

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: