Enfim, ‘nevou’ no Recife: análise Sport 1×0 Athletico

Por: Felipe Holanda

Thiago Neves foi o principal nome do Sport na vitória por 1 x 0 em cima do Athletico, neste domingo (28), na Ilha do Retiro, pela 19ª rodada do Brasileirão. Marcou o único gol do jogo e fez “nevar” na capital pernambucana; pode até não ter apresentado um bom futebol, mas foi decisivo.

Com o triunfo e o gol de Thiago, o Leão pulou provisoriamente para a 8ª colocação na tabela, agora com 23 pontos ganhos. Com isso, se aproximou do G-6 e, de quebra, abriu seis pontos da Zona do Rebaixamento.

COMO FOI

Na prancheta tática de Jair Ventura, o rubro-negro atuou na maior parte da peleja postado no 4-4-2, com duas linhas de quatro e Thiago Neves e Marquinhos trocando de posições na última linha, além de Leandro Barcia mais à frente.

Formação inicial do Sport diante do Furação (Feito no Tacitcal Pad)

A primeira alternativa utilizada por Ventura foi não ser reativo. Pelo contrário, apertava a posse da equipe visitante, marcando alto desde os primeiros minutos.

Leão apertando a saída dos paranaenses no início (Imagem: Rede Globo)

Postado no 4-4-2 na defesa, o time da Praça da Bandeira não dava espaços para o Athletico progredir jogadas, mas tinha uma saída lenta em casos de contra-ataque.

Marcação pernambucana, com todos no campo de defesa (Imagem: Rede Globo)

Outra alternativa utilizada pelo Leão foi o 4-4-1-1, com Neves ajudando na recomposição, Barcia mais isolado e as supracitadas linhas de quatro. Desta forma, dificultava a troca de passes paranaense.

Mais uma postura tática do Leão de Jair Ventura (Imagem: Rede Globo)

Tanto na defesa quanto no ataque, os pernambucanos foram improdutivos no primeiro tempo e quase viram o adversário abrir o placar com o gol de Renato Kayzer, que foi anulado pelo VAR.

DA ÁGUA PARA O VINHO

O Sport voltou para a etapa final com uma postura totalmente diferente pelas substituições de Jair Ventura, que colocou Mikael e Jonathan Gómez, sacando Marquinhos e Ricardinho, respectivamente. Assim, a equipe passou a se postar no 4-3-3, sendo bem mais impositiva.

Como os comandados de Ventura voltaram para os últimos 45 (Feito no Tactical Pad)

A mudança não tardou para surtir efeito e pegou o Athletico de surpresa. Gómez passou a ser o principal alicerce do time e mudou o panorama do confronto a favor do rubro-negro pernambucano.

No gol de Thiago, que valeu os três pontos, Gómez iniciou a jogada com um lindo passe para Patric, que cruzou para o camisa 30 marcar seu segundo gol pelo Leão.

Além de melhorar no ataque, a defesa passou a se sentir mais segura. Iago Maidana teve atuação impecável e foi um dos melhores em campo, parando as investidas do Furacão, que estava mais para um sopro.


Em vantagem no placar, o time da casa não se satisfez e continuou pressionando o adversário em busca do 2 x 0, atacando em bloco para confundir a marcação do CAP. Teve chances, mas não conseguiu ampliar e venceu pelo placar mínimo. Foi suficiente.

À frente, Leão passou a atacar em bloco (Imagem: Rede Globo)

O próximo compromisso dos pernambucanos será no clássico nordestino com o Ceará, no Castelão, domingo (8) que vem, pela 20ª rodada do certame.

Créditos da foto principal: Anderson Stevens/Sport

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: