Sport na Série A: como joga taticamente o Vasco

Por: Felipe Holanda

O Sport tem mais uma chance de reiterar a boa fase na Série A do Brasileiro diante do Vasco, neste sábado (14), na Ilha do Retiro, pela 21ª rodada. Os comandados de Jair Ventura aparecem na primeira metade da tabela, com 25 pontos, enquanto os cariocas têm 19, em 18º, mas com dois jogos a menos.

Separamos para a torcida rubro-negra tudo sobre o próximo adversário: provável formação tática, pontos fortes e fracos, jogadores para ficar de olho, e muito mais.

Clube com raízes portuguesas, o cruzmaltino é mais um do futebol brasileiro que aposta em treinadores estrangeiros. Recentemente, anunciou o “compatriota” Ricardo Sá Pinto, que vem para seu sexto jogo no comando do time. Contra o Leão, Sá Pinto deve optar mais uma vez pelo esquema com três zagueiros, apostando no 3-5-2.

Provável formação inicial dos alvinegros (Feito no Tactical Pad)

COMO ATACA

Tendo um tridente na zaga, o Vasco fica bem postado na defesa e tem uma saída rápida para o ataque, principalmente com a chegada dos alas no apoio, dando amplitude e puxando a marcação adversária.

Alas auxiliando no ataque (Imagem: Rede Globo)

Rondando a área rival, utiliza uma troca de passes rápida e costuma finalizar mais de dentro da área. Na Série A, a equipe carioca é a sexta com mais gols marcados na zona de pênalti, sendo 16 em 18 jogos disputados – média de 0.88 a cada 90 minutos.

Na construção ofensiva, o time de Sá Pinto tende a acionar um trio de meias e pontas atrás do centroavante, formando uma espécie de 3-3-3-1. O jovem Talles Magno costuma trocar muito de posição, variando entre os extremos e como segundo atacante.

Outra postura ofensiva do cruzmaltino (Imagem: Rede Globo)

COMO DEFENDE

Mesmo com três zagueiros, o Vasco costuma deixar espaços comprometedores na defesa, com os alas e pontas recompondo com atraso e deixando a entrada da área de Fernando Miguel exposta.

Cochilo defensivo dos cariocas (Imagem: Rede Globo)

Um dos principais erros defensivos do cruzmaltino é a lentidão na transição quando o adversário responde no contra-ataque. Foi exatamente assim que a equipe sofreu um dos gols na derrota por 2 x 1 para o Corinthians, na estreia de Sá Pinto. O líbero ficou sozinho à frente da grande área e Mantuan marcou.

Lance do tento do Timão (Imagem: Rede Globo)

Em outras situações, os cariocas abdicam dos três zagueiros e passam a se postar no 4-3-2-1 defensivo, tentando frear as investidas adversárias pelas laterais e povoando o meio de campo.

Outra postura da equipe de Sá Pinto (Imagem: Rede Globo)

PRA FICAR DE OLHO

Fernando Miguel (GOL) – O goleiro vascaíno é a principal referência defensiva do time. Em 17 partidas disputadas pelo Brasileirão, Fernando Miguel acumula 17 defesas difíceis, sendo duas de pênalti; por outro lado, já foi vazado 24 vezes.

Martín Benítez (MEIA) – Meia clássico e típico camisa 10, o argentino arma muito bem o jogo ofensivo. Além disso, costuma percorrer praticamente todo o terço final do campo, flutuando entrelinhas. Nesta Série A, Benítez tem um gol marcado e uma assistência.

Germán Cano (ATA) – Também argentino, Cano é o grande destaque do Vasco neste Campeonato Brasileiro. Tem faro de artilheiro, é cirúrgico nas finalizações, e já foi às redes sete vezes na competição, sendo o maior goleador dos cariocas.

Créditos da foto principal: Rafael Riberio/Vasco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: