Erros de arbitragem ofuscam boa atuação: análise Juventude 1×0 Náutico

Por: Mateus Schuler

Ao contrário do que foi visto em outros jogos, o Náutico até conseguiu ter uma atuação positiva, porém a arbitragem cometeu erros crassos e o Juventude saiu com a vitória. Com um gol mal anulado e um pênalti não marcado, o Timbu acabou derrotado por 1×0 em um lance infeliz e aumentou a sequência negativa na Série B do Campeonato Brasileiro nos embalos da noite deste sábado (28) no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul.

Além de chegar ao oitavo jogo sem vencer, o Timba estaciona na 17ª posição e vê a distância para o Cruzeiro, primeiro fora do Z-4, ficar em sete pontos, já que soma 21 e o adversário tem 28. O próximo obstáculo dos alvirrubros será já na próxima terça-feira (1º), às 19h15, diante do Guarani pela 25ª rodada da Segundona, nos Aflitos.

Alvirrubros foram a campo em um 4-2-3-1 bem ofensivo (Feito no TacticalPad)

COMO FOI

Com uma atuação bastante segura tanto ofensiva, como defensivamente, o Náutico iniciou superior ao Juventude dentro das quatro linhas e balançou as redes antes mesmo do relógio chegar a cinco minutos, porém a arbitragem invalidou. Erick fez boa jogada com Hereda e cruzou na pequena área para Kieza que, em posição legal, furou e Bryan completou, mas o assistente viu o camisa 9 – equivocadamente – adiantado e levantou a bandeira.

Pouco depois, o Timbu mostrou que estava bem postado no ataque e voltou a assustar a meta dos alviverdes. Bryan, lateral-direito de origem e que jogou de ponta esquerda em um 4-2-3-1 notável, recebeu livre na intermediária e soltou o pé para boa defesa de Marcelo Carné. Os alvirrubros não abdicaram de atacar e seguiram com a mesma postura, por vezes performando no 4-1-4-1, com Djavan fixando na cabeça de área e Rhaldney saindo na transição.

Alvirrubros mostraram boa postura ofensiva mesmo com derrota (Imagem: Premiere)

Na etapa final, apesar de ter mantido a escalação inicial e se defender no 4-4-1-1, veio o duro golpe aos pernambucanos. Logo no primeiro minuto com bola rolando, Capixaba fez bom lance individual pela direita e chutou firme de fora da área; a bola desviou em Camutanga e matou Anderson, que a viu morrer no fundo do barbante.

Sem se abalar, o Timba continuou buscando tirar o zero do placar, contudo a falta de sorte voltou a perseguir. Após escanteio cobrado na segunda trave, o zagueiro Ronaldo Alves emendou de primeira um belíssimo chute e parou no poste. Em sequência, Kieza se infiltrou no sistema defensivo do Ju e obrigou o goleiro adversário a espalmar para cortar o perigo.

Timbu se defendeu com duas linhas de 4 para se fechar do Ju (Imagem: Premiere)

Para recuperar o fôlego ofensivo e seguir tentando o empate, Hélio dos Anjos fez duas substituições sem mexer na estrutura do time: saíram Erick e Bryan, entraram Jorge Henrique e Dadá Belmonte, respectivamente. O primeiro bom momento depois das alterações veio em uma bola parada na pequena área, que sobrou para Kieza dominar e mandar uma bicicleta para um milagre de Carné.

Em seguida, a arbitragem voltou a aprontar com os alvirrubros, o que gerou tanta revolta como no primeiro lance da partida. Em disputa na área com o zagueiro Wellington, o goleador do Timbu sofreu carga faltosa e o árbitro não marcou o pênalti. Na reta final, Hélio deu ainda mais ofensividade à equipe e promoveu as entradas de Ruy e Guillermo Paiva na vaga dos volantes Djavan e Rhaldney, respectivamente, entretanto de nada adiantou.

Créditos da foto principal: Arthur Dallegrave/E.C. Juventude

2 comentários em “Erros de arbitragem ofuscam boa atuação: análise Juventude 1×0 Náutico

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: