A redenção de Thiago: análise Sport 1 x 0 Coritiba

Por: Mateus Schuler

Thiago Neves ‘fez as pazes’ com o torcedor leonino ao comandar a vitória do Sport por 1×0 sobre o Coritiba neste domingo (13), na Ilha do Retiro, pela 25ª rodada da Série A do Brasileiro. O camisa 30, que foi criticado por falhar diante do Atlético-GO, se redimiu e deixou o Leão um pouco mais afastado da zona de rebaixamento.

Com o resultado positivo, os leoninos chegam a 28 pontos e ocupam agora a 15ª posição, dividindo a pontuação com Bahia e Athletico, ficando à frente dos baianos e atrás dos paranaenses pelo saldo de gols. O adversário agora será o Grêmio, no próximo sábado (19), às 19h pela abertura da 26ª rodada e novamente na Ilha do Retiro.

Leão foi a campo com quatro novidades no time titular (Feito no TacticalPad)

COMO FOI

O jogo, como esperado, começou bem equilibrado, com as duas marcações na pressão em linhas altas e sem dar espaços para possíveis infiltrações. Os rubro-negros viram os alviverdes fazerem um falso domínio, mas souberam ir ao ataque para tentar furar o bloqueio e o que faltava a ambos era apenas uma coisa: criatividade.

Sem poder criativo, as equipes pouco criaram e não conseguiram dar perigo um ao outro. Com mais calma, o Sport ficou melhor postado ao atacar e foi quem teve a primeira chance, quando Marquinhos achou Thiago Neves livre na esquerda e deu o passe; o camisa 30 emendou cruzamento de primeira e a bola passou por toda a pequena área, confirmando que a tônica seria um 4-2-3-1 ao atacar explorando as brechas dadas pelo Coxa.

A persistência prosseguiu durante toda a primeira etapa e o Leão enfim tirou o zero do placar. Marquinhos deu lançamento preciso no lado direito ofensivo e Patric, infiltrado nas costas do Mattheus, encostou dentro da área e Thiago Neves surgiu com liberdade, mandando um chute firme para estufar a rede e desencantar.

Rubro-negro da Praça da Bandeira saiu à frente em boa jogada ofensiva (Imagem: Premiere)

Na etapa final, o jogo voltou a ficar lá e cá, com os dois times buscando ir ao ataque a todo custo. Nos primeiros 15 minutos, foram duas chances criadas para cada lado, com as defesas ficando mais expostas. Ainda assim, Jair Ventura já ia esboçando o posicionamento defensivo, colocando duas linhas de marcação.

Mesmo sem realizar substituições, os leoninos passaram a se defender no 4-4-1-1, ora no 4-4-2. Cansado, o Leão cedeu espaços bobos e os paranaenses deram início a uma pressão, criando boas oportunidades de gol, porém não aproveitaram as finalizações que tiveram, o que obrigou o comandante dos pernambucanos a renovar o fôlego.

Do meio para o fim do segundo tempo, os dois times criaram bons lances no setor ofensivo, testando o coração dos torcedores à distância. A alternativa de Jair para dar mais qualidade à marcação rubro-negra foi promover dois laterais nas duas linhas, o que fechou mais as brechas. Sem criatividade, o Coritiba não conseguiu furar o bloqueio e viu o Sport se recuperar na Série A.

Leão se defendeu com duas linhas de 4 na etapa final (Imagem: Premiere)

Créditos da foto principal: Anderson Stevens/Sport

Um comentário em “A redenção de Thiago: análise Sport 1 x 0 Coritiba

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: