Leandro Costa e Central: o fim de uma era

Por: Guilherme Batista

Chega ao fim a era Leandro Costa no Central. Após a eliminação na Série D, a diretoria até tentou convencer o atacante a ficar, mas Leandro optou por não renovar o seu contrato. Entre 2017 e este ano, foram 58 jogos disputados com a camisa alvinegra e 29 gols.

Nesta análise especial, o Pernambutático disseca todos os tentos assinalados pelo atacante, destacando uma visão tática da passagem exitosa de Leandro pela Patativa.

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS

Habilidoso e inteligente, Leandro sempre foi muito perspicaz e soube se posicionar no lugar certo para colocar a bola no alvo. Além disso, o artilheiro fez história no clube caruaruense após marcar o gol que classificou o alvinegro para a sua primeira final do Estadual, o que justifica toda idolatria e identificação que os centralinos sentem por ele.

Ao longo das últimas temporadas, colocou a bola nas redes adversárias por 29 oportunidades, das quais dez foram de direita, oito de esquerda, três de cabeça e outras oito de pênalti.

GOLS 1, 2 E 3 – Coruripe 2×3 Central 18/06/17

O primeiro gol mostra muito da sua capacidade em se posicionar corretamente. O Central acelerou com um passe longo pelo lado esquerdo de ataque e, enquanto a defesa do Coruripe só olhava a bola, Leandro Costa atacava as costas da zaga alagoana para receber o cruzamento de Almir e completar para as redes.

O primeiro tento assinalado pela Patativa (Imagem: GE)

Outro ponto forte do atacante é a facilidade com que tem em sair das pontas e cortar pro meio da zaga. E é exatamente isso o que acontece no segundo gol patativa. Uma triangulação que envolveu a defesa do Hulk foi suficiente para Leandro aparecer como opção de passe, antes de dominar de direita e finalizar de esquerda.

Apesar de não ter estatura de centroavante, fez a função algumas vezes. E o seu terceiro gol mostra que na falta de altura, o atacante compensa com inteligência. Novamente, ao perceber a desatenção da defesa adversária, ele se posiciona nas costas dos zaga para receber o passe e completar para o fundo das redes.

GOL 4 – Afogados 1×1 Central 17/01/18

Em um duelo extremamente disputado e complicado, coube ao camisa 11 do Central recolocar a Patativa no jogo cobrando pênalti. Batida segura, sem chance pro goleiro, que deu números finais ao duelo e evitou uma derrota centralina pelo Pernambucano.

GOL 5 – Central 1×1 Sport 03/02/18

Devido a sua estatura, gols de cabeça não são muito comuns para Leandro. Mas contra o Sport, ele se posicionou perfeitamente nas costas de Fabrício para aproveitar o cruzamento de Junior Lemos e cabecear sem chances para Magrão.

Leandro estufa as redes do Leão (Imagem: Rede Globo)

GOL 6 – Central 2×0 Belo Jardim 18/02/18

Mais um lance que mostra a esperteza e a colocação do camisa 11.  Quando toda defesa do Belo Jardim estava fechando um lado, Leandro abriu como opção no outro e recebeu um passe açucarado de Douglas Carioca. O atacante dominou, chapou de direita e contou com contribuição do goleiro para marcar.

Costa aproveita o cochilo defensivo do Calango do Agreste (Imagem: TVC)

GOLS 7 e 8 – Central 2×1 Salgueiro 07/03/18

Novamente cobrando pênalti, Leandro marcou mais um gol pelo Central. Minutos depois o Salgueiro empatou a peleja. Eis que o ídolo alvinegro, mais uma vez, entra em ação para resolver uma partida difícil.

Em bom contra-ataque, Issa acionou o artilheiro, que ficou no mano a mano com o zagueiro do Carcará e não titubeou frente ao rival. Pedalou, deu um corte seco com a perna direita e finalizou de esquerda. Criou espaço onde não tinha e deu os três pontos que garantiram a Patativa na 2ª colocação daquela primeira fase do estadual.

GOL 9 – Central 1×0 Sport 21/03/18

Prepare o coração, torcedor centralino. O nono gol de Leandro Costa pelo Central foi, sem sombra de dúvidas, o mais importante que ele fez com a camisa alvinegra: pela semifinal do Pernambucano diante do Sport.

Junior Lemos levantou a bola na área e, mais uma vez nas costas da zaga, Leandro disputou no corpo a corpo com Ronaldo Alves, a bola sobrou para Itacaré, que se esticou e cruzou para o atacante completar de coxa enquanto a zaga rubro-negra pedia impedimento.

O tento mais emblemático do goleador pela Patativa (Imagem: Rede Globo)

GOL 10 – Náutico 2×1 Central  08/04/18

Mas nem só de boas recordações vive o torcedor centralino. O décimo gol marcado pelo artilheiro foi num jogo que machuca o coração patativa até hoje. De pênalti, o camisa 11 diminuiu a desvantagem diante do Náutico pelo jogo de volta da final do Pernambucano 2018. O Central até tentou o empate, mas o Timbu ficou com a taça.

GOL 11 – ASA 3×3 Central 06/05/18

Contradizendo alguns torcedores que diziam que Leandro não sabia bater pênalti, mas um gol do camisa 11 que saiu da marca da cal. Dessa vez em Arapiraca. Cobrança segura, deslocando o goleiro e fazendo o terceiro do Central naquela partida. O detalhe é que a vantagem de 3×1 que os centralinos conseguiram foi diluída nos acréscimos e o jogo terminou com um empate amargo.

GOLS 12 e 13 – Central 3×0 Jacuipense 27/05/18

O time vice-campeão estadual de 2018 chegou na última rodada da fase de grupos da Série D já eliminado. Uma grande decepção, sem dúvidas. Mas isso não impediu o artilheiro de marcar mais duas vezes. O primeiro, mais uma vez, de pênalti.

Já no segundo gol, Leandro mostrou a explosão que lhe foi característica nos últimos três anos e também sua força física. Enquanto o zagueiro da Jacuipense olhava pra bola, o atacante alvinegro deslocou ele no corpo a corpo e finalizou de voleio para marcar um belo gol.

GOL 14 – Central 2×1 Náutico 19/01/19

Após terminar o ano de 2018 como artilheiro da equipe, Leandro começou 2019 do mesmo jeito que terminou o ano anterior. Novamente o camisa 11 se aproveitou da desatenção da defesa adversária, se projetou onde havia um grande espaço e, após belo passe de Giovani Rosa, tirou do goleiro alvirrubro.

Costa vai às redes diante do. NáImagem: TV Jornal)

GOL 15 – Central 3×2 Salgueiro 23/01/19

Tal qual o seu segundo gol contra a Jacuipense, novamente o atacante se aproveitou do zagueiro olhando pra bola. Desta vez, no entanto, Leandro Costa se antecipou ao defensor, desviou de cabeça e disparou sozinho para tirar do goleiro e marcar mais um tento pelo Central.

Goleador vence a defesa do Carcará e marca (Imagem: TV Jornal)

GOL 16 – Central 1×1 Afogados 10/02/19

Jogo truncado, difícil e com o Central com dificuldades para marcar? Chama LC11. A Patativa perdia por 1 a 0 quando o atacante mais uma vez atacou o espaço vazio deixado pela defesa rival e sofreu pênalti. Ele mesmo bateu e empatou a partida para o Central. Visão, posicionamento e personalidade Fica fácil entender porque Leandro virou ídolo da torcida.

GOL 17 – América 1×2 Central 28/02/19

Leandro Costa começou essa partida no banco por conta de uma lesão. Na realidade, chegou-se a cogitar que o atleta não teria nem condições de ser relacionado. O Central perdia a partida por 1 a 0 e a torcida alvinegra que estava no Ademir Cunha pedia a entrada do ídolo. E ele entrou.

Mais uma vez Leandro mostrou sua eficiência em se posicionar corretamente. Entre três defensores do Mequinha, recebeu um belo cruzamento, matou de direita e fuzilou de esquerda. Empatando o jogo para o Central que, minutos depois, conseguiria a virada.

GOL 18 – Central 3×0 Maranhão 12/05/19

Antes mesmo de Paulinho Mossoró cruzar a bola, Leandro Costa já se posicionou corretamente entre os dois zagueiros maranhenses, se projetando pra frente e facilitando o passe do companheiro. O posicionamento do camisa 11, além de ser fatal, ajuda bastante a vida dos companheiros.

GOL 19 – Altos 2×1 Central 26/05/19

Apesar de ser um atacante habilidoso, uma das características de Leandro Costa é a rápida tomada de decisão. Não é um atleta que fique muito tempo com a bola no pé. E foi assim contra o Altos. Paulinho Mossoró tocou para o camisa 11 que estava entre 4 defensores adversários.

De costas para o gol, Leandro dominou, deu uma pedalada, fintou um zagueiro com o corpo e conseguiu arrumar espaço para girar e finalizar de esquerda, sem chances para o goleiro. Rápido no gatilho.

GOL 20 – Central 1×0 Atlético-CE 09/06/19

Artilheiro que é artilheiro também precisa contar com a sorte de vez em quando, não é mesmo? Na última rodada da fase de grupos da Série D 2019, o Central precisava vencer o Atlético-CE.

Após cruzamento, a zaga cearense afastou mal, a bola sobrou para Paulinho Mossoró que chutou sem deixar ela cair no chão. Leandro Costa estava no meio no trajeto da bola, viu ela desviar na sua perna direita e entrar na rede. Gol sem querer também é gol.

GOL 21 – Jacuipense 3×1 Central 20/06/19

Outro jogo que vai machucar bastante o torcedor patativa. A dolorosa eliminação para a Jacuipense começou com gol de Leandro Costa. Após finalização de Joelson, o goleiro da equipe baiana espalmou e o camisa 11 só teve o trabalho de colocar o pé pro fundo da rede. O Central abriu 3 a 0 no agregado, mas tomou três gols e caiu nos pênaltis.

GOL 22 – Salgueiro 1×1 Central 25/01/20

Mais uma vez Leandro mostra seu faro de gol e a inteligência para se posicionar. Ao entender a jogada, o atacante centralino se projeta entre o zagueiro e o lateral-esquerdo do Carcará e aproveita o cruzamento de Evandro para empatar a partida no Cornélio de Barros.

Outro vez Leandro balança as redes salgueirenses (Imagem: TVC)

GOL 23 – Petrolina 1×1 Central 29/02/20

Jogar no Sertão nunca é fácil, mas Leandro Costa facilitou a vida alvinegra quando abriu o marcador cobrando pênalti e marcou o seu vigésimo terceiro gol com a camisa patativa.

GOLS 24 e 25 – Decisão 0x5 Central 19/07/20

Pela última rodada do Pernambucano, Leandro Costa não teve dó do Decisão. Dois gols de puro oportunismo. No primeiro, após cobrança de escanteio, o camisa 11 se desvencilhou da marcação, se antecipou ao zagueiro e desviou de cabeça.

No segundo, foi o clássico faro de gol. No lugar certo e na hora certa, Leandro Costa aproveitou o rebote do goleiro do Decisão e escorou de cabeça para o gol aberto.

GOL 26 – Jacyobá 2×2 Central 19/09/20

Parte da torcida do Central pegou no pé do artilheiro em 2020 por conta das suas cobranças de pênalti. Contra o Jacyobá, no final do primeiro tempo, ele chegou a perder um pênalti. Na segunda etapa, nos minutos iniciais, outro pênalti assinalado e, desta vez, o camisa 11 não titubeou. Os números não mentem: Leandro Costa é um batedor eficiente.

GOL 27 – Central 2×2 Itabaiana 27/09/20

Como dito acima, apesar de habilidoso, Leandro precisa de poucos toques na bola para ser letal. E estar bem posicionado é o seu maior aliado para isto. Contra o Itabaiana, o atacante encontrou um espaço entre quatro defensores rivais, girou o corpo e finalizou pro fundo da rede. Um toque na bola, o chute, foi suficiente.

Costa não se intimida com a marcação apertada e marca (Imagem: TVC)

GOL 28 – Central 4×0 Coruripe 18/10/20

Novamente atacando os espaços entre os defensores, Leandro Costa se posicionou no centro da área e só esperou o cruzamento de Wendel Neri para estufar as redes alagoanas. E mais uma vez com apenas um toque na bola.

GOL 29 – Central 3×0 Jacyobá 27/11/20

Demonstrando toda sua capacidade de explosão e força física, mais uma vez Leandro Costa lê rapidamente a jogada, ganha do zagueiro no corpo a corpo e toca na saída do goleiro alagoano para fazer o seu último gol com a camisa centralina.

Não restam dúvidas de que Leandro Costa é um dos maiores ídolos da história do Central. Por tudo que fez em campo, o camisa 11 estará eternamente marcado no coração dos torcedores caruaruenses. E se um dia voltar, poderá aumentar ainda mais a sua lista de gols no Lacerdão.

Arte: João Rodrigues

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: