Te sai, Z-4: análise Náutico 2 x 0 Cuiabá

Por: Mateus Schuler

Um respiro fora da zona de rebaixamento para o Náutico na Série B do Campeonato Brasileiro. Em mais uma atuação segura na defesa e cirúrgica no ataque, o Timbu bateu o Cuiabá por 2×0 nesta terça-feira (22), nos Aflitos, e confirmou a boa fase com Hélio dos Anjos. Agora, precisa torcer contra outros resultados da 31ª rodada para não voltar ao grupo da degola.

Com mais uma vitória, o Timbu não somente chega ao quinto jogo sem ser derrotado, como enfim deixa o Z-4, somando 35 pontos na 16ª colocação. O próximo confronto, porém, será apenas em 2021 e com possibilidade de já não ocupar mais as últimas posições; o adversário é o Confiança, na Arena Batistão, no dia 4 de janeiro às 20h.

Timbu teve a escalação inicial repetida pelo terceiro jogo seguido (Feito no TacticalPad)

Apoie nosso site e não perca nada sobre os times do futebol pernambucano

COMO FOI

A vitória era o único objetivo e, ciente disso, Hélio dos Anjos não inventou na escalação do Náutico, nem na postura ao atacar. A intensidade também foi a mesma dos últimos jogos, porém povoando mais do meio para frente nas investidas ofensivas e o que faltou foi criatividade para quebrar as linhas de marcação do Cuiabá.

O pouco poder criativo em campo fez com que o Timbu procurasse meios de pressionar melhor e a primeira boa oportunidade veio na bola parada, já que trabalhada não tinha sucesso. Jean Carlos bateu falta com força na entrada da área e viu João Carlos fazer uma defesaça; no rebote, Kevyn ainda tentou completar, mas não alcançou. Já próximo do fim, os alvirrubros continuaram agudos com as peças ofensivas e Bryan chutou forte para milagre do goleiro do Dourado.

Jogando melhor a partida inteira, seguiram na pressão desde o começo da segundo etapa e tiveram ótima chance de sair à frente do placar. O camisa 1 auriverde saiu jogando errado na meia-lua e mandou no pé de Paiva, porém o centroavante, mesmo de frente para a barra, finalizou para fora perdendo um lance incrível.

Alvirrubros mantiveram intensidade ofensiva do início ao fim da partida (Imagem: SporTV/Náutico)

Bem postado defensivamente, o Timbu alternava a marcação no campo: ora era no 4-2-3-1, fazendo a marcação mais pressão, ora no 4-4-2, fechando os espaços para possíveis infiltrações dos cuiabanos. O posicionamento, que foi o mesmo do primeiro tempo, manteve certa segurança, no entanto o Cuiabá achou espaço: Marcinho fez bom lance individual e tocou na área para Élton, que bateu tirando de Anderson e Rafael Ribeiro evitou em cima da linha.

Como quem não faz, leva, os alvirrubros confirmaram a boa fase nos Aflitos e abriraram o marcador. Jean Carlos cobrou um escanteio preciso na primeira trave e Rafael Ribeiro, três minutos depois de fazer um milagre, subiu alto na pequena área e cabeceou com muita precisão, estufando a rede adversária.

Mantendo a segurança nos dois setores do campo, o Timbu foi valorizando o resultado favorável e jogou no erro dos alviverdes para consolidar mais uma vitória. Paiva, que havia perdido gol feito, fez grande jogada e, ao invadir bem a pequena área, foi derrubado pelo arqueiro; na cobrança, Jean Carlos não deu possibilidade de defesa ao soltar o pé, dando números finais ao duelo.

Pernambucanos mostraram solidez defensiva e não deram espaços ao Dourado (Imagem: SporTV/Premiere)

Créditos da foto principal: Caio Falcão/Náutico

Um comentário em “Te sai, Z-4: análise Náutico 2 x 0 Cuiabá

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: