Sport na Série A: como joga taticamente o Goiás

Por: Felipe Holanda

Para encerrar 2020 ainda mais longe da zona do rebaixamento da Série A do Campeonato Brasileiro, o Sport tem confronto decisivo com o Goiás, neste sábado (26), às 19h, no Estádio da Serrinha, pela 27ª rodada. Apesar de amargar a lanterna, o Esmeraldino não deve dar vida fácil aos leoninos.

Separamos para a torcida rubro-negra tudo sobre o próximo do adversário: principais posicionamentos táticos, pontos fortes e fracos, números, jogadores para ficar de olho e muito mais.

Comandados por Augusto César, que não é o cantor, os goianos apostam num esquema de compactação defensiva e saída rápida para o contra-ataque, semelhante a estratégia do time de Jair Ventura. Em campo, devem utilizar o 3-5-2.

Provável equipe alviverde, posta no 4-3-1-2 (Feito no Tactical Pad)

Apoie nosso site e não perca nada dos times do futebol pernambucano

COMO ATACAM

O sistema ofensivo é o ponto mais forte do time. Mesmo com características de centroavante, Fernandão vem se movimentando bem nos últimos jogos, dando mobilidade ao ataque, com Douglas Baggio na incumbência da criação de jogadas.

Postura do Esmeraldino no gol no Corinthians, assinalado por Fernandão (Imagem: GE)

A arma mais utilizada é os contra-ataques, já que não costuma passar muito tempo com a bola nos pés. Se a tem, tende a utilizar um 4-3-3, contando com o apoio dos laterais e dos volantes.

Exemplo da formação ofensiva do Goiás (Imagem: GE)

COMO DEFENDE

Marcando, o Goiás costuma usar um “ferrolho” defensivo, já que faz questão de priorizar a marcação. Sob a batuta de Augusto, mostrou que pode se fechar bem, minimizando os espaços das investidas rivais pelos lados e, principalmente, pelo meio.

Quando o adversário “acocha”, o Esmeraldino geralmente utiliza um 3-5-2 bem espaçado e lento na transição defensiva. As brechas, inevitavelmente, geram espaços para o adversário chegar ao gol. Não por acaso, o alviverde é dono da segunda pior defesa da competição., com 42 tentos sofridos.

PARA FICAR DE OLHO

Tadeu (GOL) – Um goleiro que contraria qualquer previsão. Sofre muitos gols, mas tem um desempenho fora de série debaixo das traves, sendo o arqueiro com maior média de intervenções na Série A, ostentando uma média de 1,75 defesas difíceis por jogo. Pega até pensamento.

Fernandão (ATA) – Experiente e com passagens por grandes do futebol. Talvez dispense apresentações, mas vem sendo um dos poucos destaques do time num recorte recente deste Brasileirão. Prende bem a marcação rival e é perigoso nas finalizações.

Quem não joga: Kaio (Lesão).

Créditos da foto principal: Rosiron Rodrigues/Goiás EC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: