Tricolor luta, mas fica no empate: análise Santa Cruz 1 x 1 Ituano

Por: Anderson Santa e Felipe Holanda

Não faltou luta. Atuando com um homem a menos desde o primeiro tempo, o Santa Cruz fez jogo de superação e ficou no empate em 1 x 1 com o Ituano, neste domingo (3), no Arruda, pela quarta rodada do quadrangular de acesso da Série C do Campeonato Brasileiro. Apesar da igualdade, a Cobra Coral segue com boas chances de conquistar o acesso e deixar a Terceirona.

No “campinho” de Marcelo Martelotte, o Mais Querido utilizou o 4-2-3-1 como alicerce tático, dando muita amplitude e, ao mesmo tempo, preenchendo o meio, empurrando o time visitante contra as cordas. Na segunda etapa, após a expulsão de Bileu, a principal opção foi o 4-4-1, explorando os contra-ataques; na próxima rodada, o adversário será o Vila Nova, em Goiana.

Formação inicial do Tricolor ante os paulistas (Feito no Tactical Pad)

COMO FOI

O Santa Cruz, em casa, iniciou bem a partida tendo domínio e controle em seus lances. Teve até chance de inaugurar a contagem com Chiquinho num claro lance de jogo apoiado, mas o camisa 10 do Tricolor não pegou bem na hora do arremate.

Em situações defensivas, com marcação média/alta, o Santa pressionou a saída do Ituano, com uma espécie de 4-2-2-2, tendo Pipico e Victor Rangel na última linha.

Posicionamento dos corais do meio para frente (Imagem: DAZN)

Melhor no jogo, o Santa abriu a contagem, com Didira, após boa troca de passes e subida de Leonan pela esquerda. A finalização ainda desviou no caminho, o que acabou matando o goleiro Edson.

Movimentação no setor ofensivo tricolor confundiu a marcação rival (Imagem: DAZN)

Até que o volante Bileu recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso, comprometendo o funcionamento da equipe de Martelotte, que precisou mexer no time. O comandante tirou a dupla de zaga e passou a jogar com Chiquinho na referência, postado no 4-1-3-1, que por vezes alternava ao 4-4-1.

Comandados de Martelotte com um homem a menos (Imagem: DAZN)

Sem ter jogador de desafogo, o Santa só fez se defender e sofreu o empate. A virada quase veio, mas Luiz Paulo não aproveitou a bela jogada do companheiro e errou o alvo.

Das raras investidas dos donos dos pernambucanos na etapa final, Lourenço acertou o travessão e por pouco não deu os três pontos, o que garantiria ao Mais Querido o topo da tabela.

Créditos da foto principal: Rafael Melo/Santa Cruz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: