Sport no Campeonato Pernambucano: como joga taticamente o Vera Cruz

Por: Mateus Schuler

Sem ao menos terminar a temporada 2020, o Sport já inicia 2021. Nesta quarta-feira (24), às 19h, o Leão vai a campo para fazer a abertura do Campeonato Pernambucano diante do Vera Cruz, com um time misto, ainda indefinido, na Arena de Pernambuco para tentar começar melhor do que no ano passado.

Campeão da última Série A-2, garantindo a quarta conquista da história, o Vera chega para sua sexta participação na elite do Estadual, sendo a última em 2015. Separamos para a torcida leonina tudo sobre o próximo adversário: prováveis formações táticas, números, pontos fortes e fracos, jogadores para ficar de olho, e muito mais do Galo.

Apoie nosso site e receba conteúdos exclusivos do seu time de coração

Mesmo com a escalação do tricolor vitoriense sendo incógnita, a tendência é pela manutenção dos titulares no último jogo-treino disputado pela equipe. O time que empatou por 1×1 diante do Sub-20 do Retrô foi postado no 4-3-3, com alternância para o 4-2-1-3 e até mesmo o 4-1-4-1.

Galo das Tabocas deve manter base tática da Série A-2 na elite (Feito no TacticalPad)

COMO ATACA

Ainda que as informações sejam escassas, há uma grande probabilidade do Vera Cruz repetir a maioria das características ofensivas da Segundona, pois é o estilo de Rômulo Oliveira. Com o 4-3-3 de base, o time alterna para o 4-1-4-1 com Vitinho fixando na cabeça de área, ajudando em uma saída de 3 ao lado dos zagueiros, o que dá liberdade aos laterais a ajudarem na criação.

Assim, os meio-campistas podem ter mais mobilidade e liberdade atuando por dentro, flutuando nas entrelinhas adversárias. Os pontas, por sua vez, são livres para entrarem na marcação e, com isso, formando um tripé no meio-campo; mesmo com muita movimentação, quem fixa mais a posição é o centroavante.

Trio ofensivo do Tricolor do Povo buscará jogar no erro da marcação (Imagem: MyCujoo)

COMO DEFENDE

Na defesa, o Galo das Tabocas performa com duas variações, mas a de mais frequência é a mesma ao atacar: 4-1-4-1. Dessa maneira, Vitinho é o volante que atua entrelinhas para segurar o armador adversário, enquanto que os demais jogam adiantados para controlar o ritmo do meio-campo durante a transição.

Com linhas médias, há ainda a possibilidade de alternar ao 4-4-2, deixando o armador ao lado do atacante e os cabeças de área junto aos pontas pela faixa central. Esse sistema tenta fechar todos os espaços para infiltrações do adversário, sejam pelos lados ou pelo meio; a transição defensiva sempre é em blocos, fazendo os defensores não se exporem tanto.

Intenso defensivamente, o Vera deve manter o 4-1-4-1 usado na A-2 para evitar investidas (Imagem: MyCujoo)

PARA FICAR DE OLHO

Vitinho (VOL) – Peça importante nas transições defensiva e ofensiva, Vitinho é o “volante moderno”. Base do tripé no meio-campo quando o time forma o 4-1-4-1, é quem conduz a criação dessas jogadas, abrindo com os demais meio-campistas e/ou com os pontas, explorando a velocidade pelos lados do campo.

Pedro Maycon (PE) – Com rodagem pelo futebol pernambucano, apesar de jovem, é a principal esperança ofensiva dos vitorienses. A melhor passagem em solo estadual foi com a camisa do Flamengo de Arcoverde, na Série A-1 de 2019, marcando quatro gols em sete jogos; outro destaque foi defendendo o Decisão, sendo peça-chave no título da Série A-2 de 2020.

Créditos da foto principal: Felipe Ribeiro/Vera Cruz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: