Massacre com a assinatura de Kiez4: análise Náutico 5×0 Central

Por: Mateus Schuler

Estreia melhor, impossível. Com grande atuação do artilheiro Kieza, o Náutico massacrou o Central e largou muito bem na disputa do Campeonato Pernambucano de 2021. Sobrando em campo, o Timbu goleou a Patativa por 5×0 neste sábado (27), nos Aflitos, assumindo a liderança provisória do Estadual.

Os alvirrubros ficam no topo da tabela por conta do saldo, pois Sport e Santa Cruz venceram por dois gols de diferença. O próximo compromisso será no domingo (7), às 16h, diante do Sete de Setembro no Gigante do Agreste, em Garanhuns; Lobo-Guará está de volta à elite depois de ficar dez temporadas ausente.

Timbu foi com mudanças forçadas na base titular (Feito no TacticalPad)

COMO FOI

Fazendo a abertura oficial da temporada, o Náutico teve pela frente um frágil Central, que se expôs ao erro logo no primeiro minuto de bola rolando. Depois de passe preciso de Jean Carlos, Rhaldney se infiltrou bem na marcação e foi derrubado na pequena área: Kieza bateu o pênalti bastante seguro, iniciando sua tarde inspirada.

Mantido no 4-2-3-1 de praxe, o Timbu mostrou muita intensidade no ataque e, sem dificuldades, chegou ao segundo gol. Após corte errado da defesa do time alvinegro, Kieza fez o pivô para Bryan, que chutou forte e Murilo interveio parcialmente; a sobra caiu com Erick, que soltou o pé e o goleiro viu a bola ir ao fundo do barbante.

A tranquilidade se manteve durante toda a primeira etapa e o camisa 9 dos alvirrubros confirmou que estava iluminado. O centroavante recebeu dentro da área, driblou Eduardo em jogada individual e arrematou de pé esquerdo. Em seguida, Erick conduziu pela direita e tentou cruzar, mas Kieza dividiu com o arqueiro centralino; a bola bateu na mão do goleador – a arbitragem nada marcou – antes do chute morrer dentro da meta.

Alvirrubros mostraram muita intensidade ao atacar e foram recompensados com cinco gols (Imagem: Premiere)

Nos minutos finais, o placar foi consolidado. Bahia arriscou sem pretensões e o camisa 1 alvinegro não segurou, deixando a pelota cair livre no pé de Jean Carlos. O meio-campista do Timbu, mesmo em posição irregular, encostou de calcanhar e achou K9: com total liberdade, o artilheiro só teve o trabalho de balançar a rede.

Na segunda etapa, com a larga vantagem no marcador, Hélio dos Anjos foi cauteloso e começou a realizar testes na equipe já visando seus próximos compromissos. Marciel, reforço para a temporada, foi acionado na lateral-esquerda na vaga de Bryan, enquanto Matheus Trindade entrou no lugar de Djavan.

Em um dos raros momentos que chegaram ao ataque, os recifenses quase marcaram o sexto tento. Marciel avançou bem pela esquerda, tabelou com Kieza e mandou uma bomba, que Murilo interveio e evitou um desastre ainda maior nos Aflitos.

Seguro defensivamente, mesmo com novos laterais, Timbu foi pouco exigido (Imagem: Premiere)

Créditos da foto principal: Tiago Caldas/Náutico

Um comentário em “Massacre com a assinatura de Kiez4: análise Náutico 5×0 Central

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: