O primeiro voo da fênix: análise Retrô 3 x 2 Sete de Setembro

Por: Anderson D’wirvelle

Ases ao alto. O Retrô estreou com vitória no Campeonato Pernambucano de 2021 ao bater o Sete Setembro por 3 x 2 neste domingo (28), na Arena de Pernambuco, em jogo movimentado. Superior durante a maior parte do duelo, a Fênix mostrou que está com as garras afiadas para a disputa do Estadual.

Uma das sensações na última edição, o time de Camaragibe agora mede forças com o Afogados no Vianão, em jogo duro na próxima quarta-feira (3), às 20h Já os garanhuenses recebem o Náutico, no domingo (7), às 16h no Gigante do Agreste, buscando se distanciar das últimas posições na tabela.

Os retroenses foram a campo com força máxima, sem desfalques, postados no 4-3-3, que por vezes foi um 4-1-4-1. Os alviverdes, por outro lado, entraram no 4-2-3-1, fugindo um pouco do que haviam usado nos jogos de preparação.

Formação inicial da Fênix e do Lobo Guará (Feito no Tactical Pad)

COMO FOI

Estreando na temporada mais importante de sua curta história, o Retrô começou fazendo sua partida parecer fácil. Jogando num 4-3-3 que variou bastante para um 4-1-2-3, se impôs, marcou alto e não deu espaço para o Sete de Setembro atacar.

Suas principais jogadas foram articuladas pelos lados, com Janderson e Anderson Paraíba. Assim foi o primeiro gol. Anderson entrou às costas dos volantes, recebeu a bola no espaço e deu um passe açucarado para Janderson, que bateu de primeira, deslocando o goleiro Alan Tobias.

O segundo gol não demorou a sair. Mais uma jogada pelo lado, com Guilherme infiltrando no espaço deixado no lado direito da defesa do Sete, driblou o lateral Luiz Felipe e só foi parado com pênalti. Na cobrança, o capitão Neílson ampliou o placar; alternando sua defesa entre o 4-1-4-1 e o 4-4-2, continuou deixando a o Lobo Guará com muitas dificuldades para entrar à sua área.

Fênix postada no 4-4-2 (Imagem: MyCujoo)

No início do segundo tempo, mais um gol. Dessa vez, com o ex-jogador do Santa Cruz Mayco Félix, que se aproveitou de um bate-rebate na área e mostrou oportunismo para só empurrar ao fundo das redes.

Apesar de mostrar muita tranquilidade ao continuar valorizando a posse da bola, o Retrô passou a ceder contra ataques importantes e foi assim que o alviverde descontou. Grafite fez boa jogada e só passou para Nêgo de Brejão, que puxou para a perna esquerda e acertou o ângulo do goleiro Jean.

Time da casa valoriza a posse (Imagem: MyCujoo)

A partida seguiu com uma queda de rendimento da Fênix, aparentemente pela parte física. O déficit possibilitou ao Sete encostar no placar. Em mais uma boa estocada de Grafite pela esquerda, o ponta rolou a bola para área e ela chegou até Rodrigo, que se enrolou com a bola, mas girou e chutou de esquerda, pondo fogo no jogo. O empate quase veio no fim, mas o arqueiro dos mandantes salvou.

Créditos da foto principal: Paulinho Gentil/Retrô FC

Um comentário em “O primeiro voo da fênix: análise Retrô 3 x 2 Sete de Setembro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: