O feiticeiro virou contra o feitiço: análise Sport 1×2 Salgueiro

Por: Mateus Schuler

O Salgueiro mostrou que não vai abrir mão da defesa pelo título do Campeonato Pernambucano. Comandado por Daniel Neri, ex-Sport, o Carcará surpreendeu e venceu o Leão de virada, por 2×1, assumindo a liderança provisória do Estadual. Confronto aconteceu justamente na Ilha do Retiro, antiga casa de Neri, nesta quarta-feira (3), pela 2ª rodada do Estadual.

Com a derrota, aliado a outros resultados, o Leão cai para a 4ª posição e se mantém com os mesmos três pontos, atrás do Náutico pelo saldo de gols. Os times voltam a campo neste fim de semana, pela Copa do Nordeste, porém o próximo confronto pelo Pernambucano será só dia 14, às 16h, com os rubro-negros fazendo clássico diante do Santa Cruz, no Arruda, enquanto o Tricolor do Sertão recebe o Retrô no Cornélio de Barros.

Leoninos foram a campo no 4-2-3-1 e sem muitas peças do Sub-20 (Feito no TacticalPad)

COMO FOI

Por estar valendo a liderança provisória, os times começaram a 1000km/h e se lançando ao ataque com muita intensidade. Apesar disso, ambos foram afobados e não conseguiram ser criativos, levando pouco perigo à meta e os goleiros sem serem exigidos.

Se faltou criatividade, o Sport buscou apostar no erro do Salgueiro e saiu em vantagem exatamente dessa maneira. Elenílson deu bobeira e deixou a bola nos pés de Mikael que, pouco depois do meio-campo, viu Lucas adiantado e deu chute colocado com perfeição para encobrir o camisa 1 e abrir o placar; pouco depois, Leozão subiu mais que a marcação e deixou tudo igual.

Com a necessidade de voltar a ficar em vantagem no marcador, os leoninos se mantiveram tentando explorar novo descuido do Carcará. Em um desses lances, Ricardinho deu lançamento preciso pelo lado direito do ataque para Ewerthon, que recebeu livre e bateu cruzado, entretanto direto pela linha de fundo.

Posicionamento em marcação do time da Ilha (Imagem: Premire)

Para a etapa final, o interino Ricardo Severo promoveu apenas uma mexida nos rubro-negros, mas sem mudar tanto a estrutura: Mateusinho entrou no lugar de Luciano Juba na extremidade esquerda. A postura foi mantida e as jogadas, porém, fluíram com um pouco mais dinamismo, enquanto que os tricolores ficaram mais retraídos.

Logo no início, uma marcação errada da arbitragem. Gustavo arrematou de fora da área e acertou o pé da trave; na sobra Mikael, em posição legal, viu o espaço e completou, contudo o auxiliar viu o impedimento – inexistente – do camisa 99 e impugnou o lance. Pouco depois, Sander bateu uma falta lateral direto para a barra e quase surpreendeu Lucas, que interveio.

Performado no 4-2-3-1, o Leão seguiu pressionando durante todo o segundo tempo e foi obrigando o arqueiro salgueirense, que é criado na base leonina, a fazer brilhantes defesas para manter o resultado igualado. Quando parecia que o empate seria confirmado, Tarcísio levantou escanteio na área, Ranieri escorou e Raimundinho completou.

Estratégia defensiva do Leão (Imagem: Premiere)

Créditos da foto principal: Anderson Stevens/Sport

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: