Leão cantou de galo: análise CRB 2×0 Sport

Por: Mateus Schuler

O Sport ainda não mostrou a que veio na Copa do Nordeste de 2021. Após tropeço na estreia, o Leão foi derrotado por 2×0 pelo CRB neste sábado (6), no Estádio Rei Pelé, em Maceió, ficando em situação complicada do Grupo B, amargando a vice-lanterna e permanecendo com um ponto ganho.

O próximo adversário no regional será o 4 de Julho no sábado (13), às 20h30, na Ilha do Retiro. Antes, visita a Juazeirense na quarta-feira (10), às 19h15, pela 1ª fase da Copa do Brasil, disputada em jogo único valendo premiação de R$ 990 mil em caso de classificação.

Apoie nosso site e receba conteúdos exclusivos do seu time de coração

Indo a campo com uma equipe alternativa, os leoninos foram escalados sem Chico, Marcos Serrato, Ewerthon e Mikael, dando chances a nomes que foram acionados diante do Vera Cruz na estreia do Campeonato Pernambucano. O time teve as presenças de Carlos Eduardo, Renzo, Victor Gabriel, Ítalo, Pedro e Pablo Pardal, que iniciaram na abertura do Estadual.

Sport foi a campo com a maioria dos jogadores do Sub-20 (Feito no TacticalPad)

COMO FOI

Recheado de meninos formados na base, o Leão começou a partida nervoso e ansioso, ficando improdutivos no setor de criação. Defensivamente, pouco se via efetividade dos jogadores, mas também sem muitas falhas, inclusive no posicionamento. Com o meio-campo mais povoado, pois o time alternou frequentemente e segurou o ritmo ofensivo do CRB, porém priorizando duas linhas.

Apesar de evitar a produtividade do ataque dos regatianos, a bola parada foi fatal diante dos leoninos. Diego Torres cobrou escanteio no meio da pequena área, Márcio Araújo descuidou na marcação e Lucão do Break aproveitou em cabeceio seguro, abrindo o placar no último lance do primeiro tempo.

Rubro-negros alternaram posicionamento defensivo para povoar o meio-campo (Imagem: TV Jornal)

Para a etapa final, Ricardo Severo optou por não realizar nenhuma alteração no sistema de jogo, contudo manteve a vontade em campo. Mesmo com os defensores dando algumas brechas, a equipe começou a sair mais ao setor ofensivo, tentando explorar os erros na defesa alvirrubra; em um dos raros lances, Maxwell fez boa jogada pela direita e tocou no meio da pequena área para Ítalo, que chegou chutando e Edson Mardden interveio.

Com a melhora na criação, mudanças foram sendo feitas para recuperar o gás, como as entradas de João Vitor, Adryan e Rodrigo nas vagas de Pedro, Maxwell – lesionado – e Igor. Nem essas modificações, entretanto, foram o suficiente para os leoninos chegarem ao empate, já que nos minutos finais Wesley arriscou de fora da área, a bola bateu na trave e nas costas de Carlos Eduardo antes de morrer no fundo do gol.

Leoninos formaram trinca ofensiva durante a etapa final (Imagem: Nordeste FC)

Créditos da foto principal: Gustavo Henrique/CRB

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: