A linha tênue entre o amor e o ódio: análise 4 de Julho 1 x 0 Salgueiro

Por: Guilherme Batista

De um lado, “Só love”. Do outro, ódio. Esse foi o roteiro da derrota do Salgueiro para o 4 de Julho neste domingo (7), no Albertão, em Teresina, pela segunda rodada da Copa do Nordeste 2021. Graças ao atacante Ted Love, que marcou o único gol do jogo, o Carcará amarga a lanterna do Grupo B com 0% de aproveitamento.

Contando com os retornos de Dadinha e Ranieri, o Carcará foi a campo num 3-4-3 bem interessante. Isso porque, diferente da partida contra o Sport pelo Campeonato Pernambucano, Bruno Sena acabou tendo mais liberdade e Dadinha e Tarcísio se revezavam na primeira linha.

Salgueirenses foram mantidos no 3-4-3 que venceu o Sport (Feito no TacticalPad)

COMO FOI

Em campo, o 4 de Julho sofreu com a ausência de Eltinho, entregue ao DM. No seu lugar. Flávio Araújo acionou Hiltinho, tornando a equipe um pouco mais ofensiva, atacando num 4-2-1-3, com Hiltinho se aproximando bastante dos atacantes.

Apesar disso, o primeiro tempo foi bastante truncado e com poucas chances de gol. Os dois sistemas defensivos se sobressaíram aos ataques. Se fechando num 4-1-4-1, o Carcará anulou Ted Love e também o jogo veloz que o 4 de Julho gosta de impor.

Por outro lado, o Colorado povoou bastante o meio e dificultou a criação do Carcará ao se defender num 4-4-1-1 que podia alternar a depender do momento do jogo. O resultado disso foram duas equipes forçando muitas bolas longas que se tornaram improdutivas. As melhores chances da primeira etapa vieram em jogadas individuais ou chutes de média distância.

Postura defensiva do Carcará (Imagem: Nordeste FC)

Na melhor oportunidade do Carcará, Cássio Ortega finalizou de fora da área e a bola passou perto do gol do Colorado, que por sua vez levou perigo com Hiltinho, após bom passe de Ted Love, o camisa 7 obrigou Lucas a fazer boa defesa.

No retorno dos vestiários, Daniel Neri sacou Felipe Baiano e colocou Raimundinho, mas nada mudou no time pernambucano. Assim, o cenário da segunda etapa era quase que um repeteco do primeiro tempo, porém mais pobre e com o 4 de Julho levemente superior.

Sabendo da importância de uma eventual vitória, Flávio Araújo sacou Ítalo Pica-Pau, que fez uma partida extremamente discreta, e colocou Índio. Assim, o Gavião começou a ficar ainda mais confortável na partida, mesmo criando muito pouco. Do outro lado, Daniel Neri optou por colocar Daniel Passira no lugar de Thomas Anderson.

O relógio se aproximava dos 45 minutos quando Jailson bateu tiro de meta, Dudu Beberibe desviou de cabeça e Ted Love aproveitou um buraco na zaga do Carcará para soltar um petardo indefensável para Lucas: 4 de Julho 1×0. Restando apenas 4 minutos de acréscimos, o Salgueiro nada pode fazer e amarga sua segunda derrota no regional, já o 4 de Julho conquista a primeira vitória e chega aos 4 pontos.

Na próxima rodada, o Salgueiro receberá o Santa Cruz no Cornélio de Barros, enquanto que o Colorado viajará até o Recife, onde enfrenta o Sport na Ilha do Retiro.

Créditos da imagem principal: Sávio Ryan/4 de Julho E.C.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: