Um presente de aniversário para Hélio: análise Sete de Setembro 0x1 Náutico

Por: Andinho D’wirvelle

O Náutico reassumiu a liderança do Campeonato Pernambucano mesmo sem ser brilhante. Com gol de Kieza, o Timbu venceu o Sete de Setembro por 1×0 no Lacerdão, em Caruaru, mantendo assim os 100% de aproveitamento. A vitória, válida pela segunda rodada do Estadual, foi um presente de aniversário para o técnico Hélio dos Anjos, que completa 58 anos neste domingo (7).

O Timba só volta a jogar no dia 21, quando recebe o Vera Cruz nos Aflitos, às 16h, pela terceira rodada. O Lobo-Guará, mantido na lanterna por ainda não ter pontuado na competição, encara o Central no próximo domingo (14), às 15h, no Lacerdão mais uma vez, mas com mando da Patativa.

Apoie nosso site e receba conteúdos exclusivos do seu time de coração

Timbu foi a campo no tradicional 4-2-3-1, já o Lobo-Guará entrou no 3-4-3 (Feito no TacticalPad)

COMO FOI

Com o Sete alterando o sistema de jogo – passou do 4-2-3-1 ao 3-4-3 – da sua estreia, o Náutico teve muitas dificuldades para poder infiltrar na defesa adversária. Uma linha de 5 bem montada deixou o alvirrubro preso quando ia ataque, ficando sem muitas possibilidades para atacar o gol defendido por Neneka.

Uma alternativa seria a bola parada, já que faltou criatividade com a bola no pé. Justamente daí surgiu o gol do Timba no jogo. Jean Carlos cobrou falta pela esquerda, Vinícius cabeceou e Kieza aproveitou rebote para marcar o quinto no estadual, se isolando ainda mais na artilharia. O lance gerou muita discussão, já que segundo jogadores do Sete o auxiliar havia dado falta no lance, porém sem a confirmação de Déborah Cecília.

Mantendo o seu 4-2-3-1 costumeiro desde a Série B, o time do aniversariante Hélio dos Anjos não conseguiu criar mais situações de gol no primeiro tempo e passou a trocar passes sem muita objetividade. Assim, terminou o primeiro tempo com um ritmo bastante preguiçoso e protocolar, valorizando bastante a vantagem parcial.

Alvirrubros mantiveram trinca para levar perigo à meta setembrina (Imagem: Premiere)

Veio a segunda etapa e o Timba parece ter acordado após os 15 minutos de intervalo com Hélio. A equipe subiu a linha de marcação, buscou matar mais o jogo, roubou muitas bolas ainda no campo do Lobo-Guará, porém falhou nas tomadas de decisão, o que manteve o panorama da partida indefinido até o fim.

O comandante alvirrubro então resolveu mexer no time e dar espaço para os jogadores que já vinham entrando, fazendo as cinco substituições. A única a dar certo foi a entrada de Marciel, pois o volante entrou bem novamente pelo meio-campo, ao criar algumas chances de ataque, mas também foi mal nas finalizações.

A partir dos 30, Carlos Júnior mudou sua equipe, colocando mais força nas peças de ataque com Genildo e Nego de Brejão, fazendo os alviverdes se aproximarem do empate. No primeiro lance em campo, Brejão chegou até a colocar bola na trave, contudo também falhou na pontaria e o Sete amargou sua segunda derrota na competição.

Com blocos médios-baixos, Timbu formou duas linhas para segurar ímpetos do Sete (Imagem: Premiere)

Créditos da foto principal: Tiago Caldas/Náutico

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: