Primeiro pio da Coruja: análise Afogados 2×0 Vitória

Por: Mateus Schuler

Ainda era dia, mas a Coruja deu o ar da graça no Sertão. Na tarde deste sábado (13), em partida pela abertura da 3ª rodada do Campeonato Pernambucano, o Afogados confirmou o favoritismo no Vianão e derrotou o Vitória por 2×0. Foi o primeiro pio da ave na competição, já o Taboquito segue sem vencer.

Com o resultado positivo após três jogos, os afogadenses se distanciam da parte de baixo da tabela, chegando a quatro pontos e ocupando agora a 5ª posição. O Tricolor das Tabocas, por outro lado, permanece com o ponto conquistado no clássico diante do Vera Cruz e cai à 8ª colocação, ficando à frente apenas de Central e Sete de Setembro.

Apoie nosso site e receba conteúdos exclusivos do seu time de coração

Repetindo a base que já vinha atuando, mas sem Índio, suspenso, a equipe sertaneja foi a campo no 4-3-3 alternando ao 4-4-2 quando atacava. Já os vitorienses, por sua vez, iniciaram no 4-2-3-1, saindo do 4-2-2-2 que usaram nos primeiros dois compromissos pelo Pernambucano, estratégia sem êxito na etapa inicial.

Coruja começou no 4-3-3, já o Taboquito foi no 4-2-3-1 (Feito no TacticalPad)

COMO FOI

A partida começou bastante estudada, com as equipes tentando povoar o meio para se sobressair no ataque. O Afogados, com o mando de campo a favor, foi quem se atirou mais, porém as duas linhas de quatro na defesa do Vitória impediram que muitas chances fossem criadas durante todo primeiro tempo.

Se defendendo no 4-1-4-1 e fazendo saída de 3 ao atacar, a Coruja achou o espaço entrelinhas e conseguiu furar a marcação para abrir o placar. Após boa troca de passes, com a trinca ofensiva afogadense bem postada, Frank ficou com a sobra; o meia-atacante pensou rápido, dominou e mandou no canto direito de Preto.

Postado com trinca ofensiva, time afogadense foi incisivo e saiu recompensado (Imagem: MyCujoo)

Para a etapa final, Fernando Lins promoveu duas mudanças na sua equipe e saiu do 4-2-3-1 e voltou ao 4-2-2-2, com Palominha e Nathan entrando nos lugares de Diogo e Léo Carioca. As alterações melhoraram na criação, tanto que Marcelo Nicácio fez bom pivô para Nathan chutar, mas Léo saiu bem do gol e interveio.

Com uma atuação segura ao longo da partida, os anfitriões valorizaram as jogadas trabalhadas e foram tirando proveito dos erros da defesa vitoriense. Em um desses lances, Piauí serviu Jordan na pequena área, contudo o meio-campista foi derrubado pela marcação; Frank bateu seguro e deslocou Preto, sacramentando o triunfo.

Tricolor das Tabocas entrou se defendendo com duas linhas de 4 (Imagem: MyCujoo)

Créditos da foto principal: Cláudio Gomes/Afogados FC

Um comentário em “Primeiro pio da Coruja: análise Afogados 2×0 Vitória

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: