Salgueiro na Copa do Brasil: como joga taticamente o Corinthians

Por: Guilherme Batista

A primeira vez do Corinthians no sertão pernambucano. Tricampeão da Copa do Brasil, o Timão mede forças com o Salgueiro nesta quarta-feira (17), no Cornélio de Barros, em busca de dias melhores após início de 2021 oscilante.

Até aqui, o alvinegro apresentou um desempenho muito abaixo daquele que rendeu elogios ao treinador Vagner Mancini. Iniciou o Paulistão com muitos desfalques e a promessa da utilização dos jovens no Estadual. Na prática, no entanto, isso não aconteceu. Medalhões, como Jô, estão sendo acionados e devendo bastante.

Separamos para a torcida sertaneja tudo sobre o próximo adversário: prováveis posicionamentos táticos, números, jogadores para ficar de olho e muito mais do Timão.

Contra o Salgueiro, os paulistas contarão com os dois laterais titulares pela primeira vez na temporada: Fágner e Fábio Santos. Apesar disso, a tendência é que Fábio Santos não consiga atuar os 90 minutos e Mancini deve improvisar algum zagueiro na lateral-esquerda no decorrer da segunda etapa.

Provável formação inicial dos corintianos contra o Carcará (Feito no Tactical Pad)

COMO ATACA

Sem Rodrigo Varanda, que deve ser banco após sentir durante treino, a equipe provavelmente deverá ter Ramiro como meia-direita, o que acaba minando a força ofensiva com a bola no ataque, mas dando mais agressividade nos lances.

O grande destaque no ataque é Mateus Vital. O meia aberto iniciou a temporada jogando muito bem e quase sempre buscando interiorizar, seja pra finalizar ou buscar um passe. Outra arma ofensiva, essa mais conhecida, é Cazares. Com uma finalização de média-longa distância acima da média, o equatoriano pode decidir partidas com um chute.

Após boa triangulação, Vital chegou ao gol (Imagem: Reprodução/Premiere)

Apesar disso, o clube vem enfrentando duras críticas por parte da torcida devido a escassez de criatividade ofensiva. Um dos alvos é o experiente Jô. O atacante de 1,89m e 33 anos tem apresentado dificuldades de acompanhar o ritmo do jogo, se movimentando pouco e sendo facilmente anulado pelas defesas rivais.

COMO DEFENDE

Defensivamente, o Corinthians deverá contar com um quarteto formado por: Fágner, Jemerson, Gil e Fábio Santos – o uruguaio Bruno Méndez, principal jogador defensivo na temporada, deve começar no banco. Assim, o Timão deve adotar um 4-2-3-1 quando estiver com blocos médios ou altos e um 4-4-1-1 quando as linhas estiverem mais baixas.

Entretanto, existem pontos a serem explorados nesse modelo defensivo do time de Mancini. Uma das maiores deficiências defensivas do Corinthians é o corredor atrás de Fábio Santos e a entrelinhas quando Gabriel sobe a marcação e deixa espaço em suas costas.

Outro problema que a equipe vem mostrando é a lentidão na hora da recomposição defensiva. No clássico contra o Palmeiras, pelo Paulista, o segundo gol veio após o arquirrival acelerar a jogada e encontrar a defesa do Corinthians completamente desorganizada.

Postura defensivo do alvinegro (Imagem: Reprodução/Premiere)

PRA FICAR DE OLHO

Fágner (LD): Com 31 anos de idade, o jogador segue esbanjando uma boa forma física e sendo uma das válvulas de escape do Corinthians. Bastante veloz e agudo, o lateral aparece muito bem no ataque e tem explosão pra recompor fisicamente. Um motor que não para por um segundo.

Mateus Vital (MEI): Surgiu como uma das grandes promessas da base corintiana, demorou a se firmar, mas enfim parece ter se encontrado no profissional. Aos 23 anos, Vital é o principal jogador do Corinthians na temporada 2021 e é sinônimo de perigo constante. Qualquer espaço concedido ao jogador pode ser fatal.

RETROSPECTO

Ao longo de toda sua vasta história, o Corinthians já enfrentou cinco times pernambucanos: Sport, Santa Cruz, Náutico, América e Central. Apesar disso, em competições oficiais, apenas o Trio de Ferro enfrentou o Timão, ou seja, o Salgueiro será o quarto pernambucano na história a disputar uma partida oficial diante do time do Parque São Jorge.

Ao todo, são 93 jogos contra pernambucanos, com 41 vitórias corintianas, 22 empates e 29 vitórias pernambucanas. Pela Copa do Brasil, a última vez que um clube pernambucano enfrentou o Corinthians foi em 2008, no histórico título do Sport. Desde então, os caminhos de pernambucanos e corintianos jamais se cruzaram novamente. Até hoje.

*Com informações de @rafaelbrayan_

Créditos da foto principal: Rodrigo Coca/Corinthians

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: