Sport na Copa do Nordeste: como joga taticamente o 4 de Julho

Por: Felipe Holanda e Mateus Schuler

Mudança de chave no Sport. Após jogos pela Copa do Brasil e Campeonato Pernambucano, o Leão foca as atenções na Copa do Nordeste. Na mira, o adversário é o 4 de Julho, em confronto válido pela terceira rodada da Lampions, marcado para esta quarta-feira (17), às 18, na Ilha do Retiro.

Em busca de sua primeira vitória no Nordestão, o rubro-negro não deve medir esforços. Separamos para a torcida leonina tudo sobre o próximo adversário: prováveis formações táticas, números, pontos fortes e fracos, jogadores para ficar de olho, informações exclusivas de uma setorista e muito mais do Colorado.

Apoie nosso site e receba conteúdos exclusivos do seu time de coração

Para a partida, o técnico Flávio Araújo tem apenas um desfalque: é o lateral-direito Wilsinho, que ficou em Piripiri em tratamento de uma lesão no tornozelo. Já o experiente atacante Etinho, recuperado da Covid-19, volta a ser opção; meia Ricardo Sena, anunciado na semana passada, ainda não foi regularizado no BID.

Gavião Colorado deve ir a campo no 4-3-3 diante dos rubro-negros (Feito no TacticalPad)

COMO ATACA

A equipe piauiense demonstra muita objetividade quando tem a posse ao atacar, tentando fazer a aceleração utilizando os lados do campo com os extremos. Tendo como força também a verticalidade, se apóia bastante nos meio-campistas para chegar ao setor ofensivo, buscando a conclusão das jogadas pelos pés de Dudu Beberibe.

Os dois jogadores que atuam pela beirada têm liberdade no ataque para a flutuação, buscando encontrar espaços na defesa adversária. Ambos, ao se se movimentarem, criam espaços para quem chega vindo de trás – os meias – aproveitar e também atacarem, como é o caso de Dudu Beberibe, apesar de ser o centroavante, formando um 4-1-2-3.

“Dudu é peça importante na bola aérea, mas Ted Love e João Pedro pelos lados devem ser incisivos. Ted, inclusive, é quem se destaca nas jogadas individuais, sendo o principal nome na criação, apesar de jogar pela beirada”

Pâmella Maranhão, repórter do grupo Cidade Verde-PI
Triângulo ofensivo é a principal arma do Colorado nessa temporada (Imagem: Nordeste FC)

COMO DEFENDE

Apostando em jogo reativo, algo que o Leão já se habituou a fazer durante o último Brasileirão, o Gavião tenta minimizar os espaços do time adversário e marca alternando entre um 4-1-4-1 e um 5-4-1. A variação se deve muito ao encaixe do ataque, pois o primeiro volante pode ser líbero ao lado dos outros defensores ou Chico Bala sair da lateral esquerda e virar terceiro zagueiro.

Mesmo com essa postura, valorizando o contra-ataque, tende a gerar muitos espaços entrelinhas. Essas brechas são costumeiramente aproveitadas, pois a transição defensiva é lenta e as peças não fazem uma boa recomposição. Apesar de blocos médios, a marcação às vezes sobe para pressionar mais a saída de bola.

“O time deve jogar se defendendo e apostando no contra-ataque, bem postado atrás. Assim como fizeram no jogo de abertura do Nordestão, contra o Botafogo-PB, e voltaram com um ponto somado”

Pâmella Maranhão, repórter do grupo Cidade Verde-PI
Postura defensiva piauiense (imagem: Reprodução/TV Cidade Verde)

PARA FICAR DE OLHO

Chico Bala (LE) – Lateral-esquerdo da equipe de Piripiri, Chico é uma opção para ajudar na parte ofensiva. Isso porque costumeiramente costuma cobrar seus laterais arremessando a bola diretamente na área, bem como fortalece com cruzamentos. Além disso, é um exímio marcador e dificulta muito a vida dos atacantes.

Ted Love (PD) – O artilheiro do amor versão Piauí. Mesmo camisa 10, tem faro de gol e é principal a referência do time. Canhoto de 1,68m, Ted é quem faz a engrenagem ofensiva do time funcionar perfeitamente. Não precisa de muito espaço ou tempo para levar perigo ao adversário, se destacando mais pelas jogadas no lado do campo.

Dudu Beberibe (CA) – Mesmo sendo centroavante, demonstra ter também a movimentação quando sai da área. Com forte pivô, ajuda nas infiltrações de extremos e dos meio-campistas, procurando confundir a marcação do time adversário. É a esperança de gols e, até, de assistências, por conta do estilo de jogo.

Crédito da foto principal: Sávio Ryan/4 de Julho E.C.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: