Campanha vexatória: análise Santa Cruz 1 x 2 CSA

Por: Felipe Holanda

O Santa Cruz se complicou ainda mais na Copa do Nordeste 2021. Em mais uma atuação apática, foi derrotado por 2 x 1 para o CSA neste sábado (20), no Arruda, chegando a quarta derrota em quatro rodadas da Lampions. Pela primeira vez desde 2013, a Cobra Coral pode cair ainda na primeira fase.

Parta se classificar, os tricolores esperam quase um milagre. Precisa pontuar em todos jogos que faltam. Na próxima rodada, porém vem pedreira pela frente: o Fortaleza, time de Série A. O confronto está marcado para a próxima terça-feira (23) às 21h30, na Arena Castelão.

Na equipe titular, o técnico João Brigatti tentou esboçar ofensividade, com Léo Gaúcho e Pipico no ataque, tendo o apoio do estreante Madson buscando dar intensidade. A tática base diante do Marujo foi o 4-2-3-1 com variações constantes para o 4-3-3.

Formação inicial dos corais (Feito no Tactical Pad)

COMO FOI

Com Pipico atuando aberto na esquerda e Léo Gaúcho por dentro, na referência, o Santa Cruz não conseguiu impor seu ritmo no ataque. Pior que isso. Após cochilo de Augusto Potiguar, o CSA levantou a bola na área, Dellatorre subiu bem e testou para o fundo das redes de Jordan, abrindo o placar logo cedo.

O primeiro golpe do Marujo no Arruda (Imagem: Nordeste FC)

Do outro lado, a história era outra. Com vertacalidade e transições rápidas, explorando um 4-3-3, o Marujo do técnico Mozart Santos dominava as ações. Podia, inclusive, ter feito o segundo, mas Yuri Castilho não pegou bem na bola e mandou por cima.

O maior calo dos corais foi a falta de criação. Com Chiquinho voltando para procurar a bola, a equipe de João Brigatti produzia pouco e assustava ainda menos. Em um dos poucos lampejos, Madson fez bela jogada pela direita, dribou os defensores e bateu cruzado, só não empatando o jogo porque Thiago Rodrigues interveio.

O roteiro se repetiu na segunda etapa e logo no início os potiguares ampliaram. Dellatorre tabelou bonito com Rodrigo Pimpão e finalizou no ângulo direito de Jordan para fazer o segundo. Foi um balde de água fria nas pretensões tricolores.

Boa troca de passes e gol do Azulão da Mutange (Imagem: Nordeste FC)

Precisando reagir de imediato, Brigatti mexeu quatro vezes e encheu o time de jogadores da base, casos de João Cardoso, Marcel, Ítalo e Arian, que saíram do banco. A juventude, contudo, não deu bons frutos e foi o Azulão que seguiu dominando. Não fosse por Jordan, teria até feito o terceiro.

Já nos últimos minutos, a Cobra conseguiu diminuir. Fabrício vacilou, perdeu a bola, e Arian foi derrubado na grande área. Pênalti. Na cobrança, Chiquinho estufou as redes azulinas para fazer o primeiro gol do Santa na Copa do Nordeste de 2021. No fim, os mandantes tentaram o empate, mas não conseguiram.

Créditos da foto principal: Rafael Melo/Santa Cruz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: