A prova do líder: análise Náutico 3 x 1 Vera Cruz

Por: Andinho D’wirvelle

Mais uma vez, o Náutico é o líder da semana no Campeonato Pernambucano. Teve sustos, mas venceu o Vera Cruz por 3 x 1 neste domingo (21), nos Aflitos, mantendo o 100% de aproveitamento após três rodadas do Estadual. Com a vitória, o Timbu segue como um dos favoritos ao título.

Já que disputa apenas o Pernambucano neste início de temporada, o alvirrubro só volta a campo no próximo domingo (28) contra o Vitória, outra vez os Aflitos, pela quarta rodada.

No confronto, o técnico Hélio dos Anjos contou com o que tem melhor à disposição. Postado no 4-2-3-1, o time da Rosa e Silva tentou dominar o meio de campo, contando com os apoios constantes dos laterais, Hereda pela direita, e Rafinha pela esquerda.

Formação inicial dos donos da casa (Feito no Tactical Pad)

COMO FOI

Após 14 dias sem atuar, o Náutico voltou a campo pelo estadual. Porém, ao que parece, faltou ritmo de jogo. O time alvirrubro alugou o campo do Vera Cruz e deu muito trabalho à defesa de 5 do time vitoriense. Principalmente com os laterais agredindo e buscando espaços no corredor.

Todavia, esse avanço dos laterais também foi um ponto importante para o Vera. Isto porque o Galo se aproveitou das brechas deixados por Rafinha para encontrar os seus melhores ataques no primeiro tempo. Léo Cotia e Romarinho desperdiçaram chances preciosas.

O time de Rômulo Oliveira iniciou o jogo num 3-4-3, se aproveitando muito das transições rápidas para contra atacar. No fim da primeira parte, Wendel foi expulso e deixou o Vera Cruz com um a menos. Era a deixa que o Náutico precisava para abrir o placar. Erick, pegando o rebote, fez o primeiro dos anfitriões.

Apoio constante de Hereda pela direta (Imagem: Rede Globo)

Mesmo com um a menos, o time tricolor não deixou de levar perigo ao gol de Alex Alves. Agora num 4-4-1, conseguiu empatar a partida numa estocada rápida. Vinícius do Náutico tentou cortar, a bola sobrou para Everton Bala, que avançou sozinho contra a defesa anfitriã, mas não se intimidou e marcou um golaço. Só colocou a bola no ângulo.

A partir daí, Hélio dos Anjos promoveu mudanças, que não surtiram muito efeito no time. Só no final, em mais um abafa e muitos cruzamentos, Jean Carlos achou Giovanny, que meio de cabeça, meio de queixo, marcou seu primeiro gol com a camisa alvirrubra. Foi a segunda assistência de Jean na temporada.

No apagar das luzes, ainda teve tempo para mais um. Aos 43, Bryan avançou pela esquerda, driblou dois marcadores e acertou um belo chute no alto, sem chances para o goleiro, selando o placar.

Posicionamento central dos alvirrubros (Imagem: Rede Globo)

Créditos da foto principal: Tiago Caldas/CNC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: