Tempero colombiano: o que esperar taticamente de Santiago Tréllez no Sport

Por: Mateus Schuler

Da Cordilheira dos Andes à Ilha do Retiro. Novo contratado do Sport, Santiago Tréllez traz ao Recife o tempero colombiano para reencontrar seus melhores dias dentro das quatro linhas. Apesar da passagem por grandes clubes da América do Sul, como São Paulo e Vélez Sarsfield, ele terá que brigar por posição com o jovem Mikael, hoje titular absoluto.

Independente da titularidade, Tréllez pode turbinar o sistema ofensivo rubro-negro e ajudar o time se recuperar após início de temporada sombrio. Nesta análise, o Pernambutático disseca suas principais características, com movimentações táticas, estilo de jogo, números na carreira, e como o atacante pode ser útil ao esquema utilizado por Jair Ventura no Leão.

Apoie nosso site e receba conteúdos exclusivos do seu time de coração

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS

Com boa presença ofensiva, o colombiano é uma arma a mais para o setor, ainda que tenha apenas Mikael como centroavante de origem. Apesar de ter se destacado mais atuando na referência por onde passou, Tréllez consegue mostrar outras características importantes para um jogador de ataque, pois se movimenta bastante.

Além da finalização, seja de fora ou dentro da área, demonstra força na bola aérea com forte cabeceio e bom posicionamento. Mesmo sem habilidade e drible, compensa também possuindo um forte arranque quando não atua no meio da defesa adversária; no Vitória, em 2017, chegou durante o Brasileirão e viveu sua melhor fase, marcando 11 gols e dando duas assistências em 26 jogos.

Atacante viveu melhor momento no Brasil defendendo os baianos (Imagem: Premiere)

O COLOMBIANO NO MORUMBI

Depois do Leão da Barra, sua primeira passagem pelo futebol nordestino, foi negociado com o São Paulo. No Tricolor, teve momento destacável logo em 2018, sendo um atacante com muita mobilidade, porém sem a efetividade de outrora. Dessa vez, contudo fez bons pivôs para as finalizações dos demais companheiros de equipe.

Foram apenas seis tentos assinalados ao longo da temporada, com total de 38 partidas disputadas; no geral, pelo Soberano, balançou as redes por sete vezes em 51 ocasiões. Com a camisa são-paulina, a movimentação foi um ponto importante para atrair a marcação à intermediária, se postando bem entrelinhas e, em alguns momentos, sendo rompedor, ao finalizar dentro da área.

No Soberano, se destacou quebrando linhas de marcação (Imagem: TV UOL)

Tal como no time paulista, no Internacional não voltou a repetir os números de destaque do rubro-negro baiano, entretanto pouco foi aproveitado. Pelo Colorado, nos 13 confrontos realizados, saiu zerado, todavia apresentou uma especialidade já conhecida: a segurada de bola; servindo extremos/pontas e quem vem de trás, pelo meio, teve sua importância na criação de jogadas.

Já no Deportivo Pasto, último clube em seu país-natal antes de vir atuar no Brasil, foi mais centroavante de fato. Fixando na pequena área, marcou nove vezes nos 17 duelos que foi a campo, sendo todos da meia-lua para em diante. Com essa presença de área, pode ser uma opção para Jair Ventura ao usar apenas um atleta no setor.

Com bom posicionamento, foi destaque no Pasto antes do Vitória (Imagem: Win Sports)

COMO TUDO COMEÇOU

Nascido em Medellín, Tréllez de 31 anos defendeu ainda equipes com boa tradição na América do Sul, como Libertad, Atlético Nacional e Independiente de Medellín. Passou também pela Seleção Sub-17, disputando quatro jogos e marcando dois gols no Mundial em 2007. Conhecido por “La Turbinita“, apelido que herdou do pai, que também foi jogador, surgiu como uma das principais promessas do futebol colombiano de sua geração, porém rendeu aquém do esperado.

No Leão da Ilha, ele busca se reencontrar nas quatro linhas, mas deve concorrer com Mikael pela referência. O problema para o atacante é que o prata da casa vive boa fase e promete deixar a briga pela titularidade acirrada; caso seja titular, Jair deve manter o 4-2-3-1 que vem usando.

Entrada de Tréllez manteria base inicial com algumas novidades (Feito no TacticalPad)

Em uma situação mais desesperadora pelo placar, caso esteja precisando evitar uma derrota, há a possibilidade do comandante leonino promover um sistema mais audacioso. Com dois atacantes de área, o rubro-negro pode performar um 4-1-3-2.

Colombiano pode atuar ao lado de Mikael na referência ofensiva (Feito no TacticalPad)

Crédito da foto principal: Anderson Stevens/Sport

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: