Empate ruim para ambos: análise Sete de Setembro 1 x 1 Afogados

Por: Felipe Holanda

Sete pecados capitais. A Coruja abriu o placar e teve até a chance de matar o jogo, mas o Lobo-Guará reagiu, chegando ao empate com um gol contra que selou o empate em 1 x 1 neste domingo (28), no Lacerdão, em Caruaru, pela quarta rodada do Campeonato Pernambucano.

Na sequência do Estadual, o Sete de Setembro, sétimo colocado, viaja até a Região Metropolitana do Recife para encarar o Vitória, na próxima quarta-feira (31), na Arena de Pernambuco, enquanto o Afogados, quinto lugar, recebe o Sport no Vianão no próximo dia sete.

Para o confronto, o treinador Carlos Júnior utilizou o que tem de melhor no elenco, explorando um 4-3-3 ofensivo com transições rápidas e muita movimentação nas bordas, tendo Grafite aberto pela direita e Raniel à esquerda.

Disposição inicial do Sete (Feito no Tactical Pad)

Do outro lado, o técnico Sérgio China também contou com força máxima nos sertanejos, formando um 4-2-3-1 variável para o 4-1-4-1 com o meio de campo preenchido e apenas o atacante Índio, da base do Sport, na referência.

Como a Coruja iniciou a partida (Feito no Tactical Pad)

COMO FOI

Jogando como mandante no Lacerdão, o Sete tentou dominar as ações no início, explorando bem as subidas de Grafite. A equipe soube trabalhar bem a bola desde o campo de defesa, com o goleiro Airon participando efetivamente da saída de três setembrina.

Mandantes trocando passes no campo de defesa (Imagem: MyCujoo)

De tal forma, o Lobo-Guará rondava a área da Coruja, mas pecava na hora de finalizar. Se limitou a levar perigo à meta de Léo apenas em jogadas de bola parada.

Vendo as fragilidades do adversário, o Afogados resolveu se lançar ao ataque e teve sucesso. Vargas roubou a bola e tocou para Índio, que deixou Frank na boa para bater de perna esquerda e fuzilar o goleiro alviverde: 1 x 0.

Lance do gol afogadense (Imagem: MyCujoo)

À frente do placar, o time de Sérgio China cresceu de vez no confronto. Podia, inclusive, ter feito mais um ainda na etapa inicial, mas acabou desperdiçando boa chance de ampliar.

No segundo tempo, a partida esfriou e o Afogados não esboçou reação às investidas setembrinas. Era a deixa que o Sete precisava para voltar à peleja e tentar o gol de empate.

Gol este que veio numa infelicidade do zagueiro Heverton. Após cruzamento da direita, o defensor não viu a chegada do goleiro Léo e meteu contra a própria meta. No fim, os visitantes ainda tentaram o desempate, mas o placar já estava selado.

Lance que selou o empate no Lacerdão (Imagem: MyCujoo)

Créditos da foto principal: Romário Silva/Afogados

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: