Empilhando frustrações: análise Altos 2 x 0 Santa Cruz

Por: Felipe Holanda

Já eliminado, o Santa Cruz voltou a ser derrotado na Copa do Nordeste. Atuando sem seus principais jogadores, o Mais Querido não conseguiu segurar o Altos e perdeu por 2 x 0 neste domingo (4), no Albertão, em Teresina, se isolando ainda mais na lanterna do Grupo A.

Sem chances de avançar à fase eliminatória, a Cobra Coral agora foca as atenções no Campeonato Pernambucano. O próximo obstáculo será o Vera Cruz, quarta (7) às 18h, no Arruda, pela quinta rodada do Estadual. O tricolor também ainda está vivo na Copa do Brasil.

Apoie o Pernambutático e receba conteúdos exclusivos do seu time de coração

Na escalação, João Brigatti poupou peças importantes, casos do zagueiro Wiliam Alves, do lateral-esquerdo Alan Cardoso, do meia Chiquinho e do atacante Pipico. Com o retorno de Célio Santos à zaga, a tática base dos pernambucanos foi o 4-2-3-1 variável ao 4-3-3.

Formação inicial do Santa (Feito no Tactical Pad)

COMO FOI

O Santa Cruz mostrou fragilidades logo nos primeiros minutos de bola rolando. Pouco produtivo e sem criação no meio, deu espaço para a equipe piauiense fazer seu jogo sem ser muito incomodado. Tiaguinho teve boa chance para abrir o placar, mas pegou muito em baixo da bola e mandou por cima da meta de Jordan.

O 4-2-3-1 coral com pouca compactação entrelinhas dava ao Jacaré a tranquilidade necessária para seguir agredindo. Glaucio teve oportunidade de abrir o placar na entrada da área, mas tirou de mais do goleiro e o chute saiu à esquerda. No ataque, Madson era a única válvula de escape do Mais Querido.

Posicionamento defensivo do tricolor (Imagem: Nordeste FC)

De tanto insistir, o Manga Mecânica chegou ao gol meio que sem querer. Juninho Arcanjo cobrou falta e a bola desviou na barreira, enganando Jordan e morrendo no fundo das redes: 1 x 0. O gol fazia jus ao que os times apresentavam dentro de campo.

Em desvantagem, o Santa tentou reagir a qualquer custo e contou bom boas subidas do prata da casa Eduardo pela esquerda. O jovem teve chance, mas parou na boa defesa do goleiro Mondragon.

Investida de Eduardo pela esquerda (Imagem: Nordeste FC)

Na etapa final, o Altos voltou ainda mais agressivo, com imposição tática e técnica. O segundo gol veio naturalmente. Após cobrança de escanteio, Jordan ainda fez um milagre, mas o zagueiro Leandro Amorim aproveitou o rebote e completou para o fundo do barbante, selando o placar.

No final, a Cobra ainda se lançou ao ataque em busca de, no mínimo, diminuir. Faltou, entretanto, inspiração para quebrar as linhas do alviverde e vencer Mondragon.

Créditos da foto principal: Josieal Martins/Altos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: