Salgueiro na Copa do Nordeste: como joga taticamente o Ceará

Por: Felipe Holanda

A esperança é a última que morre. Único pernambucano vivo na Copa do Nordeste, o Salgueiro faz confronto decisivo com o Ceará neste sábado às 16h, no Castelão, em Fortaleza, pela última rodada da fase de grupos. Para sonhar com o mata-mata da Lampions, os sertanejos precisam da vitória.

Já classificado, o Vozão mira a liderança da chave e não deve facilitar. Separamos tudo sobre o próximo adversário do Carcará, com principais movimentações táticas, números, e muito mais do alvinegro cearense.

Apoie nosso site e receba conteúdos exclusivos do seu time de coração

Na escalação, Guto Ferreira tem algumas baixas, casos dos atacantes Jael e Jacaré. O primeiro é dúvida, com um estiramento na coxa. Já o segundo é desfalque certo. As ausências entretanto, não impedem que Guto mantenha a base tática, explorando um 4-2-3-1; Fernando Sobral e Yony Gonzalez, voltando de isolamento por Covid-19, também não jogam.

Provável formação inicial da equipe de Guto (Feito no Tactical Pad)

COMO ATACA

Profundidade. Com passes diretos e poucos toques na bola, o Ceará é dono de um gos melhores ataques do Nordestão, com 11 gols – apenas o Bahia, com 14, tem mais. Tendo Vina às costas de Kléber na referência, a tendência é utilizar triangulações curtas e movimentações para puxar a marcação rival. Lima, com mais frequência, ou Mendoza, que vem alternando, caem pela direita.

Vina, o portador da bola, quase marca contra o Sport (Imagem: Nordeste FC)

Potencialmente, a equipe de Guto de Ferreira sabe dar amplitude funcional, com os laterais sendo participativos. Dessa forma, costuma explorar bem as jogadas aéreas, tendo e Kléber e os zagueiros como principais preocupações para o Salgueiro de e Daniel Neri.

COMO DEFENDE

Outro ponto positivo, além do ataque, o sistema defensivo. O Ceará é dono defesa menos vazada com três gols sofridos e conta com bons valores individuais, caso do recém-chegado Messias. Quando atacado, o Vozão tende a utilizar um 4-4-2 de linhas bem compactas para dificultar a troca de passes. Costuma ser efetivo.

Formando duas linhas de quatro, por outro lado, os volantes dão o primeiro combate visando o desarme, enquanto Vina fica mais à frente, ao lado do centroavante. Assim, acaba dando espaços entrelinhas, e os meias adversários ganhando liberdade para iniciar a construção. É um dos pontos fracos do alvinegro cearense.

Posicionamento defensivo, mas com espaços (Imagem: Nordeste FC)

PARA FICAR DE OLHO

Messias (ZAG): Com características modernas, o zagueiro chegou ao Ceará após ótima temporada no América-MG. Messias costuma ser eficiente na marcação, seja por baixo por ou cima, além de levar perigo ao adversários, principalmente em cobranças de escanteio.

Vina (MEI): Um dos destaques do último Brasileirão, Vina ainda busca o melhor futebol na atual temporada. Mas é a principal referência técnica do elenco, com capacidade para criar jogadas e também poder de finalização. Além disso, é o homem de Guto Ferreira nas bolas paradas.

Mendoza (PD/PE): O colombiano é outro que chegou na atual temporada e só acrescentou ao elenco. Veio do Amiens, da França, para ser um dos destaques do alvinegro, tendo velocidade e finalização como principais armas. Acumula dois gols e uma assistência pela Lampions.

Créditos da foto principal: Felipe Santos/Ceará

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: