Fênix larga na frente: análise Retrô 2 x 1 Central

Por: Mateus Schuler

O Retrô largou com o pé direito na luta contra o rebaixamento no Campeonato Pernambucano. Em jogo na Arena de Pernambuco, a Fênix venceu o Central por 2 x 1, assumindo a liderança do quadrangular da morte; partida foi realizada nesta quarta-feira (5), pela primeira rodada da segunda fase.

Apoie o Pernambutático e receba conteúdos exclusivos do seu time de coração

Sem Neilson e Janderson, fora após vetos do departamento médico, e Mayco Félix e Romarinho, ausentes por suspensão, os auriazulinos tiveram três novas peças entre os 11 e um retorno. Já os alvinegros, por outro lado, entraram em campo com a mesma escalação que começou na vitória sobre o Salgueiro, mantendo os três zagueiros.

Times mantiveram sistema tático do último jogo (Feito no Tactical Pad)

COMO FOI

Os favoritos à permanência entraram com posturas totalmente distintas e o Retrô foi quem buscou iniciar no ataque. A pressão, já no campo de defesa do Central, surtiu efeito em jogada tradicional: após boa troca de passes na entrada da área, Mathaus cruzou da direita e Gelson surgiu completando; a bola desviou na marcação e enganou Wallef.

Apesar da intensidade ao atacar, no habitual 4-1-2-3, a Fênix não conseguiu tanta liberdade para levar perigo à meta adversária. Apostando no contra-ataque, como fez no último jogo, a Patativa chegou ao empate explorando a falta de compactação na defesa: Diego Palhinha levantou na área e Nininho tentou emendar, porém a bola pegou na mão de um defensor; Diego Ceará bateu e estufou a rede.

Equipe de Camaragibe manteve boa presença no ataque (Imagem: MyCujoo)

Mesmo com a igualdade no placar, os centralinos seguiram se fechando no 5-3-2, que por vezes formava um 5-4-1, mas sem desmanchar a linha de 5. Desse modo, passaram a segurar melhor os ímpetos auriazulinos, que não foram criativos para passar pelo pouco espaço. Em desatenção, contudo, o lateral-esquerdo Issa derrubou Braga na pequena área e um novo pênalti foi assinalado: Kauê bateu forte e parou em defesa parcial de Wallef, no entanto o camisa 11 pegou o próprio rebote e mandou para o gol.

A desvantagem fez com que os alvinegros tentassem novas formas de ir ao ataque, principalmente sem abrir mão da cautela defensiva. Na etapa final, Júnior Lemos entrou no lugar de Issa, mantendo a formatação e tendo mais peças na criação. Assim, teve até a chance do empate, quando Erivan serviu para Diego Palhinha, em lançamento pela esquerda, arrancar e arrematar na rede pelo lado de fora.

Central optou por manutenção de esquema mais cauteloso na defesa (Imagem: MyCujoo)

Sentindo a melhora dos caruaruenses no setor ofensivo, Luizinho Vieira optou por realizar quatro mexidas na tentativa de recuperar o fôlego da sua equipe. Ruan, Kauê, Braga e Thallyson foram sacados, já Thiaguinho, Fabiano, Gugu e Jaildo entraram nas respectivas vagas, mantendo assim a proposta de duas linhas bem definidas ao defender.

Pelo lado do Central, entretanto, Elenilson Santos decidiu por se arriscar mais e promoveu Jonny no espaço de Diego Palhinha, indo ao 3-4-3 de fato sem ter de improvisar. Nos últimos minutos, a Patativa teve nova oportunidade de deixar tudo igual e, em grande lance pela esquerda, Erivan chutou cruzado e parou em intervenção de Jean; na sobra, Jonny isolou e não aproveitou.

Auriazulinos se fecharam mais compactados para segurar resultado (Imagem: MyCujoo)

Créditos da foto principal: Joedson Moura/Retrô FC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: