Vivo na luta pelo Bi: análise Salgueiro 2 x 1 Vera Cruz

Por: Anderson D’wirvelle

Pegou, matou e comeu. O Salgueiro mostrou que está vivo na luta pelo Bi no Campeonato Pernambucano ao vencer o Vera Cruz por 2 x 1 nesta quarta-feira (5), no Cornélio de Barros, chegando embalado às semifinais. O adversário, entretanto, será ninguém menos que o Sport, maior campeão do certame.

Apoie o Pernambutático e receba conteúdos exclusivos do seu time de coração

O Carcará teve retorno de Alan à lateral esquerda, após cumprir suspensão, entrada de Raimundinho no lugar do suspenso Moreilândia e Renato na vaga de Napão por opção. Já o Galo do Maués, porém, contou com a presença de Ruan na zaga e Wendel acionado como lateral-esquerdo, pois Vitor Leão não pôde atuar pelo terceiro amarelo sofrido diante do Sete de Setembro.

Equipes seguiram com mesmo sistema tático usado anteriormente (Feito no Tactical Pad)

COMO FOI

Postados no 4-3-3, Salgueiro e Vera Cruz fizeram um jogo que iniciou muito movimentado, apesar das posturas diferentes. Logo no primeiro minuto, no entanto, o Carcará marcou, com Renato Henrique se aproveitando de belo passe de Aruá em profundidade e batendo na saída de Igor Leonardo, que nada pôde fazer.

Com a vantagem, o time salgueirense se postou em um bloco médio-baixo, tentando aproveitar a defesa alta do time vitoriense. Tarcísio e Cássio Ortega buscaram explorar as costas dos laterais, já que eram os pontas e estavam sem tanta marcação. A estratégia não deu muito certo, pois o Vera passou a crescer, mas o volume não foi traduzido em chances de gol, muito por erros de passe na fase de construção.

Apesar da vantagem, salgueirenses defenderam em blocos médio-baixos (Imagem: SporTV/Premiere)

Ainda durante a primeira etapa, o Galo teve a chance de chegar ao empate, contudo não foi efetivo. Em recuo para Tanaka, Ranieri se atrapalhou no corte e a bola caiu no pé de Everton Bala. O camisa 10 buscou ter controle e tentou mesmo sem ângulo, tendo a finalização parando na trave; foi o momento de mais destaque dos visitantes nos 45 minutos iniciais.

Bastou um acerto, entretanto, para marcar. Logo no início do segundo tempo, Danielzinho se infiltrou e ocupou o espaço atrás de Dadinha, aproveitando o belo cruzamento de Léo Cotia para empatar. Em seguida, Everton Bala bateu escanteio fechado, Pedro Maycon resvalou e Ruan, dentro da pequena área, não aproveitou.

Vera buscou empate no tradicional 4-3-3 e obteve êxito (Imagem: SporTV/Premiere)

Percebendo seus erros, Marcos Tamandaré acionou Jair Pitbull e Robinho nos lugares de Raimundinho e Cássio Ortega, respectivamente. Com isso, a linha de marcação do Tricolor do Sertão passou a ficar mais alta, deixando o Galo sem muitas alternativas para iniciar a transição. A pressão quase resultou no segundo gol salgueirense, mas Ruan afastou o perigo depois de boa jogada de Robinho pela esquerda.

Apesar do equilíbrio ter seguido, veio o duro golpe ao Vera. No final, Dadinha deu uma ótima arrancada pelo lado direito, passou como quis pela defesa e cruzou rasteiro para Renato. Livre de marcação, o camisa 11 só encostou e viu a bola morrer no fundo do gol, marcando pela terceira vez na volta ao Sertão pernambucano.

Carcará explorou fragilidade defensiva para confirmar vitória (Imagem: SporTV/Premiere)

Créditos da foto principal: Darlando Barros/Especial para o Pernambutático

Um comentário em “Vivo na luta pelo Bi: análise Salgueiro 2 x 1 Vera Cruz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: