O clássico do vigor: análise Sport 1 x 1 Náutico

Por: Felipe Holanda

Vigorados. Sport e Náutico protagonizaram grande clássico pela final do Campeonato Pernambucano. Com superioridade Timbu, os rivais ficaram no empate em 1 x 1 na Arena de Pernambuco neste domingo (16), deixando o título em aberto para o jogo de volta, a priori, marcado para os Aflitos, daqui a uma semana.

Na escalação, Louzer contou com a baixa de Mikael, vetado pelo Departamento Médico, tendo a manutenção 4-2-3-1 como base. Além disso, promoveu a estreia de Everaldo entre os titulares, enquanto Hélio dos Anjos contou com força máxima, mantendo o mesmo 4-2-3-1 com Bryan improvisado na lateral esquerda.

Formações iniciais de rubro-negros e alvirrubros (Feito no Tactical Pad)

Apoie o Pernambutático e receba conteúdos exclusivos do seu time de coração

COMO FOI

A tônica inicial do clássico foi de ataque e equilíbrio. Marcando alto no 4-2-3-1, o Náutico conseguiu dificultar a construção ofensiva do Sport, explorando um perde/pressiona que dava resultados. Com a bola, a tendência era levar perigo. O gol quase saiu após Jean Carlos aproveitar o rebote e bater firme, obrigando Maílson a fazer grande defesa.

Timbu pressionando a posse do Leão (Imagem: Globo)

A estratégia utilizada pelo time de Hélio era formar, em algumas situações, um 4-2-4 com os pontas dando amplitude, Erick na direita e Vinícius na esquerda. Assim, o Timbu tinha mais posse de bola e finalizava mais, enquanto os leoninos se fechavam no 4-2-3-1 para tentar conter as investidas alvirrubras. Quando teve a chance de marcar, o rubro-negro desperdiçou após Maidana finalizar para fora.

Leoninos apostaram no sistema base para se defender (Imagem: Globo)

Vendo a compactação adversária, Hélio resolveu concentrar o jogo pelo meio, apostando em finalizações de média distância. Duas vezes com Erick, conseguiu assustar, mas ainda faltava um pouco de capricho no arremate. Em algumas ocasiões, a equipe passou a performar um 4-3-3 com Jean Carlos e o próprio Erick revezando de posições.

O “quase” gol, porém, veio em jogada aérea. Jean cobrou escanteio e Vinícius testou firme para balançar as redes, porém pelo lado de fora. Como “quem não faz, leva”, o Leão abriu o placar com Everaldo. O camisa 37 tabelou com Neílton, invadiu a pequena área, e bateu firme no canto esquerdo de Alex Alves.

As emoções seguiram afloradas no segundo tempo. Quando o Sport ensaiava o segundo, o Náutico chegou ao empate. Jean Carlos levantou na área, Kieza escorou e Wagner Leonardo completou para o fundo das redes, aproveitando o descuido defensivo rubro-negro para deixar tudo igual na Arena.

Após o empate, o Timbu seguiu se defendendo entre o 4-3-3 e o 4-4-2 na missão de brecar o ataque leonina e manter o domínio do jogo. Teve uma boa chance, mas Erick foi egoísta e arriscou de longe para a fácil defesa de Maílson.

Timbu em compactação defensiva (Imagem: Globo)

Já a equipe da Praça da Bandeira, quando atacada, deixava um 4-4-2 bem claro com as entradas de Marquinhos e Thiago Neves, nas vagas de Thiago Lopes e Everaldo, respectivamente. Mas foi o time da Rosa e Silva que seguiu pressionando e até chegou a marcar. O gol foi anulado pela arbitragem após revisão no árbitro de vídeo.

Leão tentando se segurar na defesa (Imagem; Globo)

Pouco depois, Maílson operou um verdadeiro milagre após arremate de Erick. Mas nada que se compare a chance perdida por Jean Carlos, que saiu na cara do arqueiro leonina e mandou para fora, selando o empate no clássico.

Créditos da foto principal: Tiago Caldas/CNC

2 comentários em “O clássico do vigor: análise Sport 1 x 1 Náutico

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: