Contratação badalada: o que esperar taticamente de André no Sport

Por: Felipe Holanda

O artilheiro nunca morre. André volta ao Sport para reencontrar os dias de glória no futebol brasileiro e reeditar série de gols decisivos com a camisa rubro-negra. Em sua terceira passagem pelo Leão, o atacante de 30 anos será uma opção a mais para Umberto Louzer na Série A do Campeonato Brasileiro.

Nesta análise, o Pernambutático destrincha o que esperar do novo contratado, com principais características táticas, números na carreira, relatórios de ações por jogo, e como André pode se encaixar na equipe comandada por Louzer.

Apoie o Pernambutático e receba conteúdos exclusivos do seu time de coração

POSICIONAMENTO E FINALIZAÇÃO APURADOS

Em sua terceira passagem pela Ilha do Retiro, André será a principal referência ofensiva do time, buscando explorar o bom posicionamento na grande área para criar chances de perigo. Assim, cairia como luva no 4-2-3-1 de Umberto Louzer e brigaria pela titularidade com o prata da casa Mikael – Trellez, que ainda não marcou com a camisa rubro-negra, seria a terceira opção de ataque.

Possível time com André de titular (Feito no Tactical Pad)

No Gazisehir Gaziantep-TUR, seu último clube, André disputou 23 partidas e marcou três gols. Num deles, diante do Serik Belediyespor pela Copa da Turquia, pressionou a posse adversária e tabelou com o companheiro antes de bater firme de perna esquerda para abrir o placar.

Além do poder de finalizações rasteiras, André também pode ser letal pelo alto. Mostrou ser útil quando a equipe aposta em cruzamentos na área, prendendo a atenção dos marcadores e – muitas vezes – conseguindo o arremate. Na Ilha, pode protagonizar boa parceria com o capitão Patric, que costuma chegar à linha de fundo.

A depender do andamento do jogo, Louzer pode, ainda, utilizar dois atacantes de ofício, formando um 4-3-3 com André mais aberto, Mikael por dentro e Everaldo na aproximação. A estratégia pode ser vista caso o Sport esteja atrás do placar e precise reverter o resultado, mas não com frequência.

Mais uma possibilidade parta Louzer formar a equipe (Feito no Tactical Pad)

Outra opção, também em caráter ofensivo, é explorar um 4-2-2-2 com dois meias, Thiago Neves e Paulinho Mocellin, e dois atacantes, André e Mikael, além de Marcão e Ronaldo na cabeça de área. Assim, teria mais posse de bola na tentativa de ganhar o meio de campo e infiltrar entrelinhas.

Sport com dois volantes, dois meias e dois atacantes (Feito no Tactical pad)

SAINDO DA REFERÊNCIA

André também tem a característica de voltar para buscar o jogo, quando a bola não chega bem no ataque. Costuma aparecer às costas dos atacantes, ainda por dentro, para receber a bola e tentar a finalização de média e longa distância, além de procurar algum companheiro mais bem posicionado para o passe.

Por dentro, André busca a bola mais atrás (Imagem: Reprodução)

No Sport, deve revezar de funções com Thiago Neves, que apareceria como um falso 9, pisando na área para tentar o arremate ou rolando para as chegadas do próprio André, mais atrás, mantendo o esqueleto do 4-2-3-1 de Louzer, contando com o apoio dos laterais.

REENCONTRO COM DIEGO NO GRÊMIO

O último clube de André no Brasil foi o Grêmio, em 2019. Por lá, reeditou parceria exitosa com Diego Souza, velho conhecidos dos tempos de Sport. Homem de confiança de Renato Gaúcho, teve boa passagem pelo Imortal e frequentemente era utilizado como titular; outro que fazia parte do time era Thiago Neves, hoje na Ilha.

No 4-2-3-1, fazia a referência, sempre puxando as atenções da marcação adversária à espera de um passe. Quando acionado, André não costumava desperdiçar muitas chances, marcando 11 gols com a camisa tricolor antes de ir para a Turquia.

ANDRÉ NO SPORT – 2ª GERAÇÃO

A segunda passagem de André pelo Sport foi marcada por êxitos. Título Pernambucano e vice da Copa do Nordeste, com o camisa 90 marcando um gol que eliminou o arquirrival Santa Cruz, no Arruda, para festejo dos leoninos. Em 2017, disputou 67 jogos e foi as redes em 27 ocasiões, somando média de 0.40 a cada 90 minutos.

Além do poderio artilheiro, tinha alegria nos pés e esbanjava categoria nos dribles. Quando mais objetivo, também mostrou capacidade par deixar os companheiros em boas condições, com os famigerados passes-chave. Comandado por Luxemburgo, o Leão atuava num 4-3-1-2, com Diego Souza flutuando entrelinhas, tendo André e Lenis mais à frente.

Defensivamente, também teve certo destaque, mas não com tanta frequência. Como atuava na referência, era um dos menos tinha obrigaçõ de marcar, ficando à espreita para uma possível saída em contra-ataque.

A PRIMEIRA VEZ

Os caminhos do Sport e de André se cruzaram pela primeira vez em 2015. Naquele ano, foi um dos pilares ofensivos da melhor campanha do Leão em Brasileiro, que culminou com a sexta colocação. Comandada por Falcão, a equipe explorava no 4-2-3-1 de transições rápidas e foi uma das sensação da Série A.

Em grande fase, o artilheiro anotou 14 gols em 34 partidas disputadas, média de 0,42 por jogo. Mostrou oportunismo em algumas ocasiões e talento para construir jogadas quando preciso, sendo negociado com o Corinthians no ano seguinte.

ASCENÇÃO METEÓRICA NO PEIXE

André surgiu no Santos como uma das grandes promessas do futebol brasileiro, sendo um dos integrantes da geração de ouro que revelou nomes como Neymar e Paulo Henrique Ganso. Na Vila Belmiro, foi campeão Paulista e da Copa do Brasil de 2020, além do título da Recopa Sul-americana de 2012.

Com o time base formado por: Felipe; Pará, Edu Dracena, Durval e Léo; Arouca, Wesley e Marquinhos; Robinho, Neymar e André; o Santos de 2010 até hoje é sinônimo de futebol bonito e ofensivo. Nasciam ali, várias estrelas e uma delas está de volta ao Sport.

André ao lado de Neymar, Ganso e Robinho (Foto: Agência Estado)

Créditos da foto principal: Wiliams Aguiar/Sport

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: