Náutico domina seleção do Campeonato Pernambucano 2021

Por: Felipe Holanda, Guilherme Batista e Mateus Schuler

SeleTimba. Além do título histórico, o Náutico faturou grande maioria da seleção do Campeonato Pernambucano 2021. Do craque e artilheiro Kieza ao brio do comandante Hélio dos Anjos, o alvirrubro sobrou no Estadual e soma incríveis oito nominações na lista, contra duas do Sport e uma do Santa Cruz.

Listamos os principais destaques do “Galeto”, não só, diga-se de passagem, com peças do Trio de Ferro, considerando também os interioranos. Veja abaixo os 11 titulares, melhor treinador, revelação, craque, e menções honrosas, citando as principais características táticas de cada um.

Apoie o Pernambutático e receba conteúdos exclusivos do seu time de coração

Com soberania do campeão Náutico, time teve oito alvirrubros dos 11 (Feito no Tactical Pad)

Jordan (GOL) – Mesmo sem ter sido finalista, nem o menos vazado, o goleiro do Santa Cruz foi fundamental à equipe. O alto número de defesas durante a primeira fase e o destaque na classificação às semifinais foram cruciais para a escolha do camisa 1, pois fizeram com que o Mais Querido aparecesse pelo menos entre os quatro melhores do campeonato.

Além do posto de camisa 1, Jordan foi eleito a revelação do campeonato pelo Pernambutático, reiterando a tese de bons goleiros jovens que saíram do Arruda nos últimos anos.

Hereda (LD) – Após um 2020 bastante irregular, já que em 2019 foi essencial no título da Série C, o jogador ressurgiu nas mãos de Hélio dos Anjos. Com o posicionamento impecável, foi importante principalmente no setor ofensivo, pois sempre esteve presente no setor de criação, seja dando cruzamentos ou trocando de posição com os extremos, dando passes importantes.

O grande destaque do lateral-direito foi a precisão nos passes. Na grande final contra o Sport, por exemplo, trocou 46 passes, com um aproveitamento de 80%, além de cinco cruzamentos; um deles quase ocasionou em gol, mas a finalização de Kieza carimbou o travessão.

Camutanga (ZAG) – O xerife alvirrubro. Camutanga foi o principal alicerce do sistema defensivo do Náutico na caminhada rumo ao 23º título. Eficiente nos desarmes, seja pelo alto ou pelo chão, o zagueiro se tornou titular absoluto de Hélio dos Anjos e merece um posto de destaque na nossa seleção.

Além da qualidade defensiva, Camutanga foi importante no ataque quando se fala em bolas aéreas. Com uma boa impulso, até chegou perto de balançar as redes, mas não conseguiu.

Adryelson (ZAG) – Atuando como quarto zagueiro, Adryelson fez um grande Pernambucano. Mostrou boa cobertura pelo lado esquerdo, dando auxílio a Sander, além de fechar bem o funil em momentos de ataque do adversário. Foi peça-chave do Leão, que ostentou a defesa menos vazada do campeonato, com apenas seis gols sofridos.

Formando dupla valiosa com Iago Maidana (veja menções honrosas abaixo), o prata da casa leonino despertou interesse de outros clubes e acertou por empréstimo com o Al-Wasl, dos Emirados Árabes. Antes, renovou junto ao Sport até julho de 2023.

Sander (LE) – A lateral esquerda foi o grande ponto de discussão da seleção. Afinal, Bryan, que atuou improvisado na reta final foi um dos destaques. Levando em conta a regularidade durante toda a competição, Sander merece ter seu nome lembrado, principalmente por quesitos defensivos.

Com um grande poder de marcação, o defensor do Sport acumulou boas atuações no Estadual, geralmente recompondo muito bem pela esquerda e freando as investidas do adversário pelo setor.

Djavan (VOL) – O “Samurai” alvirrubro. Djavan cresceu na reta final e foi primordial no meio de campo do Timbu, seja desarmando ou tentando construir jogadas. Segurando a função de primeiro volante, com Rhaldney um pouco mais adiantado, se manteve firme à frente da primeira linha e de cabeça erguida no 4-2-3-1 de Hélio.

Sem a bola cirúrgico e com ela construtivo. Quando o Timba formava um 4-2-4, Djavan se unia a Rhaldney na segunda linha, muitas vezes armando o jogo, como aconteceu na final diante do Sport.

Rhaldney (VOL) – Cria da casa, Rhaldney foi peça fundamental não só no meio do Náutico, mas no funcionamento do esquema como um todo. Versátil e incansável dentro de campo, a evolução do atleta está atrelada a sua mudança de posição, saindo da cabeça de área e se transformando num segundo volante.

Mérito de Hélio, que enxergou potencial no atleta para exercer tal função. E assim o fez. Com boas arrancadas, rasgando as linhas adversárias, e passes em profundidade, o meio-campista se destacou no torneio e se tornou dono incontestável do setor.

Jean Carlos (MEI) – O maestro em campo. Articulando as ações ofensivas do Timbu, o camisa 10 mostrou sua melhor face na campanha do título. Se movimentando bastante, com passes precisos, bolas longas, assistências e referência na bola parada, Jean foi o cérebro do time.

Além disso, por vezes, o meia trocava de posição com Kieza e se tornava referência no ataque. Quando não, caía pelos lados ou procurava espaços no setor defensivo rival.

Jean e Kieza revezando de posições (Imagem: Premiere)

Quadrado mágico: ataque comanda o Náutico no título do Pernambucano

Erick (ATA) Outra cria da base. Quiçá a principal delas. É fato que Erick oscilou, sobretudo, na reta final da primeira fase, mas o campeonato do jogador foi de redenção. Contestado por alguns, encontrou os caminhos da rede e fez uma bela dobradinha com Hereda.

Habilidoso e veloz, quebrava linhas com dribles e, assim, encontrava espaços na defesa adversária, para finalizar ou encontrar um companheiro melhor posicionado.

Kieza (CA) – Oportunista, artilheiro, inteligente. Se a torcida alvirrubra idolatrava Kieza antes, agora ganhou ainda mais motivo. Um Estadual impecável coroado com gol na final, além de converter o pênalti do título. Foi artilheiro isolado do certame com 10 gols e sendo decisivo.

Além dos gols, o centroavante mostrou muita inteligência tática ao se movimentar para receber bolas ou abrir espaços para que os pontas atacassem. Um campeonato impecável do matador, que também foi o craque do campeonato.

Kieza abre e Vinícius chega por dentro (Imagem: Premiere)

Vinícius (PE) – Ora discreto, ora agudo, mas sempre importante. Vinícius marcou cinco gols no certame, no entanto sua importância vai além dos tentos. Taticamente contribuiu bastante, além de ter formado uma bela parceria com Bryan, que atuou improvisado na lateral-esquerda, mas conseguindo se adaptar bem graças ao ponta.

Com boa movimentação, o jogador contribuía defensivamente nas subidas de Bryan, porém também era extremamente participativo na fase ofensiva.

Menções honrosas

A lista de menções honrosas não é tão extensa, mas com nomes que, se tivessem entre os destaques, não causariam estranheza. O primeiro deles é o lateral-direito Bryan, que mesmo improvisado foi um dos pontos fortes do Náutico e boa arma ofensiva. No meio-campo, Aruá foi peça fundamental ao Salgueiro, fazendo boas transições e essencial para levar a equipe à semifinal.

Outro meio-campista que se destacou, mas sem ter a vaga entre os 11 é Kauê, do Retrô. Importante nas progressões ao ataque e com boa recomposição, foi o jogador mais destacável da Fênix. O quinteto fecha com dois atletas de ataque: Mikael, cria da base do Sport e artilheiro leonino na competição, mostrando bom posicionamento, e Tarcísio, que fez praticamente todas as funções do ataque do Carcará, sendo destaque pelas assistências e bom poder criativo.

EL COMANDANTE

Responsável pelo resgate do futebol do Timbu na Série B, garantindo a permanência, Hélio dos Anjos vive momento mágico. Com oito vitórias, três empates e apenas uma derrota no Pernambucano, montou um 4-2-3-1 impecável, tendo um time coeso, bem postado e que fez boas atuações.

Resgate, deslanchada e glória: Hélio dos Anjos vai de “bombeiro” a campeão no Náutico

Alternando ao 4-2-4 em diversos momentos com a posse e ao 4-4-2 sem ela, o Náutico teve um ataque arrasador, sendo o mais positivo da competição. A defesa não foi a menos vazada, porém os jogadores do setor conseguiram ter bom desempenho, muito pela proposta que o comandante colocou em campo.

Imagem: Anderson D’wirvelle

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: