Nova esperança: o que esperar taticamente de Jailson no Santa Cruz

Por: Felipe Holanda

Refúgio. Jailson chega ao Santa Cruz a pedido de Roberto Fernandes com a missão de solucionar os problemas do meio campo coral e ajudar o Mais Querido a fugir do rebaixamento na Série C do Campeonato Brasileiro. Seu último clube foi o Najran, da Árábia Saudita. Antes, o meia-atacante pernambucano já havia defendido o Tricolor em 2018 e 2019.

Nesta análise, o Pernambutático destrincha o que esperar do novo contratado, com principais características táticas, números na carreira, relatórios de ações por jogo, e como Jailson pode se encaixar na equipe comandada por Roberto Fernandes.

Apoie o Pernambutático e receba conteúdos exclusivos na tela do seu celular. Seja membro Vip clicando aqui

SOLUÇÃO CRIATIVA

Ainda sem ser anunciado oficialmente pelo Santa, Jailson chega como peça de reposição após a saída de Chiquinho, que se transferiu justamente para o futebol árabe. Suas principais características são velocidade, profundidade e leitura de jogo, além da qualidade nas finalizações. Assim, pode ser a solução para o esquema coral, seja atuando como meia centralizado ou ponta esquerda.

Defendendo o Najran, da Arábia Saudita, Jailson mostrou que está com a finalização calibrada. Pelo clube que disputa a Liga Nacional, reiterou a boa fase com finalizações precisas, além de assistências, caindo mais pela esquerda. Atualmente, a posição é ocupada por Levi no Santa Cruz.

Antes, o meia-atacante passou pelo Al-Tai, também da Arábia, equipe que recentemente conseguiu o acesso à elite do futebol nacional. Por lá, Jailson anotou nove gols em 37 jogos disputados.

JAILSON NA COBRA

No cenário atual, ele tem status de titular como homem construtor no 4-3-3 do Mais Querido, já que Rondinelly, contratado para o setor, vem decepcionando. Com Roberto, deve ser utilizado por dentro, a priori, tendo a responsabilidade de criar as jogadas, municiando os homens de ataque, além de tentar a finalização de média e longa distância, nas quais já mostrou ser letal.

Provável formação coral com Jailson de titular (Feito no Tactical Pad)

Outra possibilidade – mais remota – é utilizar Jailson e Rondinelly juntos, tentando dar mais criatividade a construção ofensiva tricolor. Assim, um dos homens de frente seria sacado do time, com Wallace Pernambucano na referência e mais um, mantendo o esqueleto do 4-2-3-1.

Uma estratégia para ter Jailson e Rondinelly lado a lado (Feito no Tactical Pad)

FACETAS DEFENSIVAS

Além do ímpeto como atacante, Jailson também pode ser útil na recomposição dos comandados de Roberto Fernandes. Costuma cobrir os laterais, por vezes formando uma linha inicial de cinco, quando o Najran se fechava no 5-4-1.

Jailson se prepara para recuperar a bola (Imagem: Reprodução)

No Santa, Jailson pode fazer boa dupla com Weriton pelo lado direito. Já mostrou qualidade nos desarmes curtos, seja na campo de defesa ou no terço final. Também sabe fazer função semelhante pela esquerda.

PRIMEIRA PASSAGEM

Em 2018, na sua primeira passagem, deixou saudades no Santa Cruz. Veio a pedido do próprio Roberto Fernandes e mostrou serviço, seja com arrancadas para finalizar ou servindo os companheiros, sendo uma boa arma no contra-ataque da Cobra no 4-3-3 em transição.

No mesmo ano, Jailson teve destaque defendendo o Moto Club, atuando mais centralizado para distribuir as jogadas. Além do Papão do Norte, também passou pelo Fluminense de Feira, marcando sete gols em oito jogos. Em 2017, defendeu o Decisão Bonito, onde disputou a Série A2 do Pernambucano.

Jailson centralizado pelo Moto (Imagem: Reprodução)

OUTROS CLUBES

Antes de fazer carreira fora do país, Jailson se destacou vestindo a camisa do ABC. Pelos potiguares, teve atuações memoráveis e fez 13 gols nas 26 partidas que disputou, despertando o interesse dos árabes.

Natural do município de Jaqueira, Jailson iniciou sua trajetória nos gramados no Vitória de Santo Antão em 2014. Na sequência, passou por clubes como Sete de Setembro, Petrolina, Pesqueira e Central, além de Santa Cruz e Decisão.

Apesar de chegar com status de titular, o novo contratado só fará sua estreia em agosto, por força de contrato com o clube árabe. Até lá, a esperança é de que a Cobra Coral ainda tenha chances de evitar o rebaixamento e esteja em uma posição melhor na tabela.

Créditos da foto principal: Jota Santana/Santa Cruz

Um comentário em “Nova esperança: o que esperar taticamente de Jailson no Santa Cruz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: