Sport na Série A: como joga taticamente o Ceará

Por: Mateus Schuler

Preto no branco. O Sport recebe o Ceará no reencontro com Guto Ferreira sob missão bem definida: vencer e deixar a zona de rebaixamento na Série A do Campeonato Brasileiro. Clássico regional está marcado para este domingo (25) às 20h30, na Ilha do Retiro, pela 13ª rodada do Brasileirão.

Separamos tudo sobre o próximo adversário rubro-negro: principais posicionamentos táticos, estilo de jogo, números, informações exclusivas de um setorista, jogadores para ficar de olho, e muito mais do Vozão.

Apoie o Pernambutático e receba conteúdos exclusivos na tela do seu celular: seja membro Vip clicando aqui

O TIME

Para o confronto diante dos leoninos, os cearenses seguem sem contar com a presença de Jacaré (reabilitação pós-cirúrgica), Vinícius Machado e João Ricardo (transição), e Gabriel Dias (joelho direito), todos no DM. Além deles, o lateral-direito Buiú e o volante Marlon receberam o terceiro amarelo, tendo a automática para cumprir; o meia Jorginho volta de suspensão e mantém os alvinegros no 4-2-3-1.

Vovô deve ter base tática mantida frente aos pernambucanos (Feito no Tactical Pad)

COMO ATACA

Com um ataque bastante oscilante, o Ceará busca reencontrar melhor fase no setor, já que foi o segundo melhor durante a Copa do Nordeste. A postura mais comum dos comandados de Guto Ferreira é o próprio 4-2-3-1 da tática base, com a cabeça de área se fazendo presente ao campo adversário para dar suporte à trinca e o centroavante, bem como os laterais, deixando o setor ofensivo bastante povoado.

Trinca de “armadores” é apoiada por volantes e laterais ao atacar (Imagem: Premiere)

“A formatação do ataque é a principal dificuldade do Vozão. O setor é pouco efetivo, mas tem a bola parada e as jogadas individuais de Lima como os destaques. O problema alterna muito entre criação e conclusão; quando consegue criar, conclui mal”

Gerson Barbosa, repórter do grupo O Povo

Outra possibilidade ao Vozão é formar um 4-2-1-3, também com apoio pelos lados dos laterais e dos meio-campistas. Ao fazer essa formatação, contudo, faz os pontas darem amplitude, o que permite a infiltração entrelinhas tanto nas beiradas como no meio. Desse modo, o armador fica mais móvel, o que liga o sinal de alerta aos volantes rubro-negros.

Armador alvinegro fica com mais liberdade para criar as jogadas com trio no ataque (Imagem: Premiere)

COMO DEFENDE

Se o setor ofensivo é irregular, a defesa vem mostrando melhor estabilidade. O sistema alvinegro até passou por maus bocados no início do Brasileirão e quase resultou na saída de Guto Ferreira, mas com o passar dos jogos teve mais segurança e conseguiu corrigir os erros cometidos anteriormente, o que faz a equipe estar bem posicionada na tabela.

Postado frequentemente no 4-4-2, o time alvinegro tem demonstrado muita compactação, até por jogar mais reativo e ter as linhas baixas. Assim, tem o contra-ataque como arma, mas consegue controlar bem as ações ofensivas dos adversários, fechando os espaços tanto pelos lados do campo, como no meio, mas tendo a direita como ponto fraco na marcação.

Compactação defensiva é um dos pontos mais fortes dos alvinegros (Imagem: Premiere)

“Apesar de ter passado por uma oscilação no início da Série A, pela grande sequência de jogos, o Ceará ainda segue muito forte. Guto Ferreira conseguiu dar estabilidade mesmo sem a presença de Luiz Otávio, que era um dos principais pilares do setor; a entrada de Lacerda até deu mais segurança, além da cabeça de área estar bem regular”

Gerson Barbosa, repórter do grupo O Povo

PARA FICAR DE OLHO

Richard (GOL) – Um dos pilares defensivos do Vozão, o goleiro Richard vem se destacando principalmente quando é exigido. Apesar de ter feito apenas 19 defesas, divide com Fernando Miguel (Atlético-GO), Éverson (Atlético-MG) e Marcos Felipe (Fluminense) a marca de menos vazado, sem sofrer gols em cinco jogos.

Messias (ZAG) – Contratado pela equipe alvinegra por ser um dos melhores da última Série B, quando defendeu o América-MG, o zagueiro é o jogador de mais destaque da defesa. Forte na bola aérea ofensiva e defensiva, já deu 75 cortes, mantendo o bom momento da temporada passada e confirmando o rótulo de “xerife”.

Jorginho (MEI) – Reforço para a temporada 2021, Jorginho é o principal nome na articulação das jogadas ofensivas do Vozão. Variando entre os lados e o meio durante a criação, já deu duas assistências para seus companheiros e criou quatro grandes chances. Além disso, marcou dois gols, mostrando que também tem poder na finalização.

Créditos da foto principal: Felipe Santos/cearasc.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: