Reposição à altura: o que esperar taticamente de Caio Dantas no Náutico

Por: Felipe Holanda

Operação Camisa 9. Caio Dantas chega ao Náutico para suprir a ausência do lesionado Kieza e ser a nova referência ofensiva no esquema de Hélio dos Anjos. O novo reforço alvirrubro foi artilheiro da última Série B com 17 gols marcados pelo Sampaio Corrêa. Em 2021, passou pelo Guangzhou City, da China.

Nesta análise, o Pernambutático destrincha o que esperar do novo contratado, com principais características táticas, números na carreira, relatórios de ações por jogo, e como Caio pode se encaixar no time de Hélio.

Apoie o Pernambutático e receba conteúdos exclusivos na tela do seu celular. Seja membro Vip clicando aqui

CARACTERÍSTICAS DE ARTILHEIRO

Currículo de respeito. Engatando artilharias, uma pelo Botafogo-SP na Série C de 2018, quando assinalou 11 gols, e outra pelo Sampaio, na última Segundona, com 17, Caio Dantas desembarca na Rosa e Silva com status de titular no ataque. No Paio, mostrou faro de gol apurado, seja finalizando pelo chão ou em bolas aéreas.

Veja a análise, em vídeo, dos gols de Caio na última Série B

Caso utilize Caio na referência, Hélio dos Anjos dá manutenção ao 4-2-3-1, sistema que vem dando resultado. O novo contratado faz bem o pivô e prende as atenções da defesa rival, além de ser um dos postulantes a cobrador de pênaltis.

Possível formação alvirrubra com Caio na referência (Feito no Tactical Pad)

Com Caio, Hélio também pode explorar um 4-3-3 incisivo, tendo três volantes de ofício e Jean Carlos e Marciel revezando na criação de jogadas. Neste cenário, o centroavante fixa um pouco mais próximo à marca do pênalti, enquanto espera o passe.

Posicionamento de Caio no Paio (Imagem: SporTV/Premiere)

ASSISTÊNCIAS E PASSES-CHAVE

Outra faceta de Caio é cair nas laterais para servir como opção de passe no terço final do campo. A estratégia tende a se encaixar bem no sistema que vinha sendo letal com Kieza, tendo as infiltrações costumeiras de Vinícius, Jean Carlos, Marciel, e até Rhaldney.

Caio abrindo espaços (Imagem: Premiere)

Se movimentando nas linhas ofensivas, o reforço alvirrubro já mostrou ser útil na construção de jogadas, servindo os companheiros e os deixando na cara do gol graças à qualidade que tem no passe. O cenário deve se repetir com Hélio dos Anjos.

Veja a análise, em vídeo, de assistências e passes-chave de Caio Dantas

PASSAGEM POR RIBEIRÃO PRETO E OUTROS CLUBES

Antes, Caio brilhou com a camisa do Botafogo-SP, onde entrou de vez no radar dos grandes clubes do futebol brasileiro. Buscando sempre o melhor posicionamento na referência, não costumava perder grandes chances, muito pelo contrário: fez 11 gols em 21 jogos na temporada 2018.

Postura ofensiva de Caio no Pantera (Imagem: TV Botafogo)

Em 2019, pelo Cuiabá, manteve a boa média, quando foi às redes 10 vezes em 23 partidas, assim como no Boavista-RJ, com sete em 12, até ser negociado com o Sampaio Corrêa.

Números da carreira de Caio (Reprodução/Instat)

O primeiro clube de Caio Dantas foi o Osasco Audax, em 2013. Mesmo muito jovem, marcou oito gols naquela temporada, mostrando faro de gol apurado. Na sequência, passou por clubes como América-MG, Uberlândia, Coimbra-MG e Água Santa-SP, entre outros.

Mapa de calor do centroavante (Reprodução/Instat)

Créditos da foto principal: Lucas Almeida/Sampaio Corrêa

2 comentários em “Reposição à altura: o que esperar taticamente de Caio Dantas no Náutico

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: