Escolhido a dedo: o que esperar taticamente de Tailson no Náutico

Por: Felipe Holanda

Atendendo convite de Hélio dos Anjos, Tailson acerta com o Náutico para resgatar a áurea do início da carreira e ser a nova opção ofensiva no esquema alvirrubro. Revelado pelo Santos, atacante teve passagem apagada pelo Coritiba antes de desembarcar nos Aflitos. Quando surgiu, em 2019, chegou a negociar com o Barcelona.

Nesta análise, o Pernambutático destrincha o que esperar do novo contratado, com informações exclusivas de um setorista do Peixe, principais características táticas, números na carreira, relatórios de ações por jogo, e como Tailson pode se encaixar no time de Hélio.

Apoie o Pernambutático e receba conteúdos exclusivos na tela do seu celular. Seja membro Vip clicando aqui

JOIA PRAIANA

Tailson despontou como uma das grandes promessas do Santos no século pela movimentação inteligente e faro de gol apurado. Logo cedo, mostrou que era diferenciado, capaz de finalizar com as duas pernas, além visão de jogo. Um camisa 9 móvel que sabia bem ir às redes.

Veja a análise, em vídeo, de gols de Tailson:

A joia do litoral surgiu como destaque ainda em 2019, ano que ingressou no profissional como “xodó” do treinador Jorge Sampaolli. Outro ponto positivo era ser decisivo nas bolas paradas, muitas vezes contribuindo com assistências e sempre caindo bem pelas pontas.

ENCAIXE PARA TAILSON

No 4-2-3-1 de Hélio dos Anjos, a tendência é Tailson que explore mais a direita, já que o titular, Vinícius, vem dando conta do recado no lado oposto. Neste cenário, Marciel sairia do time, tendo Jean Carlos e Caio Dantas, ainda sem estrear, centralizados.

Possível formação Timbu com Tailson (Feito no Tactical Pad)

“Pelo que fiquei sabendo, Hélio (Dos Anjos) ligou pessoalmente ao jogador, acho que isso pode dar uma confiança a mais. Tailson é um jogador que subiu ao profissional com Sampaoli. Em sua estreia, contra o Vasco em São Januário, marcou o gol da vitória. Um jogador bem rápido e habilidoso”

Guilherme Lesnok, repórter no Diário do Peixe

Outra opção, principalmente em jogos fora de casa e quando precise segurar o resultado, Hélio pode optar pelos três volantes, com Marciel, Rhaldney e Matheus Trindade, além de Jean Carlos como falso nove, com Tailson mantido na direito paralelo a Vinícius.

Mais uma opção para Hélio no decorrer dos 90 minutos (Feito no Tactical Pad)

PRECISÃO NOS PASSES

No 4-2-3-1 do Peixe, na época, costumava atuar mais por fora, na esquerda, dando qualidade em passes médios e curtos, por vezes deixando os companheiros na cara do gol. Assim, pode auxiliar Jean Carlos na distribuição de posse alvirrubra, caindo como uma luva no esquema de Hélio dos Anjos.

Tailson caindo na esquerda (imagem: Premiere)

Veja a análise, em vídeo, dos passes-chave e para a área de Tailson:

Além da velocidade com a bola nos pés, Tailson já mostrou muita precisão nos cruzamentos na área, podendo tanto passar para trás ou procurar a referência ofensiva. Por outro lado, não se saiu bem com a camisa do Coritiba.

EM BRANCO PELO COXA

Depois de decepcionar, Tailson chega à Rosa e Silva para voltar aos melhores dias na curta carreira. Em 2021, no Coxa, disputou dez jogos e não marcou nenhum gol. Sem se firmar no clube alviverde, foi devolvido ao Peixe.

Em números gerais, Tailson disputou 42 jogos como profissional, sendo 32 pelo Santos, e fez apenas um gol. Assim, o reforço se espelha na fama de Hélio dos Anjos de recuperar atletas e os tornar artilheiros. Exemplos não vão faltar.

Créditos da foto principal: Tiago Caldas/CNC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: