Pouco competitivo: análise Flamengo 2 x 0 Sport

Por: Felipe Holanda

Inoperância leonina. Com pouca competitividade, o Sport não foi páreo para o Flamengo e amargou a derrota por 2 x 0 neste domingo (15), no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, entrando no Z-4 na Série A do Campeonato Brasileiro após 16 rodadas.

Na escalação, o treinador Umberto Louzer promoveu novidades, sendo uma forçada pela lesão de Rafael Thyere, ainda no aquecimento, para a entrada de Ronaldo Henrique – Marcão foi improvisado na defesa do lado de Sabino, tendo Chico na lateral esquerda, dando manutenção ao 4-2-3-1 rubro-negro.

Apoie o Pernambutático e receba conteúdos exclusivos na tela do seu celular. Seja membro Vip clicando aqui

Formação leonina sem Thyere (Feito no Tactical Pad)

COMO FOI

Sonolento. O Sport iniciou o jogo com o freio de mão puxado, tinha mais posse de bola que o Flamengo, mas era pouco objetivo. Rondava a área carioca e pouco fazia, enquanto os anfitriões cedo chegaram ao gol. Bruno Henrique completou cruzamento de Arrascaeta e venceu Maílson para abrir a contagem em Volta Redonda: 1 x 0.

Priorizando as linhas defensivas, o Leão ainda foi vazado pela segunda vez, mas a arbitragem anulou a jogada – corretamente – para marcar impedimento de Isla. Vendo o ímpeto do Fla, Umberto Louzer recuou a equipe, que agora se fechava num 4-5-1 na tentativa de congestionar o meio de campo. Louzer ainda foi obrigado a fazer a primeira substituição, colocando Everton Felipe na vaga de Gustavo.

Postura rubro-negra na primeira etapa (Imagem: SporTV/Premiere)

A única chance dos pernambucanos em todo o primeiro tempo veio em bola parada: Thiago Neves lançou na área, Pedro desviou e quase marcou contra. Diego Alves teve de esticar todo para fazer a defesa. E foi só.

Na etapa final, o pior estava por vir, e veio. Everton Ribeiro bateu cruzado, Ronaldo tentou desviar e a bola morreu no fundo das redes de Maílson. Um balde de água fria para selar o 2 x 0 a favor do Urubu. A resposta leonina até aconteceu, mas o chute de Zé Welison parou no travessão.

Com a entrada de Hernanes, o Sport tentou se soltar mais um pouco, mas os donos da casa não relaxavam e seguiam no ataque, obrigando o time da Ilha do Retiro a formar uma linha inicial de 5, geralmente no 5-4-1.

Leão tentou se compactar na defesa (Imagem: SporTV/Premiere)

Montando um 4-2-3-1 com Tréllez na referência (Mikael foi substituído), os visitantes conseguiram dar mais intensidade no terço final do campo. Faltava, no entanto, encontrar alguma brecha na marcação flamenguista.

Uma das poucas investidas ofensivas do Sport (Imagem: SporTV/Premiere)

No fim, Pedro ainda fez o terceiro, mas a arbitragem voltou a anular o gol por conta de impedimento. Pouco participativo, o Leão não conseguiu mostrar poder de reação e foi derrotado com justiça.

Créditos da foto principal: Anderson Stevens/Sport

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: