Caindo pelas tabelas: análise Náutico 0 x 1 Cruzeiro

Por: Felipe Holanda

Vertiginosamente. Em queda livre. O Náutico voltou a decepcionar seu torcedor ao perder do Cruzeiro por 1 x 0 nesta terça-feira (17), mesmo nos Aflitos, chegando à quinta derrota seguida e caindo pelas tabelas na Série B do Campeonato Brasileiro, em partida válida pela 19ª rodada.

O Timbu começou a perder quando saiu a escalação de Hélio dos Anjos, tendo Jefferson debaixo das traves e o titular, Alex Alves, no banco. Outra novidade foi a entra de Iago Dias na ponta direita, esse sim trazendo bons resultados ao esquema alvirrubro.

Apoie o Pernambutático e receba conteúdos exclusivos na tela do seu celular. Seja membro Vip clicando aqui

Formação inicial dos alvirrubros (Feito no Tactical Pad)

COMO FOI

Nos primeiros minutos, o Náutico tentou explorar bolas longas e o Cruzeiro respondia na mesma moeda. Com mais agilidade na saída pelo lado direito, tendo Iago Dias e Hereda, os alvirrubros conseguiram incomodar as linhas celestes por lá, apresentando transições rápidas e agudas.

Movimentação ofensiva dos donos da casa (Imagem: SporTV/Premiere)

Formando seu característico 4-2-3-1, o time da Rosa e Silva conseguiu ser perigoso. Em jogada bem trabalhada, Vinícius cruzou e Iago cabeceou, saindo à escanteio. Na cobrança, Vinícius desviou, mas não acertou o alvo.

4-2-3-1 e apoio dos laterais (Imagem: SporTV/Premiere)

Na metade do primeiro tempo em diante, a equipe de Hélio dos Anjos valorizou a posse de bola, com os volantes Djavan e Rhaldney participando efetivamente da construção. Já na defesa, nas poucas chegadas da Raposa, a principal aposta era se fechar no 4-3-3.

Quando explorava o lado esquerdo, o Timbu teve o apoio de Jean Carlos a Vinícius. No entanto, ainda faltava o volume necessário para chegar à zona de arremate e colocar Fábio para trabalhar. Fez muito pouco nos primeiros 45 minutos, assim como os visitantes.

A inércia deu lugar a um jogo movimentado na etapa final. Se o Cruzeiro assustou, o Náutico respondeu duas vezes com Camutanga. Em duas bolas aéreas, Fábio fez a defesa, uma que nasceu dos pés de Jean e outra após cobrança de lateral de Hereda.

Quando o adversário tentava agredir, o Timba passou a apostar em duas linhas de 4, variando entre o 4-1-4-1 – mais frequente – e o 4-4-2, com apenas Caio Dantas mais avançado. Mesmo assim, a Raposa conseguia levar perigo.

Proposta defensiva dos pernambucanos (Imagem: SporTV/Premiere)

Vendo o time cair de rendimento, Hélio mexeu por atacado, colocando Paiva, Tailson e Marciel nas vagas de Caio, Iago e Rhaldney, respectivamente. Mas foram os mineiros que abriram o placar, quando Eduardo Brock cobrou falta, Jefferson espalmou para o meia de área e Thiago completou para o gol.

No fim, restou o desespero para os comandados Hélio, que não conseguiram ser efetivos. Já é a sexta partida seguida sem vitória, despencando na tabela e vendo as chances de título cada vez mais distantes.

Créditos da foto principal: Tiago Caldas/CNC

Um comentário em “Caindo pelas tabelas: análise Náutico 0 x 1 Cruzeiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: