Sport na Série A: como joga taticamente o Athletico

Por: Mateus Schuler

Como un huracán. Na estreia de Gustavo Florentín, o Sport encara o Athletico para voltar a vencer e vislumbrar ventos mais calmos na Série A do Campeonato Brasileiro. O paraguaio faz seu primeiro jogo no comando neste domingo (4) às 18h15, na Arena da Baixada, no fechamento do primeiro turno do Brasileirão.

Separamos tudo sobre o próximo adversário rubro-negro: principais posicionamentos táticos, estilo de jogo, números, informações exclusivas de uma setorista, jogadores para ficar de olho, e muito mais dos atleticanos.

Apoie o Pernambutático e receba conteúdos exclusivos na tela do seu celular. Seja membro Vip clicando aqui

O TIME

Para o confronto contra o Leão, o técnico António Oliveira tem três novidades na escalação inicial, pois são duas ausências e um retorno. O goleiro Santos e o atacante uruguaio Terans, convocados para as Eliminatórias à Copa do Mundo, terão Bento e Nikão como substitutos; na zaga, Thiago Heleno volta a ficar à disposição após cumprir suspensão, sendo presença certa ao lado de Pedro Henrique.

Setor de armação rubro-negro tem uma dúvida ainda (Feito no Tactical Pad)

COMO ATACA

Dono do quarto ataque mais positivo, com 23 gols, o Furacão tem como sua principal arma o jogo apoiado, trabalhando melhor as jogadas ofensivas. Os atleticanos apostam menos na velocidade, pois podem usar a ligação direta de alternativa para a criação dos lances; assim, exploram o 1×1 dos extremos e os cruzamentos acionando o centroavante.

Rubro-negros recuam um dos volantes para iniciar transição (Imagem: SporTV/Premiere)

A primeira fase de construção dos paranaenses passa por um 3+4, com um dos volantes recuando ao lado dos zagueiros e os laterais formando a linha junto aos demais meio-campistas. Desse modo, formam o 4-1-2-3 quando portam a bola, tendo amplitude dos laterais e os pontas atuando mais por dentro, dando mais profundidade.

Athletico busca povoar campo adversário usando os lados como arma (Imagem: Rede Globo)

“Com o homem referência voltando para buscar a bola, o time atleticano tem todos os jogadores participando da criação. Os extremos ajudam em muitos cruzamentos e 1×1 pelos lados do campo, imprimindo velocidade quando possível”

Monique Vilela, repórter na Rádio Banda B

COMO DEFENDE

Por sua vez, a defesa tem deixado a desejar, sendo a sexta mais vazada com 21 gols sofridos. Muito se deve pela falta de compactação do setor, apesar de ter as linhas bem definidas. Marcando em blocos médio/baixos, para poder contra-atacar, o Athletico tem deixado espaços entrelinhas, o que é bastante explorado por seus adversários.

Duas linhas é a força na marcação rubro-negra (Imagem: SporTV/Premiere)

“A defesa geralmente fica nas duas linhas de 4, com os dois lá da frente ajudando também. Um ponto forte do setor é Thiago Heleno, que gosta muito de ajudar quando tem o controle da bola lá atrás, principalmente de lançamentos invertidos. Uma ligação direta, porém com bastante eficiência”

Monique Vilela, repórter na Rádio Banda B
Outra alternativa é o 4-3-3, mas também dando brechas (Imagem: TNT Sports)

Ao subir as linhas, os rubro-negros não conseguem ter estabilidade, mesmo com os defensores fazendo marcação mista. Assim, podem variar ao 4-3-3, deixando os extremos junto ao centroavante, já o jogador da armação cai ao lado dos demais meio-campistas, geralmente volantes para reforçar melhor a zona dos desarmes.

PARA FICAR DE OLHO

Marcinho (LD) – Após saída polêmica no Botafogo, envolvendo problemas no extracampo, conseguiu reencontrar o bom futebol no Furacão. Por ter como destaque características ofensivas, frequentemente ocupa o campo ofensivo e ajuda na criação das jogadas, tanto que deu quatro assistências para gols; é o vice-líder do time no quesito.

Thiago Heleno (ZAG) – Nome mais experiente da equipe considerada titular, o zagueiro usa isso em seu favor. Com 58 cortes, lidera o critério no Furacão e se mostra importante, tanto na bola aérea como rasteira. Pelo alto, também se destaca ofensivamente, completando cobranças de falta e/ou escanteio; dos seus pés, saem ainda ligações ao setor ofensivo.

Nikão (PD) – Velho conhecido do futebol brasileiro, apesar de jovem, o ponta atleticano não é titular absoluto, porém se destaca sempre ao ser acionado nos jogos, inclusive saindo do banco. Veloz, é agudo nas jogadas pelos lados do campo, ganhando quase sempre no 1×1, além de ser um ótimo finalizador, principalmente de média distância.

Créditos da foto principal: José Tramontin/athletico.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: