Retrógrado: análise Murici 2 x 2 Retrô

Por: Ivan Mota

No último jogo da fase de grupos da Série D do Campeonato Brasileiro, o Retrô voltou a repetir os mesmos erros de outrora. Ainda sem estar sob o comando de Milton Mendes, a Fênix saiu atrás do placar, mas buscou o empate em 2 x 2 diante do Murici neste domingo (5), no Estádio José Gomes da Costa, no encerramento do Grupo 4; adversário agora é o ABC na 2ª fase.

Foram muitas mudanças na escalação inicial em relação ao último duelo, a começar por Rodrigo Carvalho entrando no gol na vaga de Erivelton. Na linha de defesa, as novidades foram Neilson, Ruan Vital e Márcio, tendo somente o zagueiro Carlos Alexandre de remanescente. Do meio para frente, também foram colocadas peças novas, acionando Ramires, Kauê e Erivelton, mas seguindo no 4-2-3-1.

Azulinos foram mantidos no 4-2-3-1 contra os alagoanos (Feito no Tactical Pad)

Apoie o Pernambutático e receba conteúdos exclusivos na tela do seu celular. Seja membro Vip clicando aqui

COMO FOI

Mesmo com mais posse de bola e ações ofensivas, a equipe pernambucana não conseguiu desempenhar bom futebol na primeira etapa. A única chance clara da Fênix aconteceu aos 9 minutos. Neilson fez grande jogada pelo lado direito e cruzou com perfeição, mas Mayco Félix, sozinho e de cara com o gol, chutou por cima.

Ao todo, foram cinco finalizações e nenhuma na meta do goleiro adversário. Já os donos da casa só chutaram duas vezes, porém, uma delas entrou. Em falta bem cobrada por Luciano, o zagueiro Rambo cabeceou para as redes aos 11 minutos; o tento esfriou um pouco os ânimos dos azulinos no início da partida.

Após isso, os retroenses seguiram tentando, contudo sem sucesso, chegando na maioria das vezes por meio de bolas paradas. Um ponto positivo do Retrô foi de uma das novidades no time titular, o camisa 10 Kauê, que conseguiu se destacar no primeiro tempo, buscando jogo e armando jogadas, com muita movimentação.

Ataque retroense com os três homens de meio se aproximando (Imagem: Eleven Sports)

O jogo retornou bastante truncado e com muita catimba do Verdão. Sempre que possível, os jogadores caíam em campo, ganhando tempo; até mesmo um dos gandulas foi expulso da partida por retardar o reinício das jogadas. Ainda assim, os alviverdes aumentaram a vantagem: após falha grande da defesa, Rodrigo Mucuri fez o que quis com a defesa, invadiu a área e tocou para Igor Bahia, sozinho, marcar.

A segunda etapa continuou, mas o Retrô seguiu com atuação muito fraca. Não conseguiu criar nenhuma chance de gol, além de ver os donos da casa passarem a dominar o jogo, tendo mais posse e criando outras chances de provocar um placar ainda mais humilhante, mas tudo começou a mudar aos 39 minutos.

Otávio acertou potente cabeçada após cobrança de escanteio, diminuindo a desvantagem para a Fênix. No fim, o jogo se tornou bastante tenso, dentro e fora de campo, com muitas discussões entre jogadores e os reservas. Mesmo assim, valeu o esforço final dos pernambucanos, que seguiram pressionando e buscaram o empate aos 45 minutos, em mais uma cabeçada, agora com Ruan após cobrança de falta de Kauê. No último lance, por pouco não veio a virada, pois Otávio recebeu na área, dominou bem e acabou mandando por cima do gol.

Retroenses se defendenderam no 4-2-3-1 de blocos médios (Imagem: Eleven Sports)

Créditos da foto principal: Erivan Batista/Murici

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: