Sport na Série A: como joga taticamente o Fortaleza

Por: Mateus Schuler

Bem vindo à selva. Precisando matar um leão por dia, o Sport enfrenta o Fortaleza na expectativa de amenizar as turbulências e deixar o time em melhor colocação na Série A do Campeonato Brasileiro. Rubro-negros e tricolores de enfrentam neste domingo (26) às 18h15, na Arena de Pernambuco, pela 22ª rodada.

Separamos tudo sobre o próximo adversário rubro-negro: principais posicionamentos táticos, estilo de jogo, números, informações exclusivas de um setorista, jogadores para ficar de olho, e muito mais do Tricolor do Pici.

Apoie o Pernambutático e receba conteúdos exclusivos na tela do seu celular. Seja membro Vip clicando aqui.

O TIME

Para o jogo ante os pernambucanos, os comandados de Juan Pablo Vojvoda devem continuar jogando no 3-5-2 já habitual do treinador, mas alterado em relação à derrota frente ao Internacional. Tinga volta de suspensão na zaga e David é desfalque no ataque após ter sido expulso, com Robson e Wellington Paulista podendo formar a dupla ofensiva; alternância frequente no setor dá dúvidas quanto às peças escolhidas.

Tricolor do Pici deve ter nova alteração na dupla de ataque (Feito no Tactical Pad)

COMO ATACA

A campanha positiva do Fortaleza no Brasileirão é reflexo da postura ofensiva proposta por Vojvoda. Não obstante, a dinâmica – principalmente na criação – é destacável pela intensidade, que faz o Tricolor ser o melhor quarto ataque da Série A com 29 gols, atrás apenas de Flamengo (35), Palmeiras e Atlético-MG (32), e Bragantino (31), todos ocupantes da zona à Libertadores como o Leão.

Tricolor do Pici aposta em saída 3+2, tendo os volantes na criação (Imagem: SporTV/Premiere)

O início das jogadas se dá, mais frequentemente, em uma saída 3+2, com os zagueiros sendo apoiados pelos volantes. Dessa maneira, alterna bastante o posicionamento do meio para frente, podendo formar tanto um 3-4-1-2 caso o armador fique recuado ajudando meio-campistas e alas, ou um 3-4-3, se o comandante optar por maior ofensividade.

Leoninos buscam povoar ao máximo o campo adversário quando atacam (Imagem: Premiere)

“Fortaleza ofensivamente utiliza muito o lado esquerdo com Crispim como ala e a movimentação dos jogadores para ganhar espaços no setor ofensivo, variando seu esquema. Os volantes são responsáveis como construtores juntamente ao meia e ainda aparecendo na área para aumentar possibilidade de mais finalizadores”

Thiago Minhoca, comentarista na Rádio O Povo CBN

COMO DEFENDE

Defensivamente, no entanto, o Fortaleza tem dado mais dor de cabeça a seu técnico. Com 23 gols sofridos, é a quinta pior do Brasileirão junto a Palmeiras, Fluminense, São Paulo e América-MG, sendo 16 como visitante e, assim, tem a segunda marca mais negativa de toda a Série A, à frente apenas da lanterna Chapecoense.

Leoninos costumam pressionar saída de bola em blocos médios (Imagem: Premiere)

Quando quer apertar o adversário no próprio campo, o Tricolor do Pici sobe a marcação e, em blocos médio/altos, forma o 3-4-3, com a dupla de ataque tendo apoio do armador, enquanto os alas se juntam aos volantes em outra linha. A postura mais frequente, porém, é o 5-3-2, que geralmente fica muito compacto e induzindo a troca de passes, que pode facilitar o contra-ataque em velocidade.

“Defensivamente o time utiliza uma linha de cinco, com os alas fechando juntamente com os três defensores e a marcação varia entre média e alta no começo. O time vem sendo desatento nos últimos jogos, mas tem tomado gols em falhas individuais bem mais que antes”

Thiago Minhoca, comentarista na Rádio O Povo CBN
Comandados de Vojvoda tentam se fechar para contra-golpear em jogos fora de casa (Imagem: Premiere)

PARA FICAR DE OLHO

Felipe Alves (GOL) – Goleiro moderno e muito eficiente tendo a bola nos pés, é sempre importante na saída de jogo e em ligações diretas para o ataque, sendo o segundo jogador com mais passes longos certos do time, somando 80. O arqueiro, porém, não compromete debaixo das traves quando exigido, fazendo 37 defesas.

Yago Pikachu (MD) – Lateral-direito de origem, sempre se destacou atuando mais adiantado, seja como meia ou até ponta. Algoz de longa data do Sport, Pikachu é um dos jogadores que mais está no campo ofensivo do Tricolor do Pici, pois é o maior criador de chances claras – quatro – e o que mais perdeu grandes oportunidades, com oito, o terceiro em toda a Série A; por outro lado, já fez cinco gols e deu outras cinco assistências, o líder da equipe nos passes para gol.

Robson (ATA) – Contratado após ser destaque do Coritiba durante o último Brasileiro, o atacante leonino vive momento positivo no torneio. Segundo que mais finalizou pelo time com 43 chutes, atrás apenas do volante Ederson, é o artilheiro tricolor na competição, pois balançou as redes em sete ocasiões; o faro de gol se deve à constante movimentação na pequena área adversária, sem fixar em nenhum dos lados.

Créditos da foto principal: Leonardo Moreira/Fortaleza

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: