Sport na Série A: como joga taticamente o Grêmio

Por: Mateus Schuler

Vida após a morte. Enterrado na crise, o Sport enfrenta o Grêmio para reincorporar o “Jason” e renascer na luta contra o rebaixamento na Série A do Campeonato Brasileiro – atualmente, Leão é 19º colocado com 17 pontos, a sete do Santos, primeiro integrante fora do Z-4. Confronto acontece neste domingo (3) às 20h30 na Arena, em Porto Alegre, pela 23ª rodada.

Separamos tudo sobre o próximo adversário rubro-negro: principais posicionamentos táticos, estilo de jogo, números, informações exclusivas de um setorista, jogadores para ficar de olho, e muito mais do Tricolor.

O TIME

Mesmo depois de terem sido goleados na última partida para o Athletico, os gaúchos devem ter apenas uma mudança. Além de sair do 4-3-3 e formar o 4-2-3-1, Felipão indica a entrada de Douglas Costa no meio-campo na vaga de Lucas Silva, deixando Villasanti mais fixo junto a Thiago Santos na cabeça de área.

Imortal deve ter Douglas Costa entre os 11 como única novidade (Feito no Tactical Pad)

COMO ATACA

Dono do segundo pior ataque, à frente apenas do próprio Leão e dividindo a marca junto à lanterna Chapecoense, o Grêmio balançou as redes por 17 vezes. As atuações ruins sucessivas ainda durante o primeiro turno foram determinantes na pouca produtividade ofensiva, pois totalizaram 12 gols em 17 partidas.

Apoie o Pernambutático e receba conteúdos exclusivos na tela do seu celular. Seja membro Vip clicando aqui

Jogadas gremistas tem fluidez tanto pelos lados como no meio (Imagem: Premiere)

A evolução se deve, principalmente, à chegada de Borja, emprestado pelo Palmeiras. Com boa movimentação no 4-2-3-1, o Tricolor tem os laterais no suporte da criação, assim como os volantes. Apesar da mobilidade, os meias criam pouco, já que tem média de 9,6 finalizações, sendo 3,7 na direção das metas adversárias.

“Se o Grêmio evoluiu, muito se deve a Vanderson, Ferreira e Borja. Ferreira vem se destacando pelo tradicional 1×1, além de cruzar bem quando está na região do bico da área, visando a segunda trave, dando várias assistências ao centroavante, seja Borja ou Diego Souza”

Muniz Júnior, repórter no Grenal Total

COMO DEFENDE

Na defesa, entretanto, a postura do Imortal é mais positiva, sendo a quinta menos vazada com 22 gols sofridos e dez sob o comando de Felipão. Muito se deve pelas variações impostas pelo comandante dos gaúchos, que são responsáveis por fechar o máximo de espaços aos adversários, seja pelos lados ou povoando o meio.

Duas linhas da defesa gremista dão mais compactação ao setor (Imagem: Premiere)

A postura mais frequente no Grêmio é o 4-4-2, com um dos extremos junto à referência do ataque, enquanto o armador forma uma linha ao lado do outro ponta e dos volantes. Há ainda a possibilidade de alternar ao 4-1-4-1, tendo o cabeça de área mais marcador fixando sozinho; assim, o centroavante e os jogadores de lado ajudam a pressionar a saída de bola rival.

“Apesar dos quatro gols sofridos diante do Athletico, a defesa tricolor sob o comando de Felipão tem sido muito elogiada e visto como o principal trunfo do comandante até o presente momento. Vamos ver como a dupla de zaga se posta após a goleada, já que precisam recuperar a confiança para o duelo frente ao Sport”

Muniz Júnior, repórter no Grenal Total
Gaúchos optam por marcação em blocos médio/baixos (Imagem: SporTV/Premiere)

PARA FICAR DE OLHO

Vanderson (LD) – Com muita presença ao campo ofensivo, o lateral-direito é o principal jogador do Imortal neste campeonato. Não por acaso, já marcou três gols, além de colaborar dando uma assistência direta; por outro lado, se destaca também defensivamente, pois conseguiu 35 desarmes, sendo assim o líder da equipe no quesito.

Ferreira (PE) – Um dos mais importantes no ataque tricolor, o prata da casa é destaque por várias características, sendo o 1×1 a mais destacável delas. Isso o faz ser quem mais driblou pelo time gaúcho no Brasileirão, junto a Douglas Costa, com 39 dribles; além disso, criou duas grandes chances, apesar de ter dado apenas uma assistência.

Borja (CA) – Emprestado pelo Palmeiras, o centroavante mantém o histórico de goleador também defendendo o Grêmio. Em dez jogos disputados com a camisa gremista, marcou quatro gols, que o faz ser o artilheiro da equipe no Brasileiro; além disso, é o segundo com mais finalizações pela equipe, dando 27 chutes, nove a menos que Ferreira.

Créditos da foto principal: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: