Tarde demais: análise Moto Club 3 x 2 Retrô

Por: Ivan Mota

Reação tardia. Após sair atrás no placar por 3 x 0, o Retrô foi à luta e quase chegou ao empate, mas acabou derrotado pelo Moto Club por 3 x 2 nesta quarta-feira (13), em São Luís, pela primeira fase da Pré-Copa do Nordeste, se complicando ainda mais no calendário para a próxima temporada.

O técnico Dico Woodley manteve boa parte do time que já vinha atuando na Série D. Em relação ao último jogo, a derrota para o ABC por 3 x 2, que aconteceu no dia 19 de setembro, o onze inicial teve o retorno de Augusto Potiguar para a lateral direita, Denilson ganhando a vaga de Diego na zaga, além de Charles e Janderson jogam ao lado de Felipe Alves no trio ofensivo.

Mudanças na escalação para encarar os maranhenses (Feito no Tactical Pad)

Apoie o Pernambutático e receba conteúdos exclusivos na tela do seu celular. Seja membro Vip clicando aqui

COMO FOI

Os primeiros minutos foram de domínio dos donos da casa, que buscavam mais o ataque, apesar de não conseguirem levar um perigo real ao gol de Jean. Os pernambucanos se armavam num 4-4-2, se defendendo com blocos médios e altos. Até que os retroenses passaram a atacar mais, principalmente com bons avanços dos laterais Augusto Potiguar, pela direita, e Guilherme, no lado oposto.

Retrô no 4-4-2 marcando o adversário (Imagem: Nordeste FC)

O problema é que aos 13 minutos o time de Camaragibe passou a jogar em desvantagem numérica. O volante Romarinho cometeu uma falta violenta recebeu vermelho direto. Mesmo assim, o jogo seguiu equilibrado, com as duas equipes tendo boas oportunidades. Ainda assim, foi o Papão que abriu o placar. E foi num golaço, quando Cleitinho acertou uma bicicleta após cruzamento de Lucas Hulk no fim da primeira etapa.

Precisando do resultado, a Fênix até tentou começar a segundo tempo atacando e com posse de bola, mas esbarrou na defesa do motense, que passou a adotar uma marcação alta, roubando bolas algumas vezes já perto da área, como na jogada do segundo gol, que surgiu de um escanteio. Após a cobrança, ampliou. Mas logo após aumentar a vantagem no placar, a partida voltou à igualdade no número de jogadores em campo. O zagueiro Kelvin, atingiu Branquinho e foi para o chuveiro mais cedo.

Aos 17 minutos foi marcado um pênalti para os rubro-negros. Wallace Lima foi derrubado na área pelo zagueiro Denilson. O próprio atacante foi para a cobrança e fez o terceiro gol da partida. A reação do Retrô começou logo depois. Erivelton recebeu passe de Mayco Félix e diminuiu o placar. Já aos 25 minutos, em boa jogada de Branquinho, a bola bateu na mão de Rodrigo Barreto, sendo assinalado um pênalti para os pernambucanos, mas Kauê bateu mal, facilitando para a defesa de João Paulo.

A segunda etapa seguiu animada até o fim. Wallace Lima chegou a marcar o seu segundo na partida, mas estava impedido. A Fênix não se dava como vencida, buscando o ataque num 2-3 ofensivo com apoio dos laterais.  E deu certo. Dessa vez foi Mayco Félix que diminuiu a vantagem, de cabeça, após bom cruzamento de Guilherme. Apesar de toda a luta, não passou daí, e o sonho da Copa do Nordeste ficou para depois.

Azulinos até tentaram, mas não foram tão efetivos na finalização (Imagem: Nordeste FC)

Créditos da foto principal: Hiago Ferreira/Moto Club

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: