Sport na Série A: como joga taticamente o Santos

Por: Ivan Mota

Ilha versus mar. Separados por dois pontos na tabela – 26 x 28 –, Sport e Santos fazem choque de leões em confronto parelho para fugir do Z-4 na Série A do Campeonato Brasileiro. Embate entre pernambucanos e paulistas acontece neste domingo (17) às 20h30, na Arena de Pernambuco, pela 27ª rodada.

Separamos tudo sobre o próximo adversário rubro-negro: principais posicionamentos táticos, estilo de jogo, números, informações exclusivas de um setorista, jogadores para ficar de olho, e muito mais do Alvinegro Praiano.

O TIME

A principal novidade na equipe comandada por Fábio Carille estará no gol. Com a suspensão de João Paulo, o goleiro Jandrei fará sua estreia pelo clube, após ficar mais um ano longe dos gramados. No ataque, o desfalque fica por conta de Léo Baptistão, vetado pelo Departamento Médico – Diego Tardelli e Raniel brigam pela vaga.

Provável formação inicial dos santistas (Feito no Tactical Pad)

Apoie o Pernambutático e receba conteúdos exclusivos na tela do seu celular. Seja membro Vip clicando aqui

COMO ATACA

Com 23 gols marcados em 25 jogos, o Peixe não tem vivido grande fase ofensiva. Desde que chegou ao clube, Fábio Carille vem se utilizando de esquemas com três zagueiros, que já vinham sendo usados nos tempos de Fernando Diniz, dando muita liberdade para seus laterais e até mesmo utilizando Marcos Guilherme, atacante de beirada, como um desses alas. Por isso, a saída de bola é muitas vezes feita pelos três zagueiros, com o apoio de um dos volantes, avançado os homens de lado.

Saída de jogo do Peixe com três zagueiros (Imagem: Premiere)

Em busca do resultado, ainda pode contar com mais uma variação, se postando num 3-4-3, mantendo a liberdade dos alas e contando com o avanço de um dos meias para fazer a ponta. Nesse caso, o uruguaio Carlos Sánchez se coloca cai pela esquerda, centralizando Léo Baptistão e deixando Marinho pela direita, onde ele costuma atuar, sempre buscando puxar a bola para seu pé canhoto para tentar a finalização.

Santistas atacando num 3-4-3 (Imagem: Premiere)

“Meio-campo ganhou em criatividade com Camacho e Vinícius Zanocelo, e o time vai ter a volta do capitão Carlos Sánchez diante do Sport. O principal jogador de ataque é o Marinho. Mesmo em má fase, é um cara letal e que pode decidir um jogo a qualquer momento”

Lucas Costa, do Planeta Esporte

COMO DEFENDE

A defesa também não vive seus melhores dias. São 32 gols sofridos em 25 jogos, a quarta pior do campeonato, empatada com Palmeiras e Athletico-PR, ficando na frente apenas da Chapecoense, Bahia e Juventude. Mesmo atuando com três zagueiros, a equipe forma uma linha de quatro, se fechando num 4-4-2, ou mesmo num 3-5-2 mais tradicional, deixando apenas dois atacantes livres da função de marcação.

4-4-2 defensivo do Peixe (Imagem: Premiere)

“Equipe joga no 3-4-3, com Marcos Guilherme e Felipe Jonatan nas alas. O tridente de zagueiros é formado por Emiliano Velásquez, Wagner Leonardo e Danilo Boza – Vinícius Balieiro também faz a função”

Lucas Costa, do Planeta Esporte

Em determinadas situações de jogo, o time da Vila Belmiro pode se fechar ainda mais, montando uma linha de cinco jogadores na frente da grande área, com os alas recuando para o lado do trio de zagueiros. Os três homens de meio campo também auxiliam o combate, deixando o esquema armado num 5-3-2, novamente apenas com dois homens mais avançados, nesse caso, Marinho e Léo Baptistão.

Santos se fechando num 5-3-2 para evitar infiltrações (Imagem: Premiere)

PARA FICAR DE OLHO

Wagner Leonardo (ZAG) – Velho conhecido do rubro-negro. O jovem zagueiro ex-Náutico se firmou na equipe titular do Peixe após um período no banco de reservas quando foi chamado de volta. Atuando pelo lado esquerdo do campo, vem chamando atenção também no jogo aéreo/ofensivo. Foi dele o gol na importante vitória sobre o Grêmio por 1 x 0.

Carlos Sánchez (MEI) – Capitão e líder do elenco. O experiente uruguaio de 36 anos é um dos ídolos da torcida e comanda o meio de campo do time da Vila, podendo atuar tanto em posições mais ofensivas, como defensivas. Na temporada já tem nove gols marcados, sendo quatro deles pelo Brasileirão.

Marinho (ATA/PD) – Craque do time. Marinho pode não estar conseguindo repetir o mesmo nível de atuação da última temporada, mas segue sendo uma das peças mais perigosas dos paulistas. Atuando no meio do ataque ou pelos lados, sempre leva perigo por conta de sua habilidade, velocidade e pelo seu já famoso chute de perna esquerda, o “Mini Míssil Aleatório”.

Créditos da foto principal: Ivan Storti/Santos FC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: