A matemática do Náutico para chegar ao acesso na Série B

Por: Felipe Holanda e Mateus Schuler

Frio e Calculista. Vindo de três vitórias seguidas, o Náutico ressurge na luta pelo acesso na Série B do Brasileiro, tendo pelo menos três confrontos diretos nas oito partidas que lhe restam, com 24 pontos em disputa. A primeira “decisão” será diante do Vasco, próximo domingo (24), nos Aflitos.

O Pernambutático lista as probabilidades do Timbu de terminar a Série B no G-4, com números de sites especializados, um recorte das últimas atuações, e o que pode ser feito para manter aceso o sonho do retorno à elite do futebol nacional.

ITINERÁRIOS DO ACESSO

A priori, o caminho mais rápido para voltar ao G-4 são os confrontos diretos. Pela frente, os alvirrubros enfrentam, além do Vasco, times como Coritiba e Avaí, que também lutam por uma vaga na Série A de 2022. Todos estes duelos serão nos Aflitos, com o Náutico tendo a chance de decidir em casa.

Atualmente na nona colocação com 44 pontos, o Timbu precisa de seis vitórias e dois empates, somando 20 dos 24 possíveis. De acordo com o matemático Tristão Garcia, do site Infobola, o “número mágico” para conquistar o acesso na Série B é de 64 nesta temporada.

Já segundo o Chance de Gol, especialista em probabilidades no futebol, os alvirrubros têm 4,7% de chances de conquistar o acesso. O Vasco, por exemplo, tem 14%, enquanto o líder Coritiba, 97%. Já o Cruzeiro, com apenas 0,1%, chegaria no máximo a 63 pontos.

Chances de cada um na Série B (Reprodução: Chance de Gol)

Do Brusque – 14º colocado – em diante, todos já estão eliminados, brigando exclusivamente contra o rebaixamento. Inclusive, Confiança e Brasil, vice-lanterna e lanterna respectivamente, são os únicos com 0% de probabilidade acesso à elite do futebol brasileiro; gaúchos possuem quase 100% de chance de queda à Série C.

Apoie o Pernambutático e receba conteúdos exclusivos na tela do seu celular. Seja membro Vip clicando aqui

VOLTANDO A SONHAR

Se o Náutico segue vivo – mesmo que respirando por aparelhos – na luta pelo acesso, muito se deve à sequência positiva, vindo de três vitórias de virada, na ordem, contra Operário, Goiás e Ponte Preta. Com um futebol reativo, Hélio dos Anjos conseguiu reincorporar o “vermelho de luta” no elenco, retornando ao “branco de paz”.

Taticamente, Hélio voltou a amplificar a qualidade de seus atletas, formando o 4-2-3-1 característico, contando, também, com a presença ofensiva de Caio Dantas na referência. O centroavante vem de três bolas nas redes nos três últimos jogos, mostrando faro de gol apurado.

Movimentação Timbu no triunfo diante do Operário (Imagem: SporTV/Premiere)

Já contra a Ponte Preta, na vitória por 3 x 2 no Moisés Lucarelli, em Campinas, o Timbu concentrou mais suas jogadas por dentro, com a direita sendo mais efetiva que o lado esquerdo, graças às movimentações de Jaílson. Bem marcado, Júnior Tavares não conseguiu render o mesmo dos jogos anteriores.

Mapa de calor da equipe alvirrubra ante a Ponte (Reprdução/Footstas)

Desempenho que não traduz, entretanto, a importância do setor esquerdo para o funcionamento do time. E do próprio Tavares, que acumula duas assistências nos três últimos jogos, jogando como lateral e auxiliando Jean Carlos na construção.

Outro ponto positivo é a presença do recém-chegado Matheus Jesus. O atleta deu mais consistência ao meio de campo, atuando ao lado de Rhaldney na cabeça de área. Fez um gol diante do Goiás e vem empilhando boas atuações desde que desembarcou na Rosa e Silva. Assim, Trindade e Djavan perderam espaço entre os titulares.

Compactação defensiva frente o Esmeraldino (Imagem: SporTV/Premiere)

OS CONCORRENTES

Com um caminho longo e tortuoso, o Vasco tem ainda pela frente mais três duelos complicados, todos em sequência. Depois do Timba, o Cruzmaltino – que tem 14% de chance de acesso – recebe o CSA em São Januário, visita o Guarani no Brinco de Ouro e fecha a série em clássico contra o Botafogo, novamente no seu estádio, na próxima sexta-feira (29) e nos dias 4 e 7 de novembro, nessa ordem.

Fernando Diniz comemorando vitória contra o Coritiba
Fernando Diniz comemorando vitória contra o Coritiba (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

O Coritiba, por outro lado, tem trajetória mais tranquila. Somando 57 pontos, tem 96,6% de possibilidade, além de 52,6% para ser campeão. Antes de enfrentar os pernambucanos, visita o CRB na próxima terça-feira (26), mas vai encarar ainda Goiás – fora de casa – e CSA em Curitiba, com datas ainda a definir pela CBF.

Outro time que possui grandes porcentagens de disputar a Série A em 2022 é o Avaí. Com 65,2%, vai duelar inicialmente contra equipes da parte de baixo da tabela, porém a reta final promete de ser pedreiras; também na briga, CSA e Guarani estarão no trajeto do Leão da Ilha, entretanto sem confirmação dos horários das respectivas partidas.

Além desses, outros três clubes também disputam com os alvirrubros por uma das vagas na Série A do próximo ano: CRB, Guarani e CSA são 5º, 7º e 8º, totalizando 40,7%, 15,2% e 16,8% de chance cada, respectivamente. Dono da maior pontuação, o Galo da Pajuçara tem apenas o Coritiba de confronto direto, já o Bugre tem Vasco, Avaí e Botafogo; Azulão do Mutange mede forças contra Vasco, Avaí e Coritiba.

Créditos da foto principal: Tiago Caldas/CNC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: