Tragédia anunciada: análise Ceará 2 x 1 Sport

Por: Felipe Holanda

Na iminência da degola, o Sport se complicou de vez contra o rebaixamento após derrota para o Ceará por 2 x 1 neste domingo (14), em Fortaleza, vendo a chance de permanência na Série A do Campeonato Brasileiro cada vez mais distante. Mikael fez o único gol leonino, enquanto Vina e Marlon foram às redes pelo Vozão.

Na escalação inicial, Gustavo Florentín promoveu novidades, lançando Everton Felipe no posto do suspenso Gustavo. Já Hernanes seguiu na trinca de volantes ao lado de Marcão e Zé Welison, tendo Mikael e Paulinho Moccelin completando o 4-2-3-1 leonino que começou o jogo.

Formação inicial dos rubro-negros (Feito no Tactical Pad)

COMO FOI

A primeira estratégia do Leão foi segurar o jogo, formando um 4-5-1 bem compactado para ajustar suas linhas e frear as investidas do Ceará. Não passou de ensaio, deixando espaços que fizeram o Vozão chegar ao gol sem muitas cerimônias. Vina aproveitou o cochilo da marcação rubro-negra e finalizou Maílson para abrir o placar.

Posicionamento sem a bola (Imagem: Premiere)

O gol cedo fez Florentín adiantar o Sport, tendo Zé Welison mais à frente e os extremos dando profundidade num 3-3-4. A imposição surtiu efeito, mas não foi suficiente, quando Mikael quase fez um golaço de voleio. João Ricardo fez grande defesa para evitar o empate na primeira etapa.

Investida pernambucana no terço final (Imagem: Premiere)

O segundo tempo foi lá e cá. Enquanto a equipe rubro-negra mostrou mais ímpeto ofensivo, o adversário explorou os contra-ataques em velocidade. Mikael até tentou finalização perigosa, nas mãos de João Ricardo, mas foi Mendoza que assustou de fato: chute de canhota da entrada da área carimbou a trave esquerda de Maílson.

Tentando furar o bloqueio alvinegro, o Leão utilizou uma saída de 3 com um dos volantes recuando entre os zagueiros para dar profundidade pelos lados, desde os laterais Ewerthon e Sander. Dessa forma, conseguiu equilibrar as ações e construiu o empate.

Formando um 4-2-3-1 mais incisivo, com flertes frequentes para o 4-2-4, o Leão deixou tudo igual, quando Everton Felipe lançou Mikael e o camisa 9 fuzilou João Ricardo: 1 x 1. Parecia que o Sport voltaria de vez ao jogo depois do gol.

Posicionamento de ataque (Imagem: Premiere)

Não passou daí. Em mais uma bola levantada na área, Marlon aproveitou o bate-rebate para estufar as redes de Maílson e colocar um balde de água fria na reação rubro-negra. Florentín ainda tentou responder, com as entradas de Tréllez e Cristiano, porém não obteve êxito e amargou mais uma derrota.

Créditos da foto principal: Kely Pereira/Sport

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: