Sinal de alerta: análise Mirassol 3 x 2 Sport

Por: Mateus Schuler

Alerta redobrado. Mesmo após garantir classificação à segunda fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior, o Sport tomou um susto ao ser derrotado pelo Mirassol – de virada – por 3×2 neste sábado (8), em partida que fechou o Grupo 3 no Manuel Francisco Ferreira, em Bálsamo. Paulinho e Charles fizeram os gols rubro-negros, já Ítallo, Danilo e Du Fernandes foram os autores dos tentos paulistas.

Com a vaga garantida, o treinador Sued Lima optou por poupar alguns dos ditos titulares. Diego tomou a vaga de Cícero na lateral direita e Caíque a de Nasson na esquerda, enquanto Charles e Francisco entraram nos lugares de Marcelo e Leoni, respectivamente; ainda assim, foi mantido o 4-2-3-1 usado nas duas vitórias.

Escalação inicial do Leão teve alterações pontuais nos titulares (Feito no Tactical Pad)

Curtindo o conteúdo? Apoie o Pernambutático clicando aqui

COMO FOI

O confronto começou bastante intenso, com o Sport indo ao ataque e sendo bem sucedido. David lançou para Paulinho, que dominou tirando do zagueiro e chutou na marcação; o rebote ficou no pé direito do próprio camisa 11, que emendou belo chute de primeira e deslocou o goleiro Vinícius, estufando as redes antes dos cinco minutos.

Postado no 4-3-3 quando teve a bola, o Leão alternou entre meio e lados ao criar as jogadas, o que deixou a defesa do Mirassol confusa. Essa variação foi eficiente mais uma vez e o placar sofreu alteração: Ivison se enrolou sozinho e, ao tentar iniciar a transição, bateu em cima de Paulinho; o craque rubro-negro na competição deu bom passe para Charles chutar tranquilo na saída do arqueiro adversário.

Meio-campistas e atacantes jogaram próximos (Imagem: YouTube/Copinha)

A pressão continuou mesmo com a vantagem e os pernambucanos ficaram no quase quando tentaram o terceiro. Caíque fez bom lance pela esquerda e tocou na entrada da pequena área para Welberty, que acertou o travessão. Os paulistas, então, foram em busca da reação e aproveitaram um descuido no 4-1-4-1 aparentemente sólido: Gabriel Tota finalizou, Baraka se atrapalhou ao dar carrinho errado e a bola sobrou nos pés de Itallo, que teve somente o trabalho de completar.

Na etapa final, o técnico Sued Lima decidiu não realizar substituições, o que fez o Leão da Alta vir ainda mais focado pelo empate. Explorando novo erro dos defensores rubro-negros, em jogada pela esquerda, Danilo recebeu e – de biquinho – tirou do alcance de Adriano, deixando tudo igual e nervoso no segundo tempo.

Sistema de marcação apresentou falhas de compactação (Imagem: YouTube/Copinha)

A igualdade no marcador não era favorável para terminar como líder, então o Sport tentou voltar a ficar à frente. Welberty arrematou firme depois de ser servido na pequena área, porém parou no camisa 1 do Mira. O comandante optou por realizar quatro mudanças em dois momentos, mas seguindo com a proposta do 4-3-1-2 sem a posse: saíram Diego, Fábio, Welberty e Paulinho para as entradas de Cícero, Marcelo, Porto e Leoni.

A tentativa de recuperar o fôlego no setor ofensivo até foi válida, pois o duelo ficou bastante equilibrado e truncado. Nos últimos instantes, porém, o susto: Matheus Vieira recebeu pela direita e levantou na pequena área; a bola ficou viva e Negueba arrematou, mas Adriano espalmou nos pés de Du Fernandes, que tocou para o gol e deu números finais ao confronto, impondo a derrota à equipe da Praça da Bandeira.

Pernambucanos mudaram postura defensiva, no entanto sem sucesso (Imagem: YouTube/Copinha)

Créditos da foto principal: Igor Cysneiros/Sport

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: