Despertar tardio: análise Afogados 2 x 2 Vera Cruz

Por: Mateus Schuler

A Coruja acordou tarde demais. Em ritmo sonolento no primeiro tempo, o Afogados viu o Vera Cruz abrir dois gols e até buscou o empate em 2 x 2, mas estreou sem vitória, dentro de casa, no Campeonato Pernambucano Betsson 2022. Vinícius Caveira e Márcio marcaram pelos visitantes, já Airton Júnior e Breninho descontaram, neste sábado (29) no Vianão, pela segunda rodada.

Para o confronto, os afogadenses foram a campo no 4-2-3-1 que utilizaram no último jogo-treino de preparação ao Estadual sob o comando de Sérgio China. O Vera, por outro lado, teve a entrada de Sinho na lateral-direito após cumprir suspensão ainda de 2021, deixando Moisés no banco; Matheus Rosas entrou no meio no lugar de Maurício, tal como Ramires na vaga de Anthony, mas mantendo o 4-3-3 da estreia contra o Retrô.

Times foram escalados sem alterar os sistemas táticos (Feito no Tactical Pad)

Curtindo o conteúdo? Apoie o Pernambutático clicando aqui

COMO FOI

A partida começou bastante estudada, com os dois times pecando nos passes e criando pouco. Em uma falha defensiva do Vera Cruz, porém, o Afogados teve a primeira boa chance: Breninho insistiu na jogada, ganhou de Márcio e rolou na pequena área para Wellington Nunes, que soltou o pé e acertou o travessão; na sequência, o Mattheus cruzou na medida para o Erivan, mas Ciriaco defendeu seguro.

O Vera mostrou que não estava assustado e reagiu logo de imediato. Após troca de passes no setor ofensivo, a bola sobrou com Matheus Rosas, que deu apenas dois toques: um para dominar e outro para chutar firme da intermediária, entretanto Jonathan fez a defesa segura em dois tempos.

Mais retraído num 4-1-4-1, o Galo tentou apostar no contra-ataque para pegar a Coruja desprevenida, no entanto não era criativo. Com isso, a bola parada virou a alternativa: Sinho cobrou falta no alto e o goleiro adversário afastou para escanteio; Índio bateu fechado na primeira trave e Vinícius Caveira chegou como elemento surpresa, abrindo o placar.

A desvantagem fez os sertanejos subirem ainda mais as linhas do 4-2-3-1, tendo os laterais presentes ao setor ofensivo para ajudar na criação. Faltou, contudo, poder criativo e o arqueiro do Tricolor do Povo pouco trabalhou. Assim, o time visitante tentou chegar ao ataque com saída de 3 sustentada, tendo auxílio tanto pelo meio como nos lados. Uma jogada ensaiada depois de um tiro esquinado, todavia, fez a vantagem ser ampliada: Índio recebeu de Raulisson em tabelinha curta e levantou na segunda trave para Jari, que surgiu por trás da marcação e cabeceou tirando do alcance do camisa 1 afogadense.

Galo do Maués ficou mais recuado e optou por postura reativa (Imagem: TV FPF)

No fim da primeira etapa, Índio fez grande jogada individual pela esquerda e foi derrubado na pequena área pelo capitão Airton Júnior. Na chance que teve para deixar de ser garçom, o camisa 10 chutou alto demais e acertou o travessão, minimizando assim o drama dos mandantes antes mesmo do intervalo.

Para o segundo tempo, cada treinador voltou com uma substituição nas respectivas equipes: os donos da casa tiveram a entrada de Rômulo no lugar de Iago, indo em busca do empate tendo apenas um volante em campo. Já os visitantes, tirando proveito por estarem à frente do marcador, retornaram tendo Moisés na vaga de Giva.

De tanto pressionar, o Afogados conseguiu encostar no placar justo com a bola parada, antes arma contrária. Mattheus Silva levantou falta na pequena área e Airton Júnior, se redimindo dos erros cometidos durante a primeira metade, apareceu como uma bala na área adversária e testou para o fundo do gol.

Bem fechada no 4-5-1, a Coruja até conseguiu neutralizar as investidas do Vera Cruz no 4-3-3, mas não era eficiente ao atacar apesar de ter mais a posse. Assim, o Galo se aproximou do terceiro em duas cobranças de falta: na primeira, cobrada forte de longa distância por Márcio, o goleiro afastou; depois Jaílton bateu colocada e acertou o travessão. Quando tudo parecia caminhar para a vitória do Vera, Breninho fez bom lance pela direita, recebeu de Felipe na entrada da pequena área e estufou a rede, deixando tudo igual.

Coruja segurou os ímpetos do Galo e chegou ao empate tarde demais (Imagem: TV FPF)

Créditos da foto principal: Cláudio Gomes/Afogados FC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: