Queda de comunicação: análise Náutico 1 x 2 Retrô

Por: Ivan Mota

Incomunicável. O Náutico não fez valer o fator casa e foi derrotado pelo Retrô por 2 x 1, deixando de assumir a liderança do Campeonato Pernambucano Betsson 2022. Timbu marcou com Ewandro, enquanto Renato Henrique e Giva garantiram a vitória da Fênix, nesta quarta-feira (9), nos Aflitos em partida válida pela 3ª rodada do Estadual.

Retornos importantes. Jean Carlos e Kieza foram titulares pela primeira vez na temporada. Após sete meses, o torcedor do Náutico pode ver a dupla novamente junta. Outra novidade foi o zagueiro João Paulo, que voltou a ficar à disposição e formou novamente a zaga com Camutanga. O técnico Hélio dos Anjos montou o time no 4-2-3-1 com o camisa 10 no comando do meio de campo.

Onze inicial do Timbu com reforços importantes (Feito no Tactical Pad)

COMO FOI

Clima quente logo nos primeiros instantes. Os lances iniciais já deram a tônica de como a partida se desenrolaria. Com dez minutos de jogo, três jogadores já estavam amarelados. Quando a bola rolou, os donos da casa faziam uma marcação muito boa, sem dar espaços ao adversário. Marcando no 4-4-2 tendo apoio dos pontas, a defesa do Náutico foi muito bem na primeira metade do jogo.

4-4-2 do Timbu fechando os espaços (Imagem: Premiere)

No lado ofensivo o resultado não foi o mesmo, mas ainda assim o time de Hélio dos Anjos conseguiu criar algumas chances, principalmente em jogadas de bola parada. Leandro Carvalho e Jean Carlos foram responsáveis pela criação de algumas chances, incluindo a melhor do primeiro tempo. O camisa 10 cruzou após cobrança de escanteio e Richard Franco, de cabeça, acertou o travessão.

Em outros momentos, os alvirrubros partiam para cima num 4-4-2. Robinho formou a dupla de ataque com Kieza, enquanto Jean Calos atuou mais aberto pelo lado direito. Franco e Djavan apoiaram bastante, assim como o quarteto defensivo, que em alguns momentos todos os atletas avançavam para o campo de ataque.

Ataque alvirrubro no 4-4-2 com movimentação de Jean Carlos (Imagem: Premiere)

A segunda etapa reservou ainda mais confusão e emoção e, logo aos seis minutos, os visitantes conseguiram abrir o placar. O lateral Pedro Costa fez grande jogada, avançou e cruzou na medida para o atacante Giva que, de primeira, deslocou o goleiro e abriu o placar. Logo após o gol, mais balbúrdia; dessa vez no banco de reservas. Os dois treinadores, Hélio dos Anjos e Dico Woolley, foram expulsos, deixando bastante tenso.

Já no tudo ou nada, o Timbu partiu para o ataque no 4-3-3 com forte apoio dos laterais. Carpina, Eduardo e Rhaldney trabalharam no meio, já Ewandro, Kieza e Pedro Vitor formaram o trio ofensivo; Hereda e Júnior Tavares também subiram constantemente do meio em diante.

Com Hélio dos Anjos expulso, Timbu perdeu a primeira no Pernambucano e viu o Retrô se aproximar da liderança
4-3-3 com apoio dos laterais na pressão do Náutico (Imagem: Premiere)

E a pressão deu resultado. Aos 43 minutos, Juninho Carpina fez um excelente cruzamento para Ewandro. O atacante se antecipou e desviou de cabeça para empatar, mas o jogo só acaba quando termina. Renato avançou para a área alvirrubra e Camutanga, quando tentou cortar, acabou atingindo a bola com a mão. O pênalti foi marcado e o próprio camisa 10 retroense bateu seguro e garantiu a vitória à equipe de Camaragibe.

Créditos da foto principal: Tiago Caldas/CNC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: