Náutico na Copa do Nordeste: como joga taticamente o Atlético-BA

Por: Ivan Mota

Novos ares. Ainda sem Felipe Conceição – treinador não foi regularizado a tempo -, o Náutico encara o Atlético-BA para voltar a vencer e se firmar de vez no G-4 do Grupo B da Copa do Nordeste. Confronto do Timbu com o Carcará acontece nesta terça-feira (15) às 21h30, nos Aflitos, pela quinta rodada do Nordestão.

Separamos tudo sobre o próximo adversário alvirrubro: principais posicionamentos táticos, estilo de jogo, números, informações exclusivas de um setorista, jogadores para ficar de olho, e muito mais do Carcará.

O TIME

Para o confronto diante do Timba, o treinador Agnaldo Liz não possui desfalques. Em contrapartida, tem um possível retorno à titularidade: lateral-direito Edson, que se recuperou de lesão no posterior da coxa direita, deve deixar Paulinho como opção no banco. Já o volante Lucas, expulso contra o Bahia, volta a ser opção, sendo reserva justamente de Leandro Sobral, quem substituiu quando acionado, mantendo o 4-4-2 dos baianos.

Provável escalação dos visitantes para o confronto (Feito no Tactical Pad)

Curtindo o conteúdo? Apoie o Pernambutático clicando aqui

COMO ATACA

Com oito jogos disputados na temporada, cinco no estadual e três no Nordestão, o clube baiano já anotou 13 gols. Ocupando a quinta colocação das duas competições, a equipe vem tendo uma temporada regular e segue buscando a classificação nos dois torneios. Quando parte para o ataque, pode se armar no 4-4-2, porém tendo uma boa movimentação dos atletas, que podem ocupar diferentes setores do campo.

Atlético saindo para o jogo no 4-4-2 (Imagem: Nordeste FC)

Outra opção para iniciar as jogadas é se postar no 4-3-3. Os laterais avançam com liberdade, ficando praticamente alinhados aos volantes. Um dos homens de frente, neste caso Thiaguinho, retorna para fazer a função de meia armador, jogando à frente dos meias defensivos, enquanto os outros jogadores de ataque formam o trio de atacantes.

4-3-3 do Carcará iniciando suas jogadas (Imagem: Nordeste FC)

“Jerry flutua entre os quatro do meio e se apresenta como homem de ataque, apoiado nos dois alas, construindo jogadas de ataque e fazendo gols. Outra opção é servir Dionísio e Miller, que chegam também como alternativas de construção e finalizam bem”

Jaldemir Gomes, comentarista na Rádio Digital FM Alagoinhas

COMO DEFENDE

Se os números ofensivos são bons, os defensivos não podem ser considerados destaques. O time foi vazado dez vezes ao longo dessas oito partidas e, sem a bola, o Atlético pode se fechar em um 4-1-4-1. Um dos volantes joga mais recuado, logo à frente da linha de defesa, enquanto um dos atacantes recua para fechar o esquema, deixando apenas um homem como referência ofensiva.

4-1-4-1 defensivo dos baianos (Imagem: Nordeste FC)

Mantendo seu esquema original, o time também pode defender no 4-2-2-2. Os dois volantes são quem mais participam das ações defensivas, ao lado dos quatro jogadores mais recuados. Mas os outros atletas, dois meias e dois atacantes, também possuem responsabilidades defensivas, dando o primeiro combate e chegando junto na marcação.

Postado no seu esquema inicial, o Atlético se defende contra o Bahia (Imagem: Nordeste FC)

“O time joga com três linhas e não é retranqueiro. A segunda linha de quatro ajuda no sistema defensivo e, de vez em quando, dá uns apagões, mas na média tem correspondido”

Jaldemir Gomes, comentarista na Rádio Digital FM Alagoinhas

PARA FICAR DE OLHO

Dionísio (VOL) – Volante artilheiro. Com três gols na temporada, Dionísio é um dos destaques da equipe. Mesmo jogando em uma função mais defensiva, chega bem ao ataque e vive fase goleadora, sempre surgindo como elemento surpresa nas ações ofensivas.

Miller (MEI) – Meia ofensivo. Um dos artilheiros do Campeonato Baiano, Miller já marcou três gols em cinco jogos pelo estadual e busca anotar seus primeiros tentos na Copa do Nordeste. Aos 29 anos, o atleta já rodou por algumas equipes do interior da Bahia e vai fazendo um bom início de temporada.

Thiaguinho (ATA) – Atacante de movimentação. Sempre se mexendo pelo campo, o atacante Thiaguinho, de 28 anos, pode atuar com centroavante, ponta aberto pela direita e também no meio de campo. Essa polivalência pode ajudar bastante o Atlético ao longo da temporada. O jogador já marcou duas vezes no ano. Ambos os gols foram na goleada de 4 x 1 contra o Vitória da Conquista.

Créditos da foto principal: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: